Fechar menu lateral

Atendimento

O setor de contratos funciona no primeiro andar da Sede Administrativa da UFJF, no endereço: Rua São Paulo, 745 – Centro – Governador Valadares/MG – CEP: 35010-180

Nosso funcionamento regular é de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

 

Canais de atendimento:

Atendimento presencial Rua São Paulo, 745 – Centro.

Telefone: 33 3301-1000 Ramal 1160

E-mail: contratos.gv@ufjf.edu.br

Chat (watsapp): Em implantação.

 

Serviços disponíveis para atendimento:

Produção de minutas contratuais;
Conferência de notas fiscais e faturas;
Controle integrado e sistematizado de contratos do campus GV;
Treinamento personalizado à gestores e fiscais de contratos;
Consultoria sobre assuntos relacionados à contratação pública;
Organização de eventos de cunho educacional que envolva o tema contratação pública;
Assessoramento personalizado em assuntos que envolvam aditivo ou apostilamento contratual;
Reciclagem constante dos gestores e fiscais de contratos referente à novas legislações e jurisprudências

Participação de membros do setor na gestão ou fiscalização de contratos do Campus GV

 

Diretrizes adotadas pelo setor para o atendimento ao usuário (em consonância com Artigo 5º da Lei nº 13.460/2017):

I – urbanidade, respeito, acessibilidade e cortesia no atendimento aos usuários;

II – presunção de boa-fé do usuário;

III – atendimento por ordem de chegada, ressalvados casos de urgência e aqueles em que houver possibilidade de agendamento, asseguradas as prioridades legais às pessoas com deficiência, aos idosos, às gestantes, às lactantes e às pessoas acompanhadas por crianças de colo;

IV – adequação entre meios e fins, vedada a imposição de exigências, obrigações, restrições e sanções não previstas na legislação;

V – igualdade no tratamento aos usuários, vedado qualquer tipo de discriminação;

VI – cumprimento de prazos e normas procedimentais;

VII – definição, publicidade e observância de horários e normas compatíveis com o bom atendimento ao usuário;

VIII – adoção de medidas visando a proteção à saúde e a segurança dos usuários;

IX – autenticação de documentos pelo próprio agente público, à vista dos originais apresentados pelo usuário, vedada a exigência de reconhecimento de firma, salvo em caso de dúvida de autenticidade;

X – manutenção de instalações salubres, seguras, sinalizadas, acessíveis e adequadas ao serviço e ao atendimento;

XI – eliminação de formalidades e de exigências cujo custo econômico ou social seja superior ao risco envolvido;

XII – observância dos códigos de ética ou de conduta aplicáveis às várias categorias de agentes públicos;

XIII – aplicação de soluções tecnológicas que visem a simplificar processos e procedimentos de atendimento ao usuário e a propiciar melhores condições para o compartilhamento das informações;

XIV – utilização de linguagem simples e compreensível, evitando o uso de siglas, jargões e estrangeirismos; e

XV – vedação da exigência de nova prova sobre fato já comprovado em documentação válida apresentada.

 

Dúvidas elogios e sugestões:

Clique aqui (garantido anonimato).