Ir para o conteúdo

Projetos de extensão

Áreas temáticas:

Comunicação

Cultura

Direitos humanos e justiça

Educação

Meio ambiente

Saúde

Tecnologia e Produção

Trabalho

 

===

 

Área temática: Comunicação

Título: Divulgação da UFJF-GV em escolas públicas de Governador Valadares
Coordenador: Erick Carvalho Campos
Vice-coordenador: Fabio Alessandro Pieri
Equipe: Josiele De Abreu Dias, Leonardo Alexandrino De Almeida, Lucas Ariel Dias Da Silva
Resumo: Integrando-se a outro projeto desenvolvido no campus GV que disponibiliza informações importantes sobre os processos internos para a comunidade acadêmica através de uma plataforma digital, o Guia UFJF-GV, será criada uma ramificação que terá como objetivo levar informação de qualidade sobre a UFJF-GV para a comunidade externa, como forma de ingresso, cursos disponíveis, bolsas, apoio estudantil, RU. Devido a nossa realidade peculiar no campus GV, grande parte da comunidade externa simplesmente não sabe da existência do campus e também não sabem como viabilizar seu ingresso e permanência numa IFES. Como estamos integralmente em prédios alugados onde funcionam instituições privadas de ensino (Univale, Pitágoras, Unipac, FAGV) observamos alunos trabalharem durante o dia para custear cursos que a UFJF-GV oferece gratuitamente no período diurno nas instalações dessas instituições. Através de uma dinâmica de visitas a escolas públicas da região (com ênfase nos alunos do 9º ano e do 3º ano do ensino médio) iremos realizar a divulgação das diversas opções de ingresso e permanência na UFJF-GV, com posterior coleta de dados a respeito utilizando a correta metodologia científica tanto das principais dúvidas do público-alvo quanto da efetividade da abordagem, para posterior geração de conteúdo online disponibilizado através do site do Guia UFJF-GV. Todas as informações coletadas visa construir uma base de conhecimento que irá orientar o aperfeiçoamento dos trabalhos do projeto e também produzirá dados para que a UFJF-GV possa alcançar melhor a comunidade externa em suas políticas institucionais.
Contato: erickcampos50@gmail.com

Título: UFJF-GV in focus: Descobertas, desafios e intervenções na Região do Médio Rio Doce
Coordenador: Fabio Alessandro Pieri
Vice-coordenador: Devani Tomaz Domingues
Equipe: Aluizio Henrique Da Costa Franklin, Clarissa Campos Barbosa De Castro, Dante Rodrigues Dos Santos, Erick Carvalho Campos, Flávia Carvalho Dos Santos, Gabriella Ramos De Moura, Henrique Almeida De Queiroz, Ivan Bretas Vasconcelos, Joicy Da Fonseca Guimarães, Josue Aristides Machado Da Silva Pereira, Juliana Nedina Souza, Lucia Enedina Xavier Gomides, Marcela Aparecida Da Silva Tensol, Maria Gabriela Parenti Bicalho, Paulo Henrique Dias De Carvalho, Sebastiao Junior Dos Santos, Sibele Nascimento De Aquino, Waneska Alexandra Alves, Wesley William Gonçalves Nascimento
Resumo: O projeto objetiva a criação e a consolidação de um canal de comunicação da UFJF GV, estruturando-se a partir da pesquisa de avaliação da percepção dos protagonistas envolvidos nas atividades de pesquisa, ensino e extensão do Campus GV. Dentre eles, incluem-se os docentes, as categorias de técnicos administrativos em educação, estudantes (bolsistas e voluntários), os parceiros e os beneficiários (diretos e indiretos) das atividades de pesquisa e ações de extensão desenvolvidas no âmbito do território do Médio Rio Doce. Tem como finalidade propiciar a troca de saberes e a integração entre os diferentes atores envolvidos na produção de evidências, no compartilhamento e na experimentação dos impactos de intervenções e de novas tecnologias introduzidas na comunidade. Para alcançar os objetivos, torna-se relevante investigar, buscando resposta à questão: Qual a percepção desses atores acerca do ensino, das descobertas científicas e das inovações e ações extensionistas desenvolvidas pela Universidade no âmbito do território do Médio Rio Doce? Além de buscar promover a integração entre comunidade acadêmica e sociedade, a intenção consiste, também, em promover diálogos sobre conteúdos e modalidades de comunicação a serem implementadas, possibilitando a divulgação contínua do trabalho científico e das ações extensionistas produzidas pela UFJF GV. É relevante para o projeto a forma de pensar dos interlocutores, trazendo uma análise sobre o impacto social das ações acadêmicas na comunidade. A estratégia metodológica prevê o uso de ferramentas virtuais e a realização de encontros dialógicos – grupos focais, com beneficiários e parceiros de projetos de pesquisa e extensão, bem como a promoção de encontros com docentes, categorias de técnicos administrativos em educação e estudantes envolvidos em grupos de pesquisa e ações extensionistas, visando discutir sobre a questão motivadora deste projeto e avaliar a forma, processo e conteúdo do canal de comunicação a ser construído. O projeto fundamenta-se numa perspectiva inter e multidisciplinar, buscando primar pelo diálogo e a valorização do protagonismo juvenil e da autonomia do conhecimento, como nos ensina Paulo Freire
(1983;1996).
Contato: pierifabio@hotmail.com

Título: Radar da política comercial – RPC
Unidade: ICSA
Coordenador: Carolina Rodrigues Correa
Vice-coordenador: Hilton Manoel Dias Ribeiro
Equipe: Geraldo Moreira Bittencourt
Resumo: O Radar da Política Comercial (RPC) é um projeto de extensão do departamento de economia da UFJF campus Governador Valadares e tem como objetivo acompanhar periodicamente a adoção de medidas nãotarifárias ao comércio internacional por países membros da Organização Mundial do Comércio (OMC). A finalidade é facilitar o conhecimento e a compreensão das medidas pelos exportadores e importadores de Governador Valadares e de todo o Brasil, permitindo que estes possam se adequar as mesmas. O projeto também tem como escopo o acompanhamento e análise da balança comercial valadarense, visando dar maior destaque ao comércio internacional da região, evidenciando os principais produtos exportados e importados, oportunidades de expansão e possíveis deficiências do setor. Por fim, o projeto almeja trazer informação aos empresários participantes do comércio internacional, bem como para aqueles que desejam ingressar nesse mercado. O RPC já está sendo desenvolvido desde 2017 e suas publicações podem ser acompanhadas em http://www.ufjf.br/rpcgv.
Contato: carolina.correa@ufjf.edu.br

===

Área temática: Cultura

Título: NIFRAM: uma abordagem de cultura e gênero para o fortalecimento da rede de atendimento à mulher vítima de violência
Unidade: ICSA
Coordenador: Juliana Goulart Soares do Nascimento
Vice-coordenador: Renato Antonio de Almeida
Equipe: Bruno Franco Alves, Denis Alves Perdigao, Marina Oliveira Guimaraes, Viviane Helena De Franca
Resumo:  A violência contra a mulher em uma perspectiva de análise mais ampla pressupõe e consta em si vertentes culturais da sociedade na qual os atores da mesma se inserem, bem como as questões das afirmações e reafirmações de gêneros construídas. O que se observa é que o enfrentamento da violência não ocorre de maneira eficaz e que perdure ao longo do tempo se os diversos membros da rede de enfrentamento da violência não se fizerem presente e ativos em sua atividade cotidiana e em suas construções estratégicas. É com este olhar, que o presente projeto de extensão se propõe a trabalhar o fortalecimento da rede protetiva de atenção às mulheres em situação de violência em Governador Valadares. Tal objetivo será buscado através da execução de metodologias ativas com a proposição de reuniões e um desenvolvimento de agenda de estratégias para a rede, além de capacitação interdisciplinar dos membros da mesma, com foco inicial nos membros que estão na ponta do atendimento, como agentes comunitários de saúde, enfermeiros, assistentes sociais e policiais. Em uma proposição de contribuição para a constituição de uma cultura de equidade de gênero e de combate a práticas discriminatórias e melhoria do atendimento das mulheres vítimas de violência pela rede pública de saúde.
Contato: jugoularts@hotmail.com

