Fechar menu lateral

Estrutura Curricular

Mestrado em Modelagem Computacional

Para garantir uma formação multidisciplinar aos alunos do curso, o programa curricular mínimo do curso de mestrado é composto por 24 créditos distribuídos em 3 disciplinas básicas obrigatórias (9 créditos), 3 disciplinas intermediárias (9 créditos) e 2 disciplinas específicas (6 créditos).

As disciplinas obrigatórias têm como objetivo fornecer aos alunos as bases teóricas de modelagem computacional através de conhecimentos de modelagem matemática, métodos matemáticos, algoritmos e estruturas de dados.

Além destas, nos dois primeiros trimestres o aluno deve escolher três disciplinas Intermediárias de um elenco de 10 (dez) disciplinas sendo cinco de cada linha de pesquisa do programa. Dessa forma, a partir do segundo trimestre o aluno opta por disciplinas que contribuirão para a sua formação na linha de pesquisa de sua preferência: Métodos Numéricos Aplicados (MNA) ou Sistemas Computacionais Aplicados (SCA). Porém, para aumentar ainda mais o teor interdisciplinar de sua formação, das três disciplinas intermediárias, o aluno deve escolher ao menos uma disciplina de cada linha de pesquisa. Assim, o aluno cursa disciplinas que são tanto da linha de Métodos Numéricos Aplicados como de Sistemas Computacionais Aplicados, propiciando ao mesmo uma visão do importante papel complementar dessas duas linhas de pesquisa no desenvolvimento de seus trabalhos de conclusão.

As disciplinas específicas são subdivididas em duas categorias, Métodos Avançados e Aplicações. O aluno deve cursar uma disciplina do elenco de disciplinas de Métodos Avançados e uma do elenco de Aplicações. A disciplina da categoria Métodos Avançados garante a especialização final do aluno em uma ferramenta computacional ou numérica de sua escolha, enquanto que a disciplina da categoria Aplicação oferece ao aluno uma experiência inicial com relação à aplicação desse poderoso ferramental numérico e computacional a problemas de interesse em engenharia e em ciências aplicadas, bem como no desenvolvimento, implementação e utilização de novas tecnologias.

Com intuito de formalizar o atendimento à portaria 076 da CAPES referente ao Estágio Docência, o discente (bolsista ou não bolsista) do mestrado deverá cursar a disciplina de Estágio em Docência I. O estágio de docência é parte integrante da formação do pós-graduando, objetivando a preparação para a docência, e a qualificação do ensino de graduação sendo obrigatório para todos os alunos. Nesta disciplina, o discente deverá dedicar-se a no máximo 4 (quatro) horas semanais no desenvolvimento de projetos de tutoria, sendo no máximo 2 (duas) horas em sala de aula. Caso o aluno seja ou tenha atuado como docente de ensino superior, e comprovar tais atividades, ficará dispensado do estágio de docência.

Ao final do segundo trimestre o mestrando deve escolher o seu orientador principal e, quando for o caso, co-orientador(es). No terceiro trimestre deve apresentar ao colegiado do programa uma proposta de dissertação de mestrado.

Doutorado em Modelagem Computacional

Para obtenção do título de doutor o aluno deve cursar no mínimo 36 créditos. Desse total, 9 créditos devem ser obtidos com as disciplinas obrigatórias: “Algoritmo e Estrutura de Dados”; “Métodos Matemáticos”; e “Introdução à Modelagem Matemática”. Dos 27 créditos restantes, o aluno deve cursar, no mínimo, novos 12 créditos em disciplinas em nível de doutorado e os outros 15 créditos podem ser aproveitados do curso de mestrado, independente da área do programa de origem.

Assim, espera-se aumentar ainda mais o espectro interdisciplinar do curso, visto que mestres formados em cursos disciplinares de qualquer área (como Física, Matemática, Engenharias, Computação, Biologia, etc) podem dar continuidade à sua formação no doutorado em Modelagem Computacional.

Os pedidos de aproveitamento dos créditos de mestrado são analisados pelo colegiado do programa. No formato proposto, em um extremo, alunos provenientes de outras áreas (por exemplo, Biologia) podem completar seus créditos em três trimestres. Este é o período suficiente para cursar as três disciplinas obrigatórias, eventualmente uma ou mais disciplinas intermediárias (sugeridas pelos orientadores) e finalmente as quatro disciplinas específicas de doutorado. No outro extremo, os alunos que concluíram o mestrado em Modelagem Computacional neste programa podem completar o número mínimo de créditos exigidos em dois trimestres, necessários para cursar novas quatro disciplinas em nível de doutorado.

Para a conclusão do curso de doutorado o aluno deve atender às disciplinas Estágio em Docência I e II. Nestas disciplinas, o discente poderá comprometer no máximo 4 (quatro) horas semanais no desenvolvimento de projetos de tutoria, sendo no máximo 2 (duas) horas em sala de aula.

Após cursar os créditos, o aluno deverá defender sua proposta de tese em um Exame de Qualificação, no prazo limite de dois anos depois de sua entrada no doutorado. Tal defesa se dá perante uma banca composta por três examinadores, doutores, e deverá possuir entre os seus membros um examinador interno do programa (presidente) e um examinador externo à UFJF. O orientador e os co-orientadores não fazem parte da banca de qualificação. Um dos requisitos para o exame de qualificação é ter artigo completo publicado, ou aceito (sem pendências) para publicação, em evento ou periódico, nacional ou internacional, indexado em uma das seguintes bases: Qualis (CAPES), JCR (ISI), ou SJR (Scopus). Desta forma, espera-se que o aluno que já tenha algum resultado preliminar a ser apresentado.

O novo regimento do programa estabeleceu também que o aluno de doutorado deverá apresentar um Seminário de Acompanhamento do Doutorado, o qual visa avaliar o desenvolvimento do aluno no tema de tese de doutorado escolhido como seu objeto de estudo. Para apresentação deste seminário o aluno deverá cumprir com os seguintes pré-requisitos: ter sido aprovado no exame de qualificação; ter artigo completo submetido para publicação em periódico, nacional ou internacional, indexado em uma das seguintes bases: Qualis (CAPES), JCR (ISI), ou SJR (Scopus). Esta submissão deve ser distinta daquela apresentada para os pré-requisitos do Exame de Qualificação.

Para obter o grau de doutor, após a conclusão de todos os créditos necessários e aprovação em todos os exames, o aluno de doutorado deve elaborar, defender e ter aprovada a sua tese de doutorado, com contribuição científica original e direcionada a uma linha de pesquisa do programa.