Fechar menu lateral

Infraestrutura

Sumário

 


Sala de Estudos

O PEC dispõe de uma sala de estudos de uso exclusivo dos discentes do Programa, com acesso biométrico. Atualmente, esta sala dispõe de três computadores, uma impressora laser multifuncional, mesas e cadeiras, com capacidade para atender até 18 alunos. Vislumbra-se, ainda para este ano, o incremento do número de computadores.

 Voltar ao sumário


Laboratórios

O PEC dispõe de cinco laboratórios, todos pertencentes à UFJF, para fornecer apoio às linhas de pesquisa. A descrição detalhada de cada um deles é feita a seguir:


Laboratório de Materiais de Construção (LMC)

O Laboratório de Materiais de Construção conta com um conjunto de máquinas, equipamentos, utensílios e ferramentas diversas que atendem à grande maioria de ensaios físicos e mecânicos em concretos e argamassas, bem como dos seus constituintes. Do conjunto de equipamentos disponíveis, destacam-se:

  • Duas prensas (AMSLER e CONTENCO) para concreto (resistência à compressão, resistência à tração por compressão diametral e resistência à flexão);
  • Prensa EMIC para ensaios mecânicos em argamassas com duas células de carga (10 kN e 100 kN);
  • Dispositivos automatizados e computadorizados para ensaio de módulo de elasticidade estático;
  • Conjunto completo de peneiras e agitador para ensaios de granulometria e material pulverulento;
  • Conjunto de peneiras retangulares grandes (1,0 m x 1,0 m) para ensaios de granulometria, com agitador;
  • Câmara climatizada (umidade relativa, temperatura, CO2) para ensaios de envelhecimento, retração, etc., em concretos, argamassas e outros compósitos;
  • Máquina retificadora de topos de corpos de prova de concreto;
  • Estufas pequenas, médias e grandes para secagem de amostras para ensaios;
  • Betoneiras estacionárias para mistura de concretos;
  • Balanças hidrostáticas;
  • Balanças eletrônicas e mecânicas de precisão (de 5,0 kg a 150 kg);
  • Substâncias químicas para ensaios de matéria orgânica em areias e de carbonatação em materiais cimentícios;
  • Câmara úmida para cura de concretos e outros materiais cimentícios;
  • Esclerômetros de Schimidt para ensaios de dureza superficial de concretos (esclerometria);
  • Aparelho para medir velocidade de pulso ultra-sônico – Ultrassom;
  • Aparelho automático de arrancamento de argamassa de revestimento (ensaio de resistência de aderência);
  • Formas metálicas diversas para moldagens de concreto e argamassa;
  • Utensílios (recipientes, conchas, etc.) para medidas em volume de água, agregados e aglomerantes e ferramentas diversas (furadeira, brocas, serra copo, chaves, martelo, marretas, alicates, etc.).

 Voltar ao sumário


Laboratório de Imagens e Sinais (LIS)

O LIS conta com uma sala de aula para 20 alunos, além de bancada para computadores, mesas de trabalho, estúdio para captação de imagens, armário para se guardar equipamentos e bancadas para testes experimentais em modelos reduzidos.

Atualmente, o LIS dispõe dos seguintes equipamentos:

  • Um sistema de aquisição de sinais com 16 canais ADS2000 da Lynx;
  • 5 acelerômetros Kyowa;
  • 4 transdutores de deslocamentos Kyowa;
  • Uma Câmera Sony-VHS;
  • Uma Câmera Sony-HD;
  • Uma Câmera Sony DSC-HX300 com zoom ótico de 50 x;
  • Uma Câmera inteligente com sistema operacional e processador compacto MATROX;
  • Uma Câmera Canon E05600 Profissional;
  • Uma Lente Canon 70mm-200mm;
  • Tripé Sony Semi-Profissional;
  • Tripé Profissional Manfrotto com cabeça hidráulica;
  • Tripé Profissional Ft 6905 Cabeça de Metal;
  • Iluminador com 500 Leds para foto e filmagem – equivalente a 1000W;
  • Estúdio completo luz continua day light 5500, 3 fontes de luz de 125 W cada;
  • Painel de fundo branco para aquisição de imagens;
  • Tripé Ft 6905 Cabeça de Metal;
  • Super Strobo de Led Deltrônica E750 Branco, Equivalente 750W;
  • Iluminador portátil para 2 lâmpadas de 100 Watts e uma bateria recarregável;
  • Notebook Dell, Processador Intel i5, 4GB RAM, 1TB HDD;
  • Notebook Asus, Processador Intel i5, 6GB RAM, 1TB HDD;
  • 3 Computadores Dell All-In-One, Processador Intel i7, 8GB RAM, 2TB HDD.