Título: UFJF-GV na rota cultural: manifestação da diversidade artística e popular
Coordenador: Devani Tomaz Domingues
Vice-coordenador: Marilia Martins Bandeira
Equipe: Ana Maria Dos Santos Moreira, Clara Mockdece Neves, Cristiano Diniz Da Silva, Fabio Alessandro Pieri, Flávia Carvalho Dos Santos, Iracema Maria De Lima Martins, Joicy Da Fonseca Guimarães, Kenia Faria Brant, Lucia Enedina Xavier Gomides, Meirele Rodrigues Goncalves, Priscila Figueiredo Campos, Raquel Berger Deorce, Rúbia Mara Schattner, Schirley Maria Policario, Vanessa Cristina Estevam Bittencourt, Vanessa Gonçalves Medeiros
Resumo: O presente projeto de extensão possui um caráter transdisciplinar, objetivando o desenvolvimento da interação e diálogo entre a universidade e a sociedade por meio da valorização dos conhecimentos tradicionais, populares e artísticos (literatura, música, dança, artesanato, saberes ligados à agricultura familiar, dentre outros). Pretende promover a construção de espaços para a troca, o aprendizado, a socialização e a manifestação cultural entre servidores e estudantes da UFJF-GV e, pessoas externas à comunidade acadêmica interessadas em colaborar com a vivência e a troca de saberes sobre as diversas formas de expressões artísticas e culturais. Nesse sentido, busca fortalecer a identidade da UFJF-GV no território onde ela está inserida, bem como dialogar com ações já existentes, como por exemplo, a “cantoria do RU”, “UFJFGV História em Movimento”, “UFJF-GV cheerleaders”, “Festival do Movimento”, “Mostra de Arte Contábil” e “Núcleo Transdisciplinar de Estudos Indígenas”. Para alcançar os objetivos, torna-se fundamental mapear os talentos existentes dentro e fora da universidade e, regularmente, congregar esses diferentes atores para a proposição e execução conjunta de um Plano de Ação, visando o desenvolvimento de atividades/eventos culturais no seu período de vigência, entre 01/09/2018 a 29/02/2020. Também, prevê a formalização de parcerias para a viabilização e implementação das ações extensionistas. Assim, conta inicialmente com o apoio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais Campus Governador Valadares (IFMG/GV), da Superintendência Regional de Ensino de Governador Valadares (SRE/GV) e da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Juventude (SMCEL), por meio da Diretoria do Departamento de Cultura de Governador Valadares. Este projeto fundamenta-se na perspectiva Freireana, que destaca a importância de uma pedagogia dialógica e crítica para o desenvolvimento de uma educação para a autonomia do conhecimento, constituindo-se de sujeitos ativos e criativos no processo ensino-aprendizagem, voltados à transformação da sociedade. Nessa direção, para a construção, organização e execução das atividades extensionistas de valorização da diversidade cultural e artística, adota-se a metodologia ativa participante, incluindo as rodas de conversa e troca de saberes entre estudantes, docentes, técnicos administrativos em educação, parceiros e comunidade externa, em geral. Para garantir a efetivação dessas atividades, o projeto tem como meta basilar a manutenção de um encontro/evento mensal, preferencialmente na primeira quinta-feira de cada mês, a ser
realizado nas dependências das unidades da UFJF-GV ou em espaços disponibilizados pelos parceiros. No processo avaliativo deste projeto, além da aplicação de formulários específicos para avaliação das intervenções/eventos, também está prevista a técnica de grupos focais, envolvendo a equipe do projeto, participantes/beneficiários e colaboradores para levantamento das percepções sobre os problemas, desafios e impactos das ações executadas. As ações propostas se voltam para a promoção do protagonismo juvenil, destacando o patrimônio cultural, material e imaterial, e o lazer como direito dos cidadãos, que são sujeitos ativos no processo da produção histórica, ambiental e cultural. Em que pese as assimetrias e aspectos distintivos do capital cultural, conforme presente no pensamento bourdiano, a intenção é desenvolver as competências individuais a fim de reduzir as desigualdades no acesso a essa dimensão da vida social, promovendo o desenvolvimento local, por meio do fortalecimento do diálogo e parcerias.
Contato: devani.tomaz@ufjf.edu.br

Título: Ecos no Cinema: análise da relação entre economia, política e sociedade utilizando como fonte filmes e documentários
Unidade: ICSA
Coordenador: Carlos De Faria Junior
Vice-coordenador: Felipe Nogueira Da Cruz
Equipe: Aline Gomes Peixoto, Jean Filipe Domingos Ramos, Lucas Pacheco Campos, Margarida Aparecida De Oliveira
Resumo: A proposta central deste projeto de extensão é dar continuidade ao trabalho desenvolvido, até o presente momento, de levar às comunidades acadêmica e não acadêmica o cinema como forma de perceber os problemas econômicos, em variados períodos e contextos históricos, e sua relação com as questões sociais. Durante cada evento, após a exibição do filme um especialista no tema coordena um debate, o qual teria por objetivo chamar atenção para as questões econômicas e sua relação com as questões sociais. A atividade continuará a ser organizada por alunos da graduação que pertençam a equipe do projeto. Os debatedores poderão ser professores, discentes e mesmo convidados de fora da comunidade acadêmica, que conheçam o filme ou o documentário a ser exibido e sejam especialistas no tema proposto, dentro da ideia central do projeto. As Coordenações do GV SHOPPING e do Centro Cultural Nelson Mandela (da Prefeitura Municipal de Governador Valadares) concordaram em continuar cedendo os respectivos espaços de auditório para os eventos mensais (exibição dos filmes e desenvolvimento dos debates), além de contribuir com a divulgação dos mesmos. Nesta nova etapa do projeto, realizaremos um seminário do mesmo com palestras e debates e também publicaremos as primeiras edições da revista eletrônica ECOS NO CINEMA.
Contato: juniorcfjr@gmail.com 

===

Área temática: Direitos Humanos e Justiça

Título: Capacitações em práticas de mediação: fomentando uma cultura de diálogo no ambiente escolar
Unidade: ICSA
Coordenador: Nathane Fernandes Da Silva
Equipe: Eder Marques De Azevedo
Resumo: Esta proposta de extensão centra-se na construção e no oferecimento de capacitações em mediação para a comunidade da Escola Estadual Israel Pinheiro, em Governador Valadares. A demanda partiu da própria escola, e a ideia central é partilhar conteúdos acerca da abordagem colaborativa e dialógica dos conflitos por meio da metodologia da mediação. A capacitação será elaborada pelos discentes extensionistas, supervisionados pela coordenação e colaboradores do projeto, a partir das demandas advindas da escola parceira. Espera-se poder contribuir para a construção de um ambiente escolar saudável, que paute a regulação de seus conflitos por instrumentos de diálogo, intercompreensão e de busca por soluções compartilhadas.
Contato: nathanefsilva@gmail.com

