Fechar menu lateral

Projetos

Linguagem e Humanidades

A construção de um modelo de processamento de informação para orientar o aprendizado de vocabulário em ambiente hipermídia.

Descrição:  O presente projeto tem como objetivo aprofundar o conhecimento sobre o aprendizado de vocabulário mediado pelas novas tecnologias, com destaque para a hipermídia, à luz da Abordagem ou Paradigma Conexionista. Busca-se determinar um conjunto de aspectos envolvidos no processamento de informação em ambiente hipermídia, com destaque para o componente afetivo, a fim de explicar, em particular, o aprendizado de vocabulário em LE nesse ambiente, à luz do Paradigma Conexionista. A partir desses aspectos propor-se-á um modelo de processamento de informação que explique o aprendizado de vocabulário em ambiente hipermídia, com destaque para a motivação, fornecendo, assim, subsídios teóricos e práticos para pesquisadores e professores.

Responsável: Patrícia Nora de Souza Ribeiro

 

A Prova em Vídeo nas Decisões de Segundo Grau: uma análise empírica acerca da interpretação judicial sobre a imagem

Descrição:  O objetivo da pesquisa é compreender de que maneira os juízes de segundo grau interpretam e utilizam a prova obtida por meio de vídeo em suas decisões. O projeto parte da constatação de que o mundo contemporâneo é caracterizado por intensa mediatização da sociedade. Esta característica muda a dinâmica das interações entre os indivíduos, pois elas não mais ocorrem exclusivamente face a face, mas também por meio de instrumentos técnicos. As experiências humanas não ficam, assim, limitadas a um mesmo tempo e espaço. Desta forma, a imagem registrada em vídeo constitui um problema de relevo para o campo do direito, visto que a sua presença no cotidiano suscita questões relacionadas aos direitos fundamentais, tais como liberdade, privacidade e autonomia em relação a agentes públicos e privados. Logo, o seu impacto pode ser observado em questões de natureza constitucional, cível, criminal e processual, dentre outras. Outro aspecto importante é a característica da imagem. O seu registro em vídeo não significa uma expressão da realidade, pois ela também está aberta à interpretação. Como as imagens estão cada vez mais presentes nas cortes, é necessária a compreensão de seus impactos no campo do direito e dos modos como a regulação jurídica lida com suas características. Assim, a pesquisa tem por objetivo compreender como a imagem é interpretada em decisões de segundo grau nos Tribunais de Justiça de Minas Gerais e São Paulo em processos cíveis e criminais. Adicionalmente, pretende-se: a) verificar como as imagens são analisadas pelos juízes de segundo grau em processos cíveis e criminais; b) analisar os argumentos de sustentação das decisões baseadas em prova em vídeo; c) verificar a presença de outros elementos probatórios nas decisões fundadas na prova em vídeo. Trata-se de trabalho de natureza empírica e interdisciplinar em que as decisões dos Tribunais de Justiça de Minas Gerais e São Paulo envolvendo a prova em vídeo serão estudadas com apoio na área de linguística discursiva, especificamente a argumentação interacional.

Responsável: Amitza Torres Vieira

  

Análise Linguística na Aula de Português: diálogos entre a Teoria Linguística e a Prática Docente

Descrição:  Este projeto busca estabelecer um canal de diálogo consistente entre a orientação oficial para o trabalho com língua materna na escola, o conhecimento construído pelos teóricos dos estudos da linguagem e o conhecimento prático de professores do Ensino Fundamental, no que diz respeito às práticas de análise linguística nas aulas de Português. O grupo de pesquisa, formado por alunos do mestrado acadêmico e do mestrado profissional, realizará pesquisa bibliográfica, análise documental e aplicação de propostas de intervenção. Espera-se que, de um lado, os trabalhos teóricos dos alunos do mestrado acadêmico sejam construídos a partir das inquietações reais de professores de Português que estão em salas de aula, e tenham, entre outros, o objetivo de efetivamente ajudar tais professores a aprimorar sua prática docente. Nessa dinâmica de colaboração, os projetos de intervenção dos mestrandos do ProfLetras serão, por sua vez, desenvolvidos, aplicados e avaliados à luz da teoria discutida no grupo de pesquisa e poderão contribuir para revisão e aprimoramento da própria teoria. Acredita-se, com isso, que o projeto possa oferecer efetivas contribuições empíricas e teóricas para o desenvolvimento de reais e bem fundamentadas práticas de análise linguística nas aulas de Língua Portuguesa, especialmente, nos anos finais do Ensino Fundamental.