  Voltar ao sumário


Laboratório de Resistência dos Materiais (LRM)

O LRM, um dos mais antigos da Faculdade de Engenharia, conta com equipamentos que atendem a grande maioria de ensaios físicos e mecânicos de estruturas de pequeno e médio portes. Do conjunto de equipamentos disponíveis, destacam-se:

  • Prensa hidráulica para cargas até 600 kN;
  • Duas prensas servo-controladas com capacidades de 300 kN e 1000 kN;
  • Mesa de reação com pórtico para ensaios com cargas até 50 kN;
  • Uma célula de carga para até 500 kN;
  • Uma célula de carga para até 300 kN;
  • Uma célula de carga para até 30 kN;
  • Uma célula de carga para até 10 kN;
  • Pêndulo Charpy;
  • Durômetros Brinnel, Vickers e Rockwell;
  • Sistema de aquisição e condicionamento de sinais portátil, da fabricante LynxTec, de 8 canais, com softwares de aquisição;
  • Cinco acelerômetros piezoelétricos da marca Bruel&Kjaer, 100mV/g;
  • Trinta extensômetros elétricos (strain-gages) da marca Kyowa;
  • Três computadores de mesa, processador Intel i3, 2 GB RAM, 500 GB HDD;
  • Seis pórticos didáticos da marca NovaDidacta com possibilidade de realização de 12 ensaios diferentes em estruturas de pequeno porte.

O LRM conta, também, com uma sala de apoio, que serve como sala de estudos, de aula ou de computadores.

  Voltar ao sumário


Laboratório de Pavimentação

O Laboratório de Pavimentação da Faculdade de Engenharia da UFJF foi criado na década de 60 para dar apoio à disciplina Pavimentação nos assuntos ligados à caracterização de materiais asfálticos e agregados. O Laboratório de Pavimentação conta uma área de aproximadamente 120 m², divididos em 5 ambientes:

  • Sala de Agregados: onde são executados os ensaios de caracterização em agregados usados em pavimentação (britas, areias, solos, escórias);
  • Sala de Ensaios Dinâmicos: onde são executados os ensaios de Módulo de Resiliência e Deformação Permanente em materiais de Pavimentação, como misturas asfálticas, agregados e solos;
  • Sala de Misturas Asfálticas: onde são preparados e moldados os corpos-de-prova para os estudos de misturas asfálticas. Neste ambiente, estão localizados os equipamentos utilizados para a caracterização de ligantes e misturas asfálticas, bem como a acomodação de 15 carteiras, bancadas e equipamentos diversos para atendimento às aulas práticas do curso de Engenharia Civil;
  • Sala de Recepção e Sala do Professor;

 

Esta configuração atual do Laboratório de Pavimentação foi obtida por meio de um convênio específico entre a UFJF e a PETROBRAS que possibilitou toda a alteração do espaço físico do Laboratório, assim como a aquisição de equipamentos. Os principais são os seguintes:

  • Equipamento automatizado para a realização de ensaios dinâmicos em amostras de misturas asfálticas: compreende prensa e demais acessórios para a realização de 4 ensaios em misturas asfálticas: Ensaio de módulo de resiliência por compressão diametral; Ensaio de fadiga por compressão diametral; Ensaio de compressão uniaxial (creep) com carregamento estático e Ensaio de compressão uniaxial (creep) com carregamento dinâmico. Marca SiGeo;
  • Equipamento automatizado para a realização de ensaios dinâmicos em amostras de Solos, Agregados e materiais cimentados: compreende prensa, câmara triaxial e demais acessórios para a realização de 2 ensaios: Ensaio de módulo de resiliência por compressão triaxial e Ensaio de deformação permanente por compressão triaxial. Marca SiGeo;
  • Compactador giratório SUPERPAVE: realiza a compactação de misturas asfálticas pelo processo de amassamento gerando corpos de prova de 10 ou 15 cm de diâmetro. Marca Rainhart – modelo H1610.2F;
  • Equipamento Rice Test: para determinação da densidade real de misturas asfálticas. É constituído por uma mesa de agitação orbital de bancada e bomba de vácuo;
  • Medidor de densidade de pavimentos asfálticos não nuclear. Determina a densidade de revestimentos asfálticos in situ em profundidades de 25 a 100mm;
  • Pêndulo Britânico TRRL: para determinação de condições de atrito de revestimentos asfálticos in situ;
  • Medidor de macrotextura de pavimentos: utiliza o método de mancha de areia para a determinação da macrotextura de superfícies asfálticas;
  • Uma Máquina extratora elétrica de corpos de prova de revestimentos asfálticos: para obtenção de testemunhos de campo de misturas asfálticas;
  • Aparelho Treton: para determinação da resistência ao choque do material destinado a lastro padrão para ferrovias;
  • 4 estufas de temperatura controlada: usadas na preparação de misturas asfálticas.