Título: Acompanhando a Agenda das Nações Unidas ( ONU – 2030) para o Desenvolvimento Sustentável na cidade Governador Valadares
Unidade: ICSA
Coordenador: Braulio de Magalhães Santos
Resumo: Trata-se de projeto em curso, na cidade de Governador Valadares, que se reapresenta para continuidade das ações no município com vistas a acompanhar, fomentar e intervir com ações na cidade, especificamente, a partir dos referenciais trazidos pelos tratados de direitos humanos dos quais o Brasil faz parte. Apontando para uma direção de sua política internacional alinhada aos dilemas globais vividos no mundo, o Brasil vem mantendo a adesão aos principais instrumentos internacionais dirigidos à proteção individual e ambiental, como também ao desenvolvimento humano. Neste sentido, durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável na sede da ONU em 2015 pactuou a adoção formal de uma nova agenda de desenvolvimento sustentável comum, intitulada “Transformando Nosso Mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável” que consiste em uma Declaração com 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e 169 metas que traz uma seção sobre meios de implementação e uma renovada parceria mundial, além de um mecanismo para avaliação e acompanhamento. O Governo brasileiro estruturou um sistema para acompanhar o cumprimento desta agenda: Acompanhando a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável – Subsídios iniciais do Sistema das Nações Unidas no Brasil sobre a identificação de indicadores nacionais e referentes aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Também, como subsídio para construção de uma agenda organizou um Portfólio dos projetos do PNUD Brasil à luz dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que apresenta projetos e ações referenciais para implementação local. Orientados por uma metodologia de municipalização dos Objetivos do Milênio 2000 – 2015 que permitiu êxitos e apontou para estes novos objetivos ODS em processo de aprimoramento, apoiados nos Indicadores do Desenvolvimento Sustentável – IDS desenvolvidos pelo IBGE propomos o projeto Acompanhando a Agenda das Nações Unidas ( ONU – 2030) para o Desenvolvimento Sustentável na cidade Governador Valadares – Indicativos para uma metodologia de municipalização. Se propondo a um laboratório jurídicosocial pretende-se um núcleo articulado no processo ensino-aprendizagem que permita ofertar arenas que valorize os conteúdos e perspectivas trabalhadas em sala de aula, nas diversas disciplinas, assim como amplie os espaços para intensificar as pesquisas necessárias aos bacharéis, resultando na premissa essencial das ações de extensão que é atuar na realidade social articulando os segmentos e temas sociais relevantes à cidade. Recortando sua concepção e materialização local, no município de Governador Valadares pretende-se instaurar um processo de conexões articuladas entre governo-sociedade- academia para levar a cabo estudos, pesquisas e ações extensionistas que promovam espaços para as(os) estudantes intercambiarem um processo comunicativo de conhecimentos da sala de aula (ensino) com a ação local posto se aplicar ao contexto da realidade local e dos temas da cidade, evidentemente retroalimentando uma dinâmica pesquisadora que deve permear um curso de bacharelado na perspectiva investigativa dos fenômenos sociais. O desafio posto é criar uma mobilização para conscientização nacional pelo cumprimento dos ODS – 2030 e, certamente, isso exige uma ação articulada entre todos os entes federados (União, Estados, Distrito Federal e Municípios). Grande parte dos esforços depende dos gestores locais, pois se na média muitos dos indicadores brasileiros são razoáveis ou bons, os dados desagregados revelam muitas fragilidades regionais e locais.
Nesse contexto, os municípios podem e devem assumir um papel de protagonistas do desenvolvimento. Por estarem próximos da população, eles têm uma posição estratégica na hora de dialogar e compreender os anseios da comunidade. Além disso, são responsáveis pela gestão de diversas políticas públicas que contribuem para os ODS – 2030. Após o primeiro ano de atuações, o projeto se propõe a avançar nas articulações no município, tanto junto às instituições governamentais, mas também com a comunidade local, sobretudo redefinindo algumas possibilidades, como a formação de grupos de estudos na UFJF, fomentando ações e eventos nas comunidades, implementação de projetos e programas locais a partir da UFJF. Nesta perspectiva, incrementa-se o projeto para novas frentes e parcerias locais.
Contato: braulio.magalhaes@ufjf.edu.br

Título: Núcleo de Estudos Juventude e Socioeducação – NEJUS
Unidade: ICSA
Coordenador: Braulio de Magalhães Santos
Contato: braulio.magalhaes@ufjf.edu.br

Título: Acesso à justiça no contexto do Núcleo de Práticas Jurídicas
Unidade: ICSA
Coordenador: Jean Filipe Domingos Ramos
Vice-coordenador: Renato Santos Gonçalves
Equipe: Camila De Almeida Miranda, Daniel Amaral Nunes Carnaúba, Daniel Nascimento Duarte, Guilherme Gouvea De Figueiredo, Helen Karina Amador Campos, Jessica Galvão Chaves, Luciana Tasse Ferreira, Paula Carolina De Oliveira Azevedo Da Mata, Thiago Henrique Lopes De Castro
Resumo: O projeto busca viabilizar o acesso à Justiça para a comunidade valadarense que não tem condições de arcar com honorários advocatícios, e que, por vezes se submete à violação sistemática de Direitos Humanos em virtude de processos de subjugação e marginalização. Busca-se, através do atendimento jurídico supervisionado, aproximar discentes, docentes e comunidade para que, através da construção de conhecimento entre eles compartilhada, haja a ruptura de referidos mecanismos opressivos, por meio de práticas que transcendam à mera assistência processual, mas que também empoderem os cidadãos periféricos a partir da educação, e consciência de Direitos.
Contato: jean_filipe@yahoo.com.br

Título: Direitos Humanos e Reconhecimento de Paternidade
Unidade: ICSA
Coordenador: Simone Cristine Araujo Lopes
Vice-coordenador: Rosana Ribeiro Felisberto
Equipe: Braulio De Magalhaes Santos, Fernanda Henrique Cupertino Alcantara, Jamir Calili Ribeiro, Margarida Aparecida De Oliveira
Resumo: O Projeto Direitos Humanos e Reconhecimento de Paternidade – que vem realizando com sucesso, desde 2013, um trabalho cidadão na região de Governador Valadares, quando de sua primeira implementação com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão da UFJF, no campus de Governador Valadares – visa auxiliar na promoção do reconhecimento de paternidade como um direito humano, qual seja, o de filiação e vinculação familiar. Utilizamos a metodologia participativa e a pesquisa-ação em cooperação com as organizações da sociedade civil e autoridades locais. A principal atividade neste sentido é a Campanha de Sensibilização e Informação sobre Reconhecimento de Paternidade, bem como o atendimento ao público. Sendo que tal atendimento envolve orientações gerais para a realização do reconhecimento voluntário e assistência judiciária para casos em que o ingresso na justiça seja indispensável. São realizadas palestras em escolas, espaços públicos disponibilizados, além das dependências da UFJF/GV dentro das possibilidades de um campus ainda em desenvolvimento e sem salas próprias para os projetos de extensão. Assim, o horário de atendimento é flexível, sendo executado, atualmente, em especial, o acompanhamento de procedimentos judiciais e extrajudiciais pendentes e o contato via email, telefone e pessoal (reuniões agendadas com os assistidos). Para tanto, parcerias com o poder administrativo municipal, organizações de classe, públicas e civis as mais variadas, foram construídas para que a implementação do referido projeto ocorra de forma adequada e atendendo de modo devido aos anseios e características locais. De sua parte, os docentes, os TAEs e discentes do Departamento de Direito da UFJF/GV promovem e pretendem continuar a promover o trabalho de organização dos dados auferidos, atendimento de demandas voluntárias, realização de Campanha de Sensibilização e Informação sobre o tema, promovem mediação e reconhecimento voluntário. Caso o reconhecimento voluntário não ocorra, os orientadores do projeto poderão promover ações de investigação de paternidade. O projeto está registrado na PROEXC/UFJF desde 01/03/2013 e em pleno funcionamento desde então, sendo esse ato de projeto para sua continuidade em vista dos resultados alcançados e processos judiciais e procedimentos extrajudiciais pendentes, agora com bolsa e já tendo 8 (oito) colaboradores discentes voluntários que iniciaram suas atividades logo após a classificação e reinício do período letivo. Uma amostra do que vem sendo realizado pelo projeto, que visa a continuar as ações nos condições próprias de cada tempo é o blog disponível em:
http://reconhecimentodepaternidade.blogspot.com.br/
Contato: scaladvocacia@gmail.com