Responsável: Thaís Fernandes Sampaio

 

Contatos Linguísticos, Mobilidade Social e Educação Básica

Descrição:  Este projeto analisa a realidade dinâmica e crescente em termos de contatos linguístico-culturais na cidade de Juiz de Fora/MG, em tempos de (super)diversidade. Desconstruímos a ideia de que a cidade é monolíngue através da observação de sua paisagem, que não é só linguística, mas também social. Para isso, recorremos aos conceitos de paisagem linguística de Shohamy e Gorter (2009), de repertórios comunicativos de Rymes (2014) e de repertórios espaciais de Otsuji e Pennycook (2010). Assim, através de um estudos qualitativos de cunho etnográfico baseado em notas expandidas e fotografias, descrevemos o que a nova realidade acrescenta em termos variações na língua e na cultura locais, modificando os repertórios comunicativos dos indivíduos presentes nesse cenário. Ainda, uma vez inseridos na era da superdiversidade (VERTOVEC, 2006), caracterizada pela mobilidade não apenas espacial, mas também cultural e linguística, investigamos como os falantes utilizam fragmentos de línguas que coexistem em harmonia, sem supressão de uma ou outra língua no processo de comunicação: seu repertório comunicativo, que pode ser ampliado durante a aquisição ou aprendizado de uma língua estrangeira, em contexto escolar, levando-o ao letramento social.

Responsável: Ana Cláudia Peters Salgado

 

Ideias Linguísticas: nos Estudos da Linguagem, na Literatura, na Filosofia

Descrição:  Esta é uma pesquisa de caráter bibliográfico, que tem como motivações a contribuição para uma reflexão sobre a história das ideias linguísticas a partir da interdisciplinaridade de saberes ? no caso, entre a filosofia da linguagem, os estudos literários e a linguística. Com isso, pretendemos formular novas questões para os estudos da linguagem, agora postas pela filosofia e pela literatura, o que provocará um deslocamento dos nossos pontos de vista já um tanto viciados com as mesmas perguntas das subáreas consolidadas dentro do campo da linguística. Uma vez que o estudo aqui proposto se circunscreve na área de tipo conceitual, sua metodologia seguirá preceitos metodológicos para se fazer o percurso histórico (não teleológico) para uma história das ideias linguísticas. Como o campo da história das ideias linguísticas é, por definição, um empreendimento interdisciplinar (cf. Swiggers, s/d, p.43), e como o objeto de pesquisa deste projeto nasce transdisciplinar, não é de se estranhar que nosso corpus de análise abarque não apenas documentos linguísticos, como, também, literários e filosóficos (sempre questionando, de saída, tal separação).

Responsável: Ana Paula Grillo El-Jaick

 

Interação em Salas de Aula – Formando Professores

Descrição:  Este projeto decorre da necessidade de análise de situações de ensino-aprendizagem na escola, que contribuam para uma compreensão mais ampla das relações interpessoais nesses contextos. O projeto tem como base os referenciais teóricos da Análise da Conversa e da Sociolinguística Interacional, e visa a examinar, em diferentes contextos, como se dão as relações professor aluno.

Responsável: Denise Barros Weiss

 

Linguagem, Educação e Formação de Professores

Descrição:  Este projeto situa-se no âmbito da formação continuada de professores de educação básica, especialmente da rede pública municipal e estadual da região da Zona da Mata de Minas Gerais. Justifica-se, primeiramente, em atendimento ao disposto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação, Lei n. 9394/96, cujo artigo 62 dispõe sobre a responsabilidade das instituições de ensino superior na atuação na formação inicial e continuada de pessoal docente. Outro documento, as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial e formação continuada de Professores (MEC, 2015), também reitera, em seu Capítulo VI, a responsabilidade das instituições de ensino superior para a oferta de formação contínua a pessoal docente. Este projeto propõe-se, deste modo, a garantir este espaço de formação a professores atuantes na educação básica. Seus objetivos são: (i) capacitar professores no tema Letramento e Práticas Sociais, considerando as teorias contemporâneas e as pesquisas vigentes sobre o tema e (ii) produzir material didático sobre Letramentos múltiplos, tornando-os disponíveis gratuitamente. Este projeto de extensão será desenvolvido a partir de curso de extensão e produção de material didático. O curso, com o título Letramentos e Práticas Sociais, terá a carga horária de 45 horas, dividido em quatro módulos. Constituem beneficiários deste projeto: os professores de educação básica que atuam em todos os segmentos do ensino fundamental e médio, professores da educação infantil, professores formadores de professores e pesquisadores de práticas de ensino e de ensino de língua. Há também o benefício indireto dos estudantes da educação básica, cujos docentes desenvolverão ações a partir da capacitação prevista neste projeto. Este projeto será desenvolvido na Faculdade de Educação da UFJF, em encontros semanais, alternados entre a formação continuada dos professores e as orientações dos estudantes bolsistas do projeto.