  Voltar ao sumário


Laboratório de Mecânica dos Solos (LMS)

O laboratório de mecânica dos solos da UFJF conta com cerca de 150m² e é constituído por 4 setores principais: a) setor de ensaios de caracterização; b) setor de resistência ao cisalhamento; c) setor de ensaios de adensamento e CBR; d) setor de geologia. A seguir, são descritos os principais equipamentos de cada setor:

No setor de ensaios de caracterização, os principais equipamentos são:

  • Equipamentos para caracterização física dos solos como granulometria completa por peneiramento e sedimentação (destorroadores, balanças de precisão, quarteadores, conjunto de peneiras, estufas);
  • Equipamentos para ensaios de determinação de índices físicos dos solos (limites de Atterberg e teor de matéria orgânica) como equipamento de Casagrande, equipamento FCT (“Fall Cone Test”), anéis para limite de contração, gabarito para limite de plasticidade;
  • Infraestrutura como tanque, pia e bancadas.

 

No setor de resistência ao cisalhamento, os principais equipamentos são:

  • Equipamento de resistência ao cisalhamento direto automatizado;
  • Equipamento para ensaio triaxial de resistência ao cisalhamento;
  • Equipamento para CBR automatizado;
  • Infraestrutura de apoio.

 

No setor de ensaios de adensamento e CBR, os principais equipamentos são:

  • Prensas de adensamento oedométrico, material de apoio a este ensaio (pesos, etc);
  • CBR automatizado;

 

No setor de geologia, os principais equipamentos são:

  • Acervo de amostras de rochas;
  • Equipamentos para classificação MCT dos solos, balanças de precisão, estufas.

  Voltar ao sumário


Laboratório de Qualidade Ambiental (LAQUA)

O LAQUA conta com um conjunto de materiais e equipamentos que atende à maioria das análises ambientais em matrizes líquidas (amostras de água natural, água potável e efluente), sólidas (solo e resíduos) e gasosas (ar atmosférico, emissão atmosférica e gás de processo). Do conjunto de equipamentos disponíveis, destacam-se:

  • 2 (dois) computadores Inspiron Desktop (Dell);
  • 1 (uma) capela de exaustão de gases (Lucadema);
  • 1 (um) Jar Test (Poli Control);
  • 1 (um) espectrofotômetro UV (Gehaka);
  • 1 (um) espectofotômetro (Hach);
  • 1 (um) bloco digestor DQO (Poli Control);
  • 1 (uma) balança eletrônica (Marte);
  • 1 (uma) balança analítica (Gehaka);
  • 1 (um) turbidímetro de bancada (HF Scientific);
  • 2 (dois) turbidímetros de bancada (Dell Lab);
  • 1 (um) condutivímetro de bancada (Gehaka);
  • 1 (um) destilador de água (Nova Instruments);
  • 1 (um) purificador/deionizador de água (Gehaka);
  • 1 (um) destilador de nitrogênio (Solab);
  • 1 (um) forno mufla (TC4S 2000G);
  • 1 (uma) estufa de bacteriológica (Solab);
  • 2 (dois) refrigeradores de 347 L (Consul);
  • 1 (um) freezer vertical 197 L (Brastemp);
  • 1 (um) banho Maria digital (Nova Instruments);
  • 2 (duas) bombas vácuo (Prismatec);
  • 5 (cinco) mantas aquecedora (Ionlab);
  • 10 (dez) agitadores magnéticos (Ika);
  • 1 (um) pHmetro (Hanna);
  • 1 (um) oxímetro microprocessado (Alfakit);
  • 1 (um) medidor de cor (Policontrol);
  • 1 (um) medidor de cor (Alfakit);
  • 1 (uma) autoclave horizontal (Digitale);
  • 1 (uma) autoclave vertical (AV 50);
  • 1 (uma) mesa agitadora de não voláteis (Lucadema);
  • 1 (um) gabinete com lâmpada UV (Boitton);
  • 1 (uma) lanterna de emissão de radiação UV 365nm (Boitton);
  • 1 (uma) seladora (Idexx);
  • 1 (uma) leitora de microplacas (Thermo Scientific);
  • 1 (um) Phyto Pam (Walz);
  • 1 (um) fluorímetro (Turner);
  • 1 (um) agitador para voláteis ZHE (Tecnal);
  • 4 (quatro) microscópios Primo Star (Zeiss);
  • 1 (um) microscópio AXIOVERT 40 E HBO 50 (Zeiss);
  • 1 (um) estereomicroscópio STEMI DV4 (Zeiss);
  • 1 (uma) sonda multi-parametros (Aquaread);
  • 1 (uma) sonda HQD field case (Hach);
  • 1 (uma) estufa de DBO (Nova Ética);
  • 2 (duas) estufas aquecimento/refrigeração (Thelga);
  • 1 (uma) estufa de esterilização e secagem (Matoli);
  • 15 (quinze) banquetas de bancada;
  • 1 (uma) estação meteorológica com sensores de pressão, temperatura, umidade do ar e radiação global (Davis);
  • 1 (uma) estação de monitoramento da qualidade do ar, com módulos para monitoramento de gases (O3, CO2, CO e SO2) vapores e partículas, e kit de calibração (Aeroqual).

 Voltar ao sumário