Título: Governador Valadares, mar de lama e o sistema (extra)ordinário de justiça criminal: um exemplo da disparidade entre o vulgar e o insólito
Unidade: ICSA
Coordenador: Guilherme Gouvea De Figueiredo
Vice-coordenador: Daniel Nascimento Duarte
Equipe: Ana Cristina Gomes, Braulio De Magalhaes Santos, Dêner De Oliveira Maia, Larissa Vial Marques De Assis, Nayara Rodrigues Medrado, Pedro Guilherme Borato, Renato Santos Goncalves, Vitor Almeida Fraga
Resumo:  Em conta a realidade legislativa brasileira, são notórias duas constatações: que o sistema recrudesce a punição em crimes em que a mesma punição é mais efetiva e serve como instrumento de controle social – crimes dos menos abastados e marginalizados sociais (homicídio, furto, roubo, extorsão, extorsão mediante sequestro, estelionato, tráfico de entorpecentes) – e, em contrapartida, que tipifica crimes desmesuradamente na parte extra codicem, sem importar-se com a efetiva ofensividade das incriminações (inflação legislativa) ou com sua eficácia preventiva. Tudo isso implica num “sistema penal de duas medidas”, que não segue corretas técnicas de tutela para a punição da verdadeira macrodelinquência política e econômica e se esconde por trás de um direito penal simbólico, contente em punir bodes expiatórios.
1.1. Este abismo que separa a criminalidade “comum” da criminalidade de colarinho branco não se manifesta apenas no horizonte legislativo. Se, por um lado, crimes como corrupção, evasão de divisas, lavagem de dinheiro, entre tantos outros (crimes de white-collar) não recebem um cuidado técnico-científico no plano legislativo apto a minorar a cifra negra em relação a estas infrações, havendo uma indiscutível benevolência do legislador; há, por outro lado, também um tratamento benevolente por parte dos atores das instâncias formais de persecução – a polícia, o ministério público, o juiz, por fazerem parte do mesmo universo ético e cultural dos réus, tendem a ser muito mais tolerantes com as respectivas infrações. De mais a mais, tem estes agentes acesso a uma defesa técnica especializada, o que contribui ainda mais para potencializar as chamadas “cifras douradas” (a imensa disparidade entre a criminalidade efetivamente ocorrida e a “apanhada” pelas instâncias de persecução). Entretanto, mesmo que de forma necessariamente perfunctória, há que se atentar para uma significativa inversão deste quadro de “antiseletividade” desde a ação penal 470 do STF, conhecida como mensalão, e, mais recentemente, a épica “operação lava jato”. Inversão feita à custa da afronta a princípios irrenunciáveis ao Estado de Direito. Importa sublinhar, de resto, que o ativismo judicial decorrente destas “operações”, nomeadamente da “mar de lama”, levada a cabo em Governador Valadares – suas relações acabará por ser um dos fundamentais eixos do presente projeto. 1.2. De uma outra perspectiva, como é sabido, há, em relação à criminalidade conhecida como “comum”, um tratamento oposto por parte do Estado e das instâncias formais que tratam de concretizar o subjetivo jus puniendi. Conforme atesta a moderna criminologia, partindo de abordagens com maior ou menor entonação empírica, o nosso sistema de justiça opera de forma notadamente seletiva e estigamatizante em relação a determinados crimes e a seus autores – o que reverbera, entre outras coisas, no massivo encarceramento da população margilalizada. Do ponto de vista etiológico – ou seja, da procura pelas causas do fenômeno criminal – é inegável a relação entre criminalidade comum (nomeadamente a patrimonial) e a pobreza. 1.3. Aqui chegados, cremos termos já o mínimo embasamento para avançar a ideia que está na base do que ora se “projeta”. Em Governador Valadares, cidade atingida pela Catástrofe de Mariana, encontramos um “locus” privilegiado para investigar as disparidades de um modelo de justiça flagrantemente labiríntico e ilegítimo. Se, por um lado, parte do dinheiro fruto de verbas indenizatórias, desviado de forma criminosa por autoridades locais, deflagrou a chamada “operação mar de lama” – ocasionando prisões de “poderosos” e um “nicho” de persecução de crimes de colarinho branco (Corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, etc.) -, por outro, a cidade de Governador Valadares vivencia índices altíssimos de criminalidade “comum”. Qual a relação – de uma perspectiva integrada, que releva a dogmática, a criminologia e a política criminal – entre os crimes e os criminosos “do andar de cima” (e a impunidade, as “cifras douradas” que lhes são conaturais e o atual ativismo judicial antidemocrático) e a seletividade discriminatória em relação aos outsiders (a massiva criminalização e encarceramento da pobreza)? Eis o desafio que se projeta!
Contato: guigouvea@yahoo.com.br

Título: Centro de Referência em Direitos Humanos da UFJF-GV
Unidade: ICSA
Coordenador: Tayara Talita Lemos
Vice-Coordenador: Reinaldo Duque Brasil Landulfo Teixeira
Equipe: Bianca De Jesus Souza, Braulio De Magalhaes Santos, Daniel Amaral Nunes Carnauba, Daniel Mendes Ribeiro, Gustavo De Almeida Santos, Lucas Costa Dos Anjos, Marcelo Correa Giacomini, Nara Pereira Carvalho, Renato Santos Goncalves, Shirley Adilson Silva
Resumo: O Centro de Referência em Direitos Humanos da UFJF-GV (CRDH), enquanto programa, tem por finalidade dar continuidade às ações que o projeto de extensão, existente desde 2014, sob a mesma titulação, vigente até julho de 2018, iniciou. Desse modo, e tendo em vista a ampliação de demandas e metas surgidas, a presente proposta tem por objetivo desenvolver atividades concernentes à manutenção e consolidação do CRDH, como um centro de inserção, de referência e diálogo no Médio Rio Doce. O CRDH, a partir disso, tem algumas finalidades em sua atuação que podem ser resumidas em: prestação de assistência jurídica, psicológica, social e antropológica; atuação por meio da mediação, compreendida como forma alternativa de resolução dos conflitos; capacitação de lideranças comunitárias quanto à atuação de Direitos Humanos na região; informação, conscientização e divulgação da importância dos direitos humanos para todos os segmentos a população; mapeamento da demanda social por Direitos Humanos na região, suas características e seus desafios e, sobretudo, articular diversas ações extensionistas na defesa, promoção e implementação dos direitos humanos na região. A iniciativa decorre da necessidade urgente da efetivação dos direitos humanos como forma de prevenir e solucionar diversos conflitos sociais existentes no médio Rio Doce. Com a consolidação do CRDH abre-se a possibilidade de reversão do quadro atual dos conflitos sociais e de um quadro alarmante de violência, com um índice de 5ª posição dentre os municípios mais violentos de MG, conforme pesquisa realizada pelo IPEA em 2017. Particularmente, diante de esferas mais vulneráveis da sociedade, busca-se reverter esse quadro, por meio das ações preventivas, propositivas e resolutivas desenvolvidas, em qualquer das suas frentes de atuação.
Contato: tayaralemos@msn.com

Título: Observatório do Orçamento Público de Governador Valadares
Unidade: ICSA
Coordenador: Eder Marques De Azevedo
Resumo: O projeto de extensão “Observatório do Orçamento Público de Governador Valadares”, sediado na Av. Dr. Raimundo Rezende, 330 – Centro, Gov. Valadares – MG, 35012-140, tem como escopo articular professores e estudantes da UFJF com a sociedade civil valadarense de forma a constituir um espaço de referência para observação, estudo, reflexão e participação no processo orçamentário municipal, com atendimentos nas dependências do Campus ou in locu. Dentre os seus objetivos, encontra-se a promoção da capacitação mútua entre atores universitários e não universitários, visando a atuação da coletividade na elaboração e fiscalização do orçamento municipal. A partir de cursos de qualificação, oficinas, debates e reflexões sobre o orçamento público e da apuração das necessidades da comunidade valadarense vocalizadas em arenas públicas como os conselhos vinculados à área socioassistencial municipal – palcos discursivos e deliberativos necessários ao controle fiscal e à elaboração de políticas públicas –, buscar-se-á ampliar o grau de participação popular nos processos políticos que permeiam o orçamento da gestão valadarense, colaborando na composição da agenda pública local. Para tanto, a oferta de suporte técnico jurídico-contábil e a capacitação do público alvo (agentes sociais, como os conselheiros municipais pertencentes a instâncias democráticas participativas revela-se como intervenção de elevado grau de importância para o aprimoramento da accountability societal, aumentando a influência desses setores sociais na discussão sobre as políticas públicas e na gestão dos recursos municipais.
Contato: ederadv@gmail.com