Responsável: Alexandre José Pinto Cadilhe de Assis Jacome

 

Masculinidades em performance na fala-em-interação

Descrição:  Este projeto decorre de pesquisa anterior, a respeito da a relação entre masculinidades, linguagem e práticas de saúde. Nesta fase, são aprimoradas as análises de 30 consultas clínicas gravadas em áudio e transcritas em sua íntegra. São considerados os aportes teóricos e metodológicos da Sociolinguísitca Interacional, da Análise da Conversa e da análise do discurso de vertente anglo-americana.

Responsável: Alexandre José Pinto Cadilhe de Assis Jacome

 

Memória fonológica na aprendizagem de português como L2

Descrição:  O objetivo geral dessa investigação é mensurar em que medida o contato com o Português como língua de herança na primeira infância pode influenciar na aprendizagem dessa língua na fase adulta.

Responsável: Denise Barros Weiss

 

(Multi)Letramentos e Interação Social: Linguagem, Gênero(s) e Sexualidade(s) na Escola

Descrição:  Este projeto ancora-se no escopo da Linguística Aplicada, que se ocupa em “criar inteligibilidade sobre problemas sociais em que a linguagem tem um papel central” (Moita Lopes, 2006, p. 14). Situado neste campo de conhecimento, busca-se construir uma compreensão sobre o papel desempenhado pela linguagem em eventos de letramento escolar que se proponham, dentre outros objetivos, a uma formação para a cidadania ao pensar a diversidade de gênero e sexualidade como temas transversais. De modo a consubstanciar este projeto, e inspirado em Collins (2015), esta pesquisa fundamenta-se em três pilares, ligados ao campo de estudo, ao enquadre teórico-metodológico e ao compromisso ético-político: (a) como campo de estudo, toma-se como base os estudos do Letramento de matriz sociocultural (Perry, 2012; Street, 2014; Kleiman & Assis, 2016): (b) como enquadre teórico-metodológico, orienta-se pela Linguística Interacional e de natureza etnográfica (Wortham, 2008; Lindstrom, 2009; Garcez & Schulz, 2015; Collins, 2015): (c) como tema de compromisso ético e político, compartilha-se dos estudos de linguagem, gênero e sexualidade, sobretudo na educação (Louro, 2008; Louro, 2013; Moita Lopes, 2013).

Responsável: Alexandre José Pinto Cadilhe de Assis Jácome

 

O profissional Professor de Português: sua formação e sua atuação na contemporaneidade

Descrição:  Este projeto de pesquisa propõe realizar investigações acerca do fazer docente do professor de Português na contemporaneidade, incluindo, especialmente, aspectos relativos à sua formação inicial e continuada. O projeto será paralelamente desenvolvido em dois programas de Pós-graduação: o Mestrado Profissional em Letras da UFJF (ProfLetras) e o Programa de Pós-Graduação em Linguística da mesma Universidade, nos quais sua coordenadora atua. Considerando que as discussões e pesquisas acadêmicas sobre o trabalho com língua materna na escola apontam para um tipo de prática que difere, em muitos aspectos, daquela que efetivamente caracteriza o trabalho diário desse profissional, este projeto objetiva, em um primeiro momento, identificar os pontos específicos nos quais tais práticas se diferenciam, bem como os fatores que causam esse distanciamento. Além de ampliar as discussões teóricas sobre o tema, é objetivo do projeto analisar diferentes aspectos do processo de formação (inicial e continuada) do professor de Português, favorecendo uma melhor compreensão acerca da construção da identidade desse profissional. Acreditamos que as pesquisas que serão realizadas no âmbito deste projeto poderão contribuir para a necessária discussão acerca do processo de formação inicial e continuada, subsidiando, em última análise, avanços no que diz respeito à adequação entre aquilo que caracteriza o trabalho desse profissional no mundo contemporâneo e a formação oferecida no âmbito acadêmico.