===

Área temática: Educação

Título: Pluriversidade dos Povos e Comunidades Tradicionais do Watu: Educação Intercultural e Bem Viver no Vale do Rio Doce
Unidade: ICV
Coordenador: Reinaldo Duque Brasil Landulfo Teixeira
Vice-coordenador: Tayara Talita Lemos
Equipe: Bianca De Jesus Souza, Cláudio Gonçalves De Oliveira, Douglas Bezerra Adilson, Filipe Fernandes De Sousa, Geovani Bezerra Adilson, Gustavo De Almeida Santos, Gustavo Taboada Soldati, Henrique Almeida De Queiroz, José Matilde Da Silva, Lucas Costa Dos Anjos, Maria Eliana Barbosa Pereira Vieira, Marilia Martins Bandeira, Odair Vieira Medina Pereira, Renato Santos Goncalves, Sebastião Martins Barbosa, Shirley Adilson Silva, Vinicius Mendes Maia
Resumo: A Pluriversidade dos Povos e Comunidades Tradicionais do Watu surge como um projeto vinculado ao Programa NAGÔ (Núcleo de Agroecologia de Governador Valadares) em parceria com o CRDH (Centro de Referência em Direitos Humanos do Médio Rio Doce), visando dar continuidade a ampliar as ações de extensão voltadas para a defesa e promoção dos direitos dos povos e comunidades tradicionais e para a inclusão de mestres/as camponeses, indígenas e quilombolas na UFJF-Campus GV. O projeto tem como objetivo geral promover espaços de educação intercultural e experimentação pedagógica interepistêmica visando contribuir para a formação transdisciplinar de estudantes e professores/as da rede pública de ensino municipal, estadual e federal, bem como inspirar a de-colonização do pensamento acadêmico por meio do resgate e da inclusão dos saberes tradicionais na extensão universitária em interface com a pesquisa e o ensino público no Território Médio Rio Doce/Watu.
Contato: reinaldo.duque@ufjf.edu.br

Título: Estratégias de prevenção às infecções sexualmente transmissíveis no contexto escolar: O protagonismo juvenil na promoção de uma sexualidade segura e consciente
Unidade: ICV
Coordenador: Sheyla Fernandes Conrado Lopes
Vice-coordenador: Fábio Alessandro Pieri
Equipe: Marconi Silva Miranda, Sergio Louro Borges
Resumo: O Projeto será um momento de descontração para os adolescentes, permitindo uma maneira de ensinar diferente dos métodos tradicionais utilizadas nas escolas, permitindo o diálogo dos alunos com o grupo, fomentando a discussão, reflexão e desmistificação de alguns conceitos pré-estabelecidos pela nossa sociedade, tornando-se um momento de trocas de informações e de experiências desenvolvidas e sentidas pelos próprios adolescentes no decorrer dessa fase cheia de conflitos e de muitas transformações. Trata-se de uma forma de ensino pautada no desenvolvimento de atividades educativas sobre a sexualidade, possibilitando que o adolescente conheça as transformações ocorridas em seu corpo, não percebendo essas transformações aquém de si mesmo, mas que possa conhecer de maneira clara que essas mudanças acontecem com ele mesmo e com todas as demais pessoas. Portanto, o Projeto torna-se um importante mecanismo de intervenção num momento de transformações e modificações ocorridas nos adolescentes. A educação tem papel significativo na formação de valores e atitudes que, traduzidos em comportamentos, contribuem para a construção do exercício da sexualidade saudável e responsável, sendo fundamental em políticas de prevenção.
Contato: sheylaconrado@hotmail.com

Título: Promoção da saúde e prevenção das infecções sexualmente transmissíveis na população masculina privada de liberdade
Unidade: ICV
Coordenador: Sheyla Fernandes Conrado Lopes
Vice-coordenador: Fábio Alessandro Pieri
Resumo: As pessoas com privação de liberdade estão especialmente susceptíveis às IST/HIV/AIDS pelo próprio cenário carcerário que reúne diversas situações de vulnerabilidade. A dificuldade de acesso às informações acerca das Infecções sexualmente transmissíveis representa uma dessas vulnerabilidades, pois o desconhecimento sobre sinais e sintomas e mesmo os modos de infecção destas doenças, configuram-se uma limitação para que os internos procurem o serviço. Outros fatores importantes na transmissão das IST nesses ambientes são a grande possibilidade de troca de parceiros e o baixo uso do preservativo. Diante desse cenário, o presente projeto torna-se um importante mecanismo de intervenção. A educação tem papel
significativo na formação de valores e atitudes que, traduzidos em comportamentos, contribuem para a construção do exercício da sexualidade saudável e responsável, sendo fundamental em políticas de prevenção. A saúde, no Sistema Penitenciário brasileiro, apresenta um quadro preocupante devido a vários fatores que evidenciam alguns problemas. Dentre eles, destacam- se o déficit de vagas nas penitenciárias e, principalmente, a falta de uma assistência médico- jurídica adequada e suficiente. A superlotação das celas, sua precariedade e insalubridade transformam as prisões num ambiente propício à proliferação de doenças. Além dos fatores estruturais, a má-alimentação, o sedentarismo, o uso de drogas, a falta de higiene, dentre outros, também contribuem para os problemas de saúde dos detentos. Dentre essas doenças, observa-se um grande número de infecções sexualmente transmissíveis, em especial a AIDS.
Contato: sheylaconrado@hotmail.com

Título: Lado M
Unidade: ICSA
Coordenador: Braulio De Magalhaes Santos
Vice-coordenador: Bruno Franco Alves
Resumo: O projeto Lado M é reapresentado, sobretudo em razão do êxito em sua implantação e, decorrente, com as conexões feitas novos desafios postos. Tem como escopo articular professores e estudantes da UFJF com estudantes secundaristas de uma escola pública de Governador Valadares de forma a criar um espaço para debate e construção de conhecimento, que vise a ressignificação da perspectiva dos sujeitos acerca das relações desiguais de gênero, através da problematização de situações sociais vivenciadas e trazidas pelos atores do projeto. A partir da realização de oficinas, rodas de conversa, debates, mostras de cinema, fotografia e ateliês de construção buscar-se-á ampliar a visão crítica dos secundaristas e facilitar o auto processo de formação de agente sociais de mudança. No primeiro ano de sua implementação, fez-se uma investigação reveladora, com aplicação de questionários nas turmas, o que apontou um perfil geral de estudantes e apresentou elementos específicos sobre as temáticas que envolvem gênero. Além disso, inseriram-se muitas referências de políticas públicas, com projetos e ações investigadas pela equipe trazendo novos aportes teóricos e de ações futuras. Passo seguinte agora é traduzir e implementar novas ações
mobilizadoras, fomentar o trabalho a partir de eventos com estudantes, com professores e também com as famílias. Paralelo, trabalhar melhor habilitação de professores da escola para inserir tais temas e lidar com os estudantes a partir do perfil identificado e dos fatores apresentados.
Contato: braulio.magalhaes@ufjf.edu.br

Título: Centro de Iniciação, Formação e Rendimento em Atletismo
Unidade: ICV
Coordenador: João Paulo Nogueira Da Rocha Santos
Vice-coordenador: Meirele Rodrigues Goncalves
Equipe: Beatriz Magalhaes Pereira
Resumo: O projeto de extensão Centro de Iniciação, Formação e Rendimento no Atletismo, da Universidade Federal de Juiz de Fora (Campus GV), oportunizará no contra turno escolar de crianças e jovens, treinamentos sistematizados da modalidade Atletismo. Poderá participar qualquer aluno da rede pública ou privada de ensino, desde que apresente autorização médica para prática de exercícios físicos. O Projeto tem a função de materializar os compromissos éticos da extensão universitária, ao possibilitar um amplo diálogo entre a sociedade e a universidade nas suas ações metodológicas e na construção do conhecimento. Adicionalmente, formará profissionais com conhecimento metodológico e científico baseado na realidade social. O projeto tem o objetivo de concretizar o direito social de crianças e adolescentes praticarem atividades esportivas sistematizadas, possibilitando o desenvolvimento e o rendimento, enfatizando a formação psicofísica, motora e cidadã dos jovens. O projeto contará com atuação direta dos professores e acadêmicos dos cursos de Educação Física e Fisioterapia e funcionará de segunda a sábado, nos períodos da manhã e da tarde na pista de Atletismo da Estação Olímpica de Governador Valadares.
Contato: joaopaulonrs@yahoo.com.br

Título: Futebol base para o futuro
Unidade: ICV
Coordenador: Cristiano Diniz Da Silva
Vice-coordenador: Heglison Custodio Toledo
Equipe: Meirele Rodrigues Goncalves, Sarah Teixeira Soutto Mayor
Resumo: As atividades esportivas podem contribuir para um desenvolvimento bio-psico-social harmonioso da criança e do adolescente nos diferentes períodos etários, principalmente naqueles em vulnerabilidade social. O Futebol, particularmente no Brasil, é uma das modalidades esportivas com maior número de praticantes entre jovens e crianças, tornando-se a modalidade mais popular do país. Governador Valadares é uma cidade que sempre
esteve presente na história da prática da modalidade. No entanto, apesar de todo potencial e de ser uma cidade que responde aos estímulos do Futebol, observa-se uma carência de uma estrutura adequada que favoreça a vivência salutar através deste esporte. Nota-se carências de ações que propiciem uma vivência esportiva sistematizada, que pode então, criar um cenário potencial consolidação do esporte de participação na idade adulta e, ainda, para revelação de atletas e equipes. Assim, são demandas reprimidas que vêm sendo fomentado e preenchido por ações do Curso de Bacharelado em Educação de Educação Física da UFJF, Campus Governador Valadares, desde 2014, ano de inicialização desse curso. Do ponto de vista de lacuna metodológica para intervenção da proposta, nota-se que a cultura lúdica dos brasileiros, expressa em seus jogos populares sempre resultava em um estilo bonito, peculiar e refinado de jogar futebol que se aproxima da arte, graças à genialidade de seus jovens talentos. No entanto, aos poucos, os aspectos lúdicos do jogo de futebol, os quais têm feito de nossos garotos verdadeiros artistas da bola, vêm sendo substituído por uma visão demasiadamente tecnicista do futebol. A abordagem analítica que destaca uma busca exacerbada do aperfeiçoamento dos gestos técnicos, tem resultado numa fragmentação do ato de ensinar futebol. Neste sentido os objetivos do projeto são: i) estimular e possibilitar ao menos favorecidos a prática sistemática do Futebol; ii) estruturar os processos de treinamento com respaldo as evidências mais atuais de pedagogia do esporte considerando as diferentes faixas etárias e fases de aprendizagem; iii) possibilitar a realização de pesquisas científicas no tema nas mais diferentes esferas com ênfase no Futebol; e iv) auxiliar na formação de recursos humanos em diferentes áreas das Ciências do Esporte através de estágios sistematizados dentro do projeto. A metodologia utilizada será a estruturação do processo de inserção e vivências esportivas através do Futebol, com diferentes faixas etárias, que realizarão suas atividades de ensino-aprendizagem-treinamento através de jogos adaptados e educativos de acordo com o objetivo curricular sistematizado para a presente proposta. Os beneficiários serão crianças, de ambos os sexos, entre 07-14 anos de idade e as atividades serão realizadas em parceria com um parceiro que concederá o espaço físico para execução das atividades, sendo o mesmo recém selecionado através do Edital de Chamamento Público 002/2018, na cidade de Governador Valadares, atendendo escolares do entorno no contra turno. A participação e o bom desempenho na escola são critérios fundamentais para o beneficiado participar e se manter no projeto. Através desta proposta, espera-se como resultados diretos àqueles relacionados à aspectos socioeducativos do beneficiado e capacitação de recursos humanos. De forma ampla, espera-se como objetivos indiretos o estabelecimento efetivo da relação dialógica entre extensionistas e sociedade,
fazendo-se cumprir a função social da UFJF.
Contato: cristiano.silva@ufjf.edu.br

Título: Observatório de Bioquímica e Imunologia como estratégia educacional para o ensino fundamental nas escolas públicas de Governador Valadares
Unidade: ICV
Coordenador: Dirce Ribeiro De Oliveira
Vice-coordenador: Lúcia Alves De Oliveira Fraga
Equipe: David Henrique Rodrigues, Fernanda Souza De Oliveira Assis, Jenifer Carvalho Grossi, Maisa Silva, Michelle Bueno De Moura Pereira Antunes, Pauline Martins Leite Borges
Resumo: O Projeto tem como objetivo principal disseminar os conhecimentos de bioquímica e de imunologia ensinados na Universidade Federal de Juiz de Fora – campus Governador Valadares, para os alunos do ensino fundamental das escolas públicas, despertando nos mesmos o interesse pela ciência por meio de atividades lúdicas e da experimentação em laboratório. O Projeto será desenvolvido por professores com conhecimento na área, juntamente com estudantes de graduação e de pós-graduação que, por sua vez, terão a oportunidade de dialogar sobre ciência com a sociedade. Pretende-se também estimular a capacidade crítica e criativa e trabalhar a interdisciplinaridade e a transversalidade, contribuindo para melhorar a qualidade de vida dos alunos, a formação acadêmica, e reduzindo a evasão escolar. Os alunos da UFJF-GV deverão adequar a linguagem para permitir o melhor entendimento pelo público atendido, o que permitirá que eles se tornem no futuro profissionais com maior comprometimento social.
Contato: dirce.oliveira@ufjf.edu.br

Título: Educação Financeira, Conjuntura Econômica e Políticas Públicas: Construindo Jovens Cidadãos
Unidade: ICSA
Coordenador: John Leno Castro Dos Santos
Vice-coordenador: Leandro Roberto De Macedo
Equipe: Marconi Silva Miranda, Sérgio Louro Borges
Resumo: O desenvolvimento de competências decisórias e o maior engajamento político são de suma importância no processo de construção de uma sociedade. Tendo em vista que os jovens representam a parcela da população economicamente ativa com menor nível de conhecimento nas áreas educação financeira, conjuntura econômica e políticas públicas, o presente projeto pretende promover e fomentar o conhecimento dos referidos temas nas escolas públicas de ensino médio de Governador Valadares, Minas Gerais. Para tanto, o projeto será executado em três fases: treinamento dos bolsistas; confecção do material de apoio; e ministração das palestras nas escolas. Espera-se, com isso, munir os alunos de ensino médio com as ferramentas necessárias à tomada de decisão consciente, além de proporcionar maior interação entre universidade e a sociedade.
Contato: john.castro@ufjf.edu.br

Título: Xadrez intercomunitário: explorando potencialidades
Unidade: ICSA
Coordenador: Josué Aristides Machado Da Silva Pereira
Vice-coordenador: Willian Vieira De Paula
Equipe: Paulo César Silveira Lapa De Oliveira
Resumo: O xadrez é um jogo de cálculo, planejamento, concentração e análise, ou seja, gerador de eficiente exercício mental, cuja disciplina tem se desenvolvido durante séculos através da história. Pesquisas educativas relacionadas com o xadrez provam a influência positiva deste jogo/esporte sobre seus praticantes. Compreender o raciocínio lógico envolvido no jogo de xadrez como instrumento necessário para aprimoramento pessoal, revelando habilidades estratégicas nos jogadores, faz desse jogo uma excelente plataforma de ensino interdisciplinar entre os envolvidos. Nesse sentido, pretende-se desenvolver um projeto de extensão pela UFJF intitulado “Xadrez intercomunitário: explorando potencialidades”. Nesse projeto abordaremos uma metodologia desenvolvendo habilidades relacionadas à memória, planejamento, raciocínio lógico, inteligência, imaginação, e outras habilidades cognitivas em participantes de cinco comunidades distintas de Governador Valadares – MG. O termo “explorando potencialidades” remete ao aprimoramento pessoal e cognitivo que o jogo de xadrez pode trazer aos participantes. O projeto deverá ser estruturado em etapas sequenciais, a saber:
i. seleção e treinamento dos colaboradores;
ii. seleção de 10 a 16 participantes de cada comunidade participante;
iii. encontros e preparação para as aulas de xadrez junto aos colaboradores;
iv. ensino de metodologias e estratégias aos participantes com mural de xadrez e jogos entre os envolvidos,
estimulando a ética e o crescimento cognitivo;
v. avaliação do projeto
O público alvo, foco desse projeto, serão cinco comunidades distintas: a) Escola particular com futuro chamamento público; b) alunos da Escola Estadual Rotary Club; c) menores infratores do Centro Socioeducativo de Governador Valadares – CSEGV, d) Escola Municipal Octavio Soares Ferreira (Parque Olímpico); e) Associação Missionária Evangélica Missão Vida, acolhedora de mendigos de rua. Pretende-se, com esse trabalho, ter um retorno eficaz e gratificante, visto que as comunidades parceiras possuem participantes, em sua maioria, com vulnerabilidade social. Entende-se que este projeto beneficiará, também, diretamente os colaboradores das comunidades parceiras, bem como aos bolsistas da UFJF, haja vista as experiências que lhes serão proporcionadas por mais essa faceta da formação cidadã que é o ensino do xadrez, enriquecendo seu leque de possibilidades futuras.
Contato: josue.federal@gmail.com

Título:Epidemiologia e Mobilização Social – EPIMOBS
Unidade: ICV
Coordenador: Waneska Alexandra Alves
Vice-coordenador: Eulilian Dias De Freitas
Equipe:Mabel Miluska Suca Salas
Resumo: A epidemiologia é uma ciência que se constitui instrumento básico para o desenvolvimento de políticas e estratégias de prevenção e controle de doenças e agravos de relevância para os sistemas de saúde. Como disciplina é um pilar essencial à saúde pública pois fundamenta-se no raciocínio causal permitindo compreender processos de adoecimento no âmbito populacional em um determinado território. Nos serviços de saúde a epidemiologia é incorporada à necessidade crescente de geração de novas informações que irão dar suporte a discussão e construção de políticas públicas de saúde e de definição de estratégias de prevenção, controle de doenças e agravos e a promoção da saúde. As atividades de extensão devem estar atreladas aos movimentos sociais que organizam e expressam os interesses da sociedade em relação ao seu estado de saúde-doença. Assim, a mobilização social torna-se uma tarefa essencial para a convocação dos sujeitos e para o compartilhamento de sentimentos, conhecimentos e responsabilidades – já que se pode defini-la como um processo comunicativo. O projeto Epidemiologia e Mobilização Social – EPIMOBS tem como proposta apoiar os espaços institucionais da vigilância epidemiológica (VE), atenção à saúde e de articulação entre os diversos atores envolvidos na análise de dados e geração de informação estratégica, para a realização de ações de prevenção e controle de doenças e agravos no município de Governador Valadares, Minas Gerais. Assim, o EPIMOBS poderá fortalecer as ações de VE permitindo conhecer o comportamento de doença e agravos importantes, oportunizando a recomendação de ações de prevenção e controle apropriadas na comunidade valadarense. O objetivo geral do projeto é a de envolver e atingir a sociedade valadarense como um todo, de forma contínua, promovendo e contribuindo na orientação de ações em Saúde Pública desse território. Entende-se que toda a população valadarense poderá ser beneficiada por este projeto uma vez que dentre os objetivos está o de contribuir para a vigilância em saúde em GV. Também serão beneficiados pelo projeto os estudantes dos cursos da área da saúde, que se interessem pela temática e que poderão participar dos eventos relacionados à epidemiologia, prevenção e controle de doenças e agravos de relevância epidemiológica para GV. Como percurso metodológico, ao início de cada semestre letivo acontecerá um encontro entre os orientadores do projeto e representantes da Secretaria Municipal de Saúde de Governador Valadares (SMS) para discussão e definição de temas relevantes para intervenção por meio da mobilização social. A partir daí terá início o trabalho dos alunos envolvidos no projeto, que procederão com revisão da literatura para contextualização da situação epidemiológica das doenças/agravos selecionados e análise de dados primários e secundários. A fonte de dados será também os Sistemas de Informação em Saúde pertinentes e com informações do nível local. A etapa posterior será a definição e planejamento das ações e tipo mobilização para prevenção e controle. No final de cada semestre letivo será realizado em evento (tipo Networking) conjunto entre a Universidade e a SMS. Nessa oportunidade os resultados das atividades de mobilização serão apresentados e discutidos. Serão realizados ajustamento das intervenções para planejamento das ações do semestre seguinte. O EPIMOBS promoverá a integração entre serviço e academia em prol de ações de prevenção, controle e promoção da saúde. Tais ações serão produtos da aplicabilidade do conhecimento cientifico à realidade social e epidemiológica, promovendo a construção de estratégias de intervenção, a melhoria da capacidade de decisão e a transformação da sociedade.
Contato: waneska.alves@ufjf.edu.br

Título: Processo de referência e contrareferência na saúde bucal: ações direcionadas ao usuário
Unidade: ICV
Coordenador: Valéria De Oliveira
Vice-coordenador: Mabel Miluska Suca Salas
Equipe: Luiz Eduardo De Almeida
Resumo: O presente projeto de extensão visa dar sustentabilidade às atividades desenvolvidas pelos grupos tutoriais da Odontologia do Projeto PET-Saúde Gradua SUS do Campus Avançado de Governador Valadares da Universidade Federal de Juiz de Fora, promovendo assim a continuidade do enlace ensino-serviçocomunidade. Assim, por meio da metodologia do TPC, serão desenvolvidas ações de informação e de educação em saúde com os usuários atendidos na atenção secundaria e algumas unidades básicas da saúde bucal em Governador Valadares. Serão utilizados um fluxograma que apresenta o processo de referência e contrareferência, assim como ações educativas especificas relacionadas com desfechos de saúde bucal de interesse do serviço, dando continuidade as ações desenvolvidas no segundo ano do programa PET SAUDE GRADUASUS.
Contato: valeria.oliveira@ufjf.edu.br

Título: Cursinho Comunitário Camponês e Popular
Coordenador: Vinicius Mendes Maia
Vice-coordenador: Henrique Almeida De Queiroz
Resumo: O Projeto de Extensão Cursinho Comunitário Camponês e Popular – CCCP da UFJF/Campus GV tem o objetivo de contribuir para inserção de jovens de Governador Valadares no Ensino Superior. O Cursinho será gratuito e é voltado especificamente para jovens que concluíram ou estejam concluindo o Ensino Médio em escola pública e de famílias em situação de vulnerabilidade social. Através da metodologia participativa de Educação Popular, serão oferecidas diversas atividades pedagógicas (aulas, oficinas, seminários, debates, etc.) em busca de preparar esses estudantes para realizar as provas do ENEM. As atividades serão realizadas diariamente nos espaços da UFJF/Campus GV em horários que atendam as especificidades dos jovens beneficiários.
Contato: vinicius_MM7@hotmail.com

Título: Aplicação de dados da pesquisa nutricional para estímulo de hábitos alimentares adequados
Unidade: ICV
Coordenador: Cibele Velloso Rodrigues
Vice-coordenador: Antonio Frederico De Freitas Gomides
Equipe: Fernanda De Oliveira Ferreira Andrade, Gisele Queiroz Carvalho, Maria Anete Santana Valente, Nilcemar Rodrigues Carvalho Cruz, Thaisa Netto Souza Valente Frossard
Resumo: O estado nutricional dos escolares apresenta-se com características da transição nutricional, marcada pelo aumento de sobrepeso e obesidade aumentando consequentemente os riscos de distúrbios metabólicos como resistência insulínica, intolerância à glicose, hipertensão arterial e dislipidemias que vem acometendo inclusive crianças e adolescentes. O presente projeto tem como objetivo elaborar e aplicar instrumentos de educação nutricional adequados para crianças e adolescentes matriculados em duas escolas públicas considerando os
resultados da pesquisa que vem sendo realizada intitulada “Estudos diagnóstico e avaliativo de biomarcadores de dislipidemias em indivíduos com DF (genótipos HbSS e HbSC) acompanhados nos Hemocentros de Governador Valadares e de Uberaba da Fundação Hemominas”. Os resultados da triagem irão permitir a identificação do perfil dos indivíduos beneficiários para elaboração de instrumentos de educação nutricional que atendam às necessidades. Posteriormente os instrumentos serão aplicados no ambiente escolar. Desta forma, o projeto pretende realizar a interface extensão/pesquisa por contribuir com a aplicação das informações advindas da pesquisa para possibilitar a aquisição de conhecimentos sobre saúde e nutrição e estimular hábitos alimentares saudáveis para o desenvolvimento e a manutenção de peso adequados.
Contato: cibelle.velloso@ufjf.edu.br

Título: Estratégias de intervenção para o envelhecimento ativo na comunidade: vigilância e monitoramento nutricional de idosos na atenção básica em saúde
Unidade: ICV
Coordenador: Nizia Araujo Vieira Almeida
Vice-coordenador: Clarice Lima Alvares Da Silva
Resumo: O Projeto de Extensão ora apresentado refere-se à umas das interfaces da Nutrição no Programa do Núcleo de Estudos da Pessoa Idosa (NEPI) “ESTRATÉGIAS DE INTERVENÇÃO PARA O ENVELHECIMENTO ATIVO .NA COMUNIDADE: AÇÕES EM SAÚDE DO NÚCLEO DE ESTUDOS DA PESSOA IDOSA” e constitui em seu escopo de ações, a investigação e monitoramento das prevalências dos desvios nutricionais, com ênfase no sobrepeso e nos marcadores do consumo alimentar entre os idosos assistidos pela Estratégia de Saúde da Família (ESF) em Governador Valadares. O sobrepeso e a inadequação alimentar configuram-se como importantes fatores de risco na gênese das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), que representam as principais causas de mortalidade entre adultos e idosos. Propõe-se a partir deste conhecimento, treinamentos das equipes de saúde da ESF e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) nos territórios de saúde em que sejam verificadas as maiores prevalências de sobrepeso e inadequação alimentar entre os idosos e que serão estabelecidas como regiões prioritárias para apoio à estruturação das ações de alimentação e nutrição nessas unidades de saúde, visando intervenções nutricionais contextualizadas à terceira idade, das áreas de abrangência selecionadas.
Contato: nizia.almeida@ufjf.edu.br

Título: O PET-Saúde/GraduaSUS como indutor de propostas de reestruturação curricular que visam à inserção dos estudantes nos cenários de práticas do SUS
Unidade: ICV
Coordenador: Larissa De Freitas Bonomo
Vice-coordenador: Simone De Araújo Medina Mendonça
Equipe: Gabriella Freitas Ferreira , Layla Dutra Marinho Cabral, Luciana Souza Guzzo Costa, Melise Rocha Ferreira Bragança
Resumo: O PET-Saúde/GraduaSUS da UFJF/GV se estrutura de maneira a compor dois grupos tutoriais por curso da área da saúde, sendo estes Educação Física, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Medicina e Odontologia. Os integrantes do Programa desenvolveram, durante o primeiro ano, ações de intervenção na Atenção Primária à Saúde que contribuíram para a integração ensino-serviço-comunidade e incorporação de práticas pedagógicas inovadoras no currículo dos cursos. Os cenários de prática estabelecidos para o segundo ano do projeto estão inseridos na média e alta complexidade, nos quais serão realizadas ações que auxiliem na resolução dos problemas enfrentados pelo serviço de saúde de forma participativa e colaborativa, direcionando à prática interprofissional para implementação do cuidado integral do usuário pelos profissionais de saúde. Esse projeto de extensão em interface com a pesquisa tem como objetivo compreender as vivências dos integrantes do grupo tutorial do curso de Farmácia do PET-Saúde/GraduaSUS nos cenários de prática do SUS, promover e avaliar a incorporação destas no currículo de graduação em Farmácia e auxiliar no desenvolvimento, continuidade e sustentabilidade das ações realizadas no serviço. Para tanto, no âmbito da proposta de avaliação das vivências dos integrantes do PET será empregada a metodologia qualitativa, com realização de entrevistas individuais semiestruturadas, grupos focais e análise de documentos. No que concerne às ações de extensão voltadas para inserção nos cenários de prática, os estudantes selecionados para participação no projeto em questão, auxiliarão os docentes e preceptores nas atividades curriculares extraclasse previstas em cronograma para ocorrerem nos cenários de prática do SUS nas disciplinas representadas pelas atividades orientadas do currículo de Farmácia. Espera-se que os conhecimentos gerados contribuam para melhorias na graduação em Farmácia e em processos de educação permanente de farmacêuticos.
Contato: larissafreitas.bonomo@ufjf.edu.br

Título: Educação em abordagens cooperativas de conflitos: mediação informativa e acesso a direitos
Unidade: ICSA
Coordenador: Nathane Fernandes Da Silva
Equipe: Eder Marques De Azevedo
Resumo: Esta proposta se refere a uma ação de extensão em interface com a pesquisa intitulada “Educação em abordagens cooperativas de conflitos: mediação informativa e acesso a direitos”, que tem por objetivo receber demandas da comunidade – tanto acadêmica quanto externa – acerca de situações conflitivas que possam ser solucionadas pela via cooperativa e não impositiva, auxiliando os atendidos a lidarem com seus próprios conflitos de modo dialogado e consciente, bem como a se informar sobre os direitos que os tangenciam. A metodologia utilizada é a da mediação social informativa, que utiliza técnicas de mapeamento de conflitos, escuta ativa, comunicação não-violenta e informação para tratar de conflitos que envolvem relações continuadas, nas quais é preciso preservar o laço relacional entre os envolvidos. A ação se destina, primordialmente, aos setores sociais vulneráveis da cidade de Governador Valadares que encontram dificuldades de processar suas demandas no sistema judicial tradicional ou para efetivar seus direitos, ou mesmo que buscam formas mais participativas e consensuais de solução de disputas. Destina-se, também, à comunidade acadêmica que tenha interesse em conhecer os instrumentos de resolução consensual de disputas e de solucionar conflitos por meio do diálogo, da participação e do compartilhamento de decisões. O projeto realiza-se no Núcleo de Mediação, vinculado ao Núcleo de Práticas Jurídicas do curso de Direito da UFJF/GV.
Contato: nathanefsilva@gmail.com

Título: Epi-Obs: Observatório de Epidemiologia aplicada aos serviços do SUS
Unidade: ICV
Coordenador: Waneska Alexandra Alves
Vice-coordenador: Eulilian Dias De Freitas
Equipe: Mabel Miluska Suca Salas
Resumo: A epidemiologia é uma ciência que se constitui instrumento básico para o desenvolvimento de políticas e estratégias de prevenção e controle de doenças e agravos de relevância para os sistemas de saúde. Como disciplina é um pilar essencial à saúde pública pois fundamenta-se no raciocínio causal permitindo compreender processos de adoecimento no âmbito populacional em um determinado território. Nos serviços de saúde a epidemiologia é incorporada à necessidade crescente de geração de novas informações que irão dar suporte a discussão e construção de políticas públicas de saúde e de definição de estratégias de prevenção, controle de doenças e agravos e a promoção da saúde. Os observatórios de saúde são núcleos, geralmente acadêmicos, que visam o diálogo entre os serviços de saúde e a universidade de modo a dinamizar a reflexão sobre temas de interesse à saúde a pública. Como objetivo principal buscam analisar e debater assuntos relacionados à prevenção e à promoção da saúde, tendo como foco específico temas que afligem a sociedade local e regional. O EPI-Obs – Observatório de Epidemiologia aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) tem como proposta apoiar os espaços institucionais da vigilância epidemiológica (VE) e de articulação entre os diversos atores envolvidos na análise de dados e geração de informação de relevância epidemiológica, que apoiem a definição de ações estratégicas para a prevenção e controle de doenças e agravos para o município de Governador Valadares (GV). Assim, um observatório de epidemiologia aplicada aos serviços do SUS poderá fortalecer as ações de VE permitindo conhecer o comportamento de doença e agravos importantes, oportunizando a análise e interpretação dos dados, a recomendação de ações de prevenção e controle
apropriadas e divulgação de informações pertinentes à saúde. O objetivo geral do projeto é promover espaço de reflexão e análise crítica de informações relevantes e qualificadas acerca da situação epidemiológica do município de GV, com potencial de contribuir na orientação de ações em Saúde Pública desse território. Entende-se que toda a população valadarense poderá ser beneficiada por este projeto uma vez que dentre nossos objetivos está o de contribuir para a vigilância em saúde em GV. Também serão beneficiados pelo projeto os profissionais de saúde que compõem a Secretaria Municipal de Saúde (três mil), pois fazem parte do público-alvo para atividades como eventos e oficinas. Ainda, serão contemplados os estudantes dos cursos da área da saúde, que se interessem pela temática e que poderão participar dos eventos relacionados à epidemiologia de doenças e agravos de relevância epidemiológica para GV e aqueles que