Responsável: Thaís Fernandes Sampaio

 

Paradigmas do empreendimento linguístico: história e filosofia das ciências da linguagem

Descrição:  A Linguística se define como campo científico no final do século XIX. Se, em sua origem, teve como paradigma o estudo imanente das línguas e de seus sistemas, o século XX viu florescer vertentes históricas, discursivas, cognitivas, textuais, entre outras, que não somente ampliaram significativamente o escopo daquilo que hoje se pode compreender como “Linguística”, mas também engendrou tensões disciplinares internas e externas quanto ao domínio epistemológico desse saber, suas interfaces com outras disciplinas, seus métodos e objetos. O presente projeto de pesquisa tem por meta oferecer uma reflexão sobre as bases epistemológicas que definem a linguística enquanto um saber científico, abarcando pesquisas que se debrucem, por um lado, sobre a definição histórica de seus objetos, práticas e métodos ? segundo arcabouço teórico da Historiografia da Linguística ? e, por outro, sobre as relações entre as ciências da linguagem e as reflexões filosóficas das quais decorrem suas grandes questões: a relação entre linguagem e realidade, linguagem e ética, linguagem e representação do pensamento, entre outras ? segundo arcabouço teórico da Filosofia da Linguagem. O corpus privilegiado é formado sobretudo por documentos e textos que tematizam a linguagem, dos antigos filósofos e gramáticos gregos, até formulações mais recentes no âmbito dessa tradição.

Responsável: Fábio da Silva Fortes

 

Práticas de linguagem no contexto institucional de Audiências Preliminares no Juizado Especial Criminal

Descrição: O projeto tem como objetivo investigar o papel da linguagem nas práticas profissionais no contexto de Audiências Preliminares no Juizado Especial Criminal, com ênfase na argumentação dos participantes. Objetiva-se descrever as características que pautam a fala institucional nessa instância jurídica, bem como a macroorganização dos eventos. A pesquisa é orientada por análises situadas da fala-em-interação sob o ponto de vista êmico, isto é, baseado no sentido que os participantes da interação demonstram para a realização das atividades que estão sendo coconstruídas.

Responsável: Amitza Torres Vieira

 

Um estudo sobre a hipermodalidade no ensino-aprendizagem do léxico em língua estrangeira

Descrição:  No campo da pesquisa em linguística, ainda são incipientes estudos sobre como a linguagem é utilizada em meios digitais. Há, portanto, a carência de estudos que foquem sistematicamente o comportamento linguístico em ambientes digitais. Tendo em vista este debate mais amplo que aponta mudanças significativas por que a linguagem vem passando, uma vez que hoje podemos falar da combinação e da articulação de várias linguagens mediadas por tecnologias de informação e comunicação e de sua aplicação no ensino de língua estrangeira (Souza, 2004), meu interesse é investigar a produção de novas formas de significação em atividades didáticas de inglês como língua estrangeira. Mais detalhadamente, esta pesquisa busca investigar o uso da hipernodalidade (das várias linguagens) em atividades de vocabulário.

Responsável: Patrícia de Souza Nora Ribeiro

 

Linguística e Cognição

Abordagem Construcionista na Gramaticalização: emergência de novos padrões construcionais no português brasileiro

Descrição: A pesquisa tem como objetivo fundamental tratar da emergência de novos padrões construcionais no português brasileiro, assumindo como pressuposto que a gramaticalização consiste na emergência de construções gramaticalmente identificáveis que sinalizam as crenças e as atitudes dos falantes.

Responsável: Patrícia Fabiane Amaral da Cunha Lacerda

 

Aquisição (a)típica da Libras: avaliação de efeitos morfofonológicos em compostos

Descrição: Esta pesquisa trata da aquisição atípica da língua brasileira de sinais (libras) por surdos como sua primeira língua ou língua natural. Em decorrência da aquisição tardia, os sujeitos surdos podem apresentar desordens de desenvolvimento de comunicação que se manifestam nos diversos níveis de processamento da linguagem, podendo apresentar um comprometimento na compreensão e/ou na produção da língua de sinais (LSs) (Cf. Barbosa, 2016). Assim, para tratar da aquisição atípica da libras, foram escolhidos os compostos para subsidiar as análises, pois eles envolvem padrões fonológicos específicos, além de vários tipos de peças morfológicas disponíveis na libras, como classificadores de diversos tipos e sinais boca (Cf. Rodero-Takahira, 2015). Sendo assim, este projeto de pesquisa visa abarcar alguns subtemas dentro das duas grandes áreas mencionadas: aquisição atípica e formação de compostos na libras, trazendo questões mais específicas que concernem: 1- a descrição dos compostos da libras; 2- a investigação da natureza dos classificadores envolvidos na composição; 3- uma proposta de adequação e padronização de anotação de dados da libras; 4- a investigação do processo de aquisição de compostos nas línguas naturais e dos efeitos de modalidade; 5- a investigação do processo de aquisição tardia e um estudo de caso para avaliar as possíveis sequelas morfofonológicas na produção de compostos. Para tanto, serão considerados trabalhos teóricos acerca da aquisição atípica da libras e poderemos considerar modelos gerativistas (Cf. Programa Minimalista, Morfologia Distribuída) ou não para análise de nossos dados.

Responsável: Aline Garcia Rodero-Takahira

 

As Construções Gramaticais à luz da Linguística Cognitiva: redes conceptuais e processos de (inter)subjetividade

Descrição: O projeto visa a contribuir para a pesquisa em Linguística Cognitiva, buscando alinhavar a perspectiva teórica da área no que diz respeito à questão da significação e sua construção, sob um viés discursivo-pragmático, com base em processos mentais e em modelos sócio-culturais que se refletem nas escolhas linguísticas mapeadas ao longo desse processo, tendo como foco um conjunto específico de construções gramaticais, que são as construções completivas entendidas como construções sinalizadoras de (inter)subjetividade. O projeto prevê pesquisa bibliográfica compatível com o tema abordado, coleta e análise de dados de natureza quantitativo-qualitativa, com análise de conteúdo (Silva & Silveira, 2009).

Responsável: Sandra Aparecida Faria de Almeida

 

Classes de Palavras Revisitadas: natureza categorial e estrutura funcional

Descrição: Os critérios de classificação em diferentes categorias fornecidos pela tradição gramatical são, muitas vezes, heterogêneos e inconsistentes, o que dificulta a compreensão da natureza de seus elementos.Este projeto tem como objetivo empírico, portanto, organizar e descrever os dados das diferentes categorias lexicais do português brasileiro. Para tanto, os dados serão submetidos a testes linguísticos de variados níveis, tais como semântico, morfológico e sintático. Dessa mesma maneira, diagnósticos mais precisos deverão ser propostos para que o objetivo empírico do projeto seja atingido.

Responsável: Paula Roberta Gabbai Armelin

 

Comparação entre línguas usando frames e construções: recursos multilíngues e tradução por máquina

Descrição: O projeto se insere no domínio da Compreensão de Língua Natural (CLN), área de interface entre a Linguística e a Ciência da Computação cujo objetivo é o de desenvolver recursos e soluções que possibilitem à máquina compreender as línguas humanas. São problemas importantes em CLN a propositura de análises e metodologias que possam contribuir para aplicações tais como a tradução por máquina, a análise semântica de sentenças e textos, a sumarização automática etc. Dado esse contexto, o projeto que ora se apresenta busca realizar análises contrastivas de estruturas lexicais, sintáticas e semânticas do Português Brasileiro, do Alemão e, tangencialmente do Inglês, de modo a fomentar a produção de recursos linguísticos computacionais multilíngues a serem aplicados na produção de um tradutor automático semanticamente referenciado. Em específico, este projeto debruça-se sobre aplicações da Semântica de Frames (Fillmore, 1982) e da Gramática de Construções (Kay & Fillmore, 1989) às tarefas de construção de recursos linguísticos e de tradução automática. A tradução por máquina é um dos problemas inaugurais da Linguística Computacional e, desde a década de 1950, ocupa espaço de destaque na área vizinha do Processamento de Língua Natural (PLN) (Koehn, 2010). Os estudos em PLN se caracterizam, em sua abordagem majoritária, por uma abordagem estatística para os problemas linguísticos. A ideia é a de que, havendo dados suficientes – o que deixou de ser um problema como o advento das ferramentas de coleta automática de grandes corpora eletrônicos -, um algoritmo estatístico de alguma natureza, tal como uma rede neural, por exemplo, seria capaz de extrair padrões de correspondência entre palavras, bem como padrões de ordenação de palavras em uma língua, gerando assim, traduções que parecem ter sido feitas por humanos porque, de modo geral, se parecem com as estruturas mais frequentemente observadas nos grandes corpora utilizados para o treinamento do algoritmo. Porém, quando o texto de entrada para uma tradução contém estruturas menos frequentes, ou mesmo se insere em um domínio específico, em que as palavras e expressões têm significado distinto, os sistemas estatísticos falham. Uma alternativa às analises puramente estatísticas de dados não-tratados é o emprego de meta-dados que possam ser associados aos elementos que constituem os textos, de modo a tornar a abstração de outros padrões de correspondência possível. Os tradutores que representam o estado da arte na área já utilizam metadados morfossintáticos, tais como informações sobre a classe da palavra sendo traduzida – se nome, verbo ou adjetivo – e informações flexionais – número, gênero, pessoa – (Koehn, 2010). Porém, não fazem uso de metadados semânticos ou mesmo sintáticos que extrapolem as propriedades de palavras individuais. É para responder aos problemas derivados dessa lacuna que este projeto será desenvolvido.

Responsável: Tiago Timponi Torrent

 

Frames e construções em constraste: constructicografia multilíngue para o português brasileiro e o sueco

Descrição: O projeto Construções em Contraste objetiva, através do desenvolvimento de um conjunto de ações de cooperação internacional entre os pesquisadores e discentes vinculados aos laboratórios FrameNet Brasil (FN-Br) e Swedish FrameNet++ (SweFN++), implementar, nos repertórios de construções – Constructicons – em desenvolvimento para o Português do Brasil e para o Sueco, estratégias que possibilitem o alinhamento desses recursos, os quais são eletronicamente acessíveis e constituem um input confiável para o desenvolvimento de soluções em Tecnologia da Informação (TI) focadas no processamento da linguagem natural. Assim, caracteriza-se como projeto de inovação tecnológica, na medida em que busca aplicar as teorias da Semântica de Frames e da Gramática das Construções ao desenvolvimento de produtos de TI. A abordagem contrastiva se faz presente em todos os aspectos do projeto, ou seja, serão contrastados não apenas os repertórios de construções produzidos para cada uma das línguas envolvidas, mas também as abordagens da Línguística Computacional e da Linguística Teórica para os elementos da língua que se situam no meio da clássica distinção entre léxico e gramática. Trata-se daqueles elementos maiores do que uma única palavra, porém, menos generalizantes do que uma regra gramatical. No lado da Linguística Computacional, tais elementos são chamados Entidades Multilexêmicas – ou MWEs, sigla em Inglês para Multi-Word Entity – e têm sido alvo de uma série de workshops em congressos internacionais, além de figurarem como tema de volumes especiais de periódicos. No que concerne à Linguística Teórica, em especial ao conjunto de abordagens dissidentes do Gerativismo agrupadas sob o título de Linguística Cognitiva, MWEs costumam ser tratadas como Construções, pareamentos aprendidos de forma e sentido. Em uma Gramática de Construções, a distinção entre elementos pertencentes ao léxico e regras da gramática perde sua validade, uma vez que qualquer item linguístico composto por uma forma à qual se associa um sentido ou função pode ser tratado como uma construção. Nesse sentido, tanto morfemas, quanto palavras, MWEs, expressões idiomáticas, padrões de estrutura argumental e mesmo gêneros textuais podem ser analisados segundo o mesmo aparato teórico metodológico.

Responsável: Tiago Timponi Torrent

 

FRASER: um parser semântico baseado em frames e construções

Descrição: O objetivo geral da pesquisa é possibilitar a criação de ferramentas computacionais que explorem conceitos e ideias da Linguística Cognitiva em larga escala, visando à construção de um parser semântico para o Português Brasileiro, denominado FraSeR (Frame Semantic ParseR). O objetivo inclui ainda pesquisar o comportamento dos conceitos da Linguística Cognitiva perante questões como a multilingualidade, a sumarização de textos e a criação de interfaces homem máquina, bem como a associação dos conceitos da Linguística Cognitiva com as técnicas usadas no campo da Inteligência Artificial (RUSSELL; NORVIG, 2003), desenvolvendo a chamada “Cognição Artificial”; e a integração dos conceitos de Linguística Cognitiva com a chamada Web Semântica (BERNERS-LEE; HENDLER; LASSILA, 2001) e com a área de Inteligência Artificial.

Responsável: Ely Edison da Silva Matos

 

Interação fictiva como construção linguística e estratégia comunicativa

Descrição: Este projeto se propõe a investigar o uso do frame de conversação, como domínio cognitivo de experiências linguístico-interacionais intersubjetivamente constituídas, para estruturar ou modelar a própria cognição, o discurso e a gramática. Conhecido como Interação Fictiva (IF) nos termos de Pascual (2014, 2016), esse fenômeno se apresenta linguisticamente como uma inusitada estratégia comunicativa capaz de instanciar a estreita articulação entre domínios cognitivos e interacionais. Expressões no nível sentencial (“Quem precisa de trenó de montanha?”, questão retórica), no nível intersentencial (“Eu? Não saio de jeito nenhum”, padrão pergunta-resposta) e no nível intrassentencial lexical (“Recebi hoje o faz me rir”, para denotar vencimento, salário) são compreendidas como instâncias de IF, visto que abarcam interações forjadas ou simuladas levando-se em conta o frame de conversação, como um “debate interno”. Com foco em investigação de dados reais, este projeto objetiva a verificação da viabilidade empírica do fenômeno, por meio (i) do mapeamento manifestações de IF em corpora do Português Brasileiro, nas modalidades falada e escrita; (ii) da descrição e análise de tais manifestações, em uma perspectiva gramático-discursiva. (iii) do levantamento de características do frame de conversação com vistas a delimitar e a justificar os elementos que servem de input para expressões de IF.

Responsável: Luiz Fernando Matos Rocha

 

Interfaces entre morfologia, sintaxe e conhecimento enciclopédico: aquisição, processamento e caracterização teórica do sentido não composicional

Descrição: O projeto, inserido no âmbito da psicolinguística experimental, busca investigar a compreensão de expressões não composicionais a partir de dados do Português Brasileiro (PB) na aquisição infantil e no processamento adulto. Como ponto de partida empírico, abordamos as denominadas expressões idiomáticas, que são tipicamente caracterizadas como cadeias de palavras cujo sentido não pode ser inteiramente alcançado com base apenas em uma análise composicional. Além disso, a estrutura interna desse tipo de expressão pode ser bastante variável, incluindo expressões de natureza tanto verbal quanto nominal com graus diversos de complexidade (Ex. chutar o balde versus (ser) dedo podre, pensar na morte da bezerra versus engolir sapo). A proposta aqui submetida visa a expandir e aprofundar os estudos sobre o processamento da linguagem não literal conduzidos com base em dados do PB, especificamente no que tange às expressões idiomáticas, trazendo ainda uma discussão de cunho teórico em termos de modelos de processamento e modelos formais de língua que possam explicitar como ocorre a computação do sentido figurado. Para tal, traçamos aqui um paralelo entre itens únicos – no nível da palavra – que apresentam uma leitura não composicional (Ex. beijinho – com o sentido de doce – e lavagem – com o sentido de comida para porcos) e estruturas maiores – no nível da sentença – como as referidas expressões idiomáticas (Ex. passar a bola). Esse paralelo é bastante relevante no desenvolvimento de abordagens teóricas que tratam a formação de palavras e de sentenças em um mesmo componente da gramática.

Responsável: Mercedes Marcilese

 

Interfaces internas e externas na aquisição e no processamento adulto de L1 e L2: concordância e tópico/foco no PB

Descrição: Investiga-se, na perspectiva psicolinguística, a Hipótese das Interfaces, que contrasta interfaces internas (sintaxe-semântica) e externas (sintaxe-discurso/pragmática) à gramática e prevê que construções vinculadas às interfaces externas seriam suscetíveis a maior instabilidade na aquisição e no processamento adulto de falantes monolíngues e bilíngues.Elegeram-se 2 fenômenos linguísticos como tema da pesquisa empírica: (a) construções nas quais o fenômeno da concordância tem papel crucial na estruturação da informação na sentença e (b) construções envolvendo informações associadas à periferia esquerda da sentença – focalização e topicalização. São objetivos do projeto: 1) discutir o conceito de interface tal como proposto na teoria linguística de orientação gerativista, em propostas não necessariamente convergentes com a visão chomskyana e nos estudos sobre aquisição da linguagem monolíngue e bilíngue; 2) explorar possíveis relações de interface nos fenômenos selecionados ? concordância e foco: sintaxe-semântica e prosódia/discurso-sintaxe; 3) verificar experimentalmente o processamento da concordância por adultos monolíngues de PB e bilíngues PB-inglês e PB-espanhol, na produção e compreensão; 4) verificar experimentalmente o processamento da topicalização/focalização por adultos monolíngues de PB e bilíngues PB-inglês e PB-espanhol, na produção e compreensão; 5) verificar experimentalmente a aquisição da concordância verbal por crianças adquirindo o PB, na produção e compreensão; 6) verificar experimentalmente a aquisição das estruturas de tópico e foco por crianças adquirindo o PB, na produção e compreensão; 7) articular os resultados experimentais à discussão teórica (noção de interface e caracterização da arquitetura/dinâmica das relações de interface) e empírica/procedimental (relativa a aquisição e processamento monolíngue e bilíngue de estruturas que demandam integração de informações associadas a dimensões internas e externas ao domínio linguístico).

Responsável: Maria Cristina Lobo Name

 

Linguística e Tradução: perspectivas cognitivas do processo tradutório

Descrição: O projeto se apoia na Linguística Cognitiva, na Linguística de Corpus e nos Estudos da Tradução, buscando alinhavar as perspectivas teóricas das áreas no que diz respeito à questão da significação e de sua construção no processo tradutório por parte do tradutor, tendo como foco um conjunto específico de construções gramaticais. Parte-se de uma abordagem descritiva da língua, buscando-se um mapeamento de processos mentais, com base em modelos sócio-culturais, refletidos nas escolhas linguísticas por parte do tradutor e adotando-se, ainda, um viés semântico-pragmático-discursivo para a condução da pesquisa.

Responsável: Sandra Aparecida Faria de Almeida

 

O acesso ao componente prosódico na desambiguação de sentenças com estruturas sintáticas complexas

Descrição: No presente projeto de pesquisa, propomos investigar a influência do componente prosódico em outros tipos de estruturas sintáticas complexas como: frases com topicalização, encaixamentos, relações de posse e destino estabelecidas por expressões preposicionadas (de, para, a, com, etc), elipses entre outras. Pretendemos utilizar, neste projeto, técnicas especiais de formação de corpora como jogos de interatividade controlada e contextos visuais com monitoramento ocular. Após o mapeamento das características prosódicas em cada tipo de estrutura, aplicaremos testes de percepção, com medição de tempos de reação, para mensurarmos o papel de informatividade da prosódia no processo mental de desambiguação de estruturas sintáticas complexas, como aquelas propostas neste estudo.

Responsável: Aline Alves Fonseca

 

Processamento nas interfaces da gramática: tópico, foco e nominais nus no português brasileiro

Descrição: O projeto visa a dar prossecução a uma investigação – atualmente em andamento – cujo ponto de partida é a denominada Hipótese das Interfaces. Tal hipótese contrasta interfaces internas (sintaxe-semântica) e externas (sintaxe-discurso/pragmática) à gramática e prevê que construções vinculadas às interfaces externas seriam suscetíveis a uma maior instabilidade no desempenho linguístico de falantes monolíngues e bilíngues, na aquisição e no processamento adulto. Especificamente, a presente proposta aborda o fenômeno dos nominais nus (bare nouns) e sua interpretação no PB, numa perspectiva experimental. O projeto tem como objetivos: 1) Aprofundar a discussão do conceito de interface tal como proposto na teoria linguística de orientação gerativista, em propostas não necessariamente convergentes com a visão chomskyana e nos estudos sobre aquisição da linguagem monolíngue e bilíngue; 2) Explorar possíveis relações de interface no fenômeno linguístico selecionado, qual seja, os nominais nus no PB; 3) Analisar e discutir os resultados experimentais – obtidos no contexto de pesquisas filiadas à denominada Semântica Experimental – atualmente disponíveis na literatura, no que tange à interpretação de nomes nus singulares no PB; 4) Verificar experimentalmente o processamento de sentenças contendo nominais nus em posição de argumento interno e externo por adultos monolíngues de PB e bilíngues PB-inglês e PB-espanhol, na produção e compreensão; 5) Verificar experimentalmente o padrão prosódico associado a sentenças contendo esse tipo de sintagma; 6) Avaliar experimentalmente em que medida sentenças contendo nomes nus podem corresponder a estruturas topicalizadas ou focalizadas; 7) Articular os resultados experimentais à discussão teórica (noção de interface e caracterização da arquitetura/dinâmica das relações de interface) e empírica/procedimental (relativa a aquisição e processamento monolíngue e bilíngue de estruturas que demandam integração de informações associadas a dimensões internas e externas ao domínio linguístico).

Responsável: Maria Cristina Lobo Name

 

Relações de coocorrência em constituintes prosódicos na aquisição lexical

Descrição: O projeto busca aprofundar a investigação sobre o processo de aquisição lexical, caracterizando como bebês e crianças segmentam os enunciados que ouvem em unidades menores e relacionam esses elementos a representações de entidades, conceitos ou eventos, mapeando-os em categorias lexicais. Assume-se que, para isso, é necessário que o bebê não apenas seja sensível a características prosódicas da fala, mas, também, seja capaz de analisá-las de modo a identificar propriedades morfofonológicas e posicionais de itens lexicais. Focalizam-se as relações entre elementos no DP (Det, N e ADJ), e relações entre base e afixos em verbos e adjetivos, dentro dos constituintes Sintagma Fonológico (ϕ) e Palavra Prosódica (ω), a fim de verificar se o bebê é capaz de identificar esses envelopes prosódicos e proceder às computações entre os itens funcionais e lexicais neles presentes, de modo a categorizar esses últimos como membros de categorias lexicais (N, ADJ e V).

Responsável: Maria Cristina Lobo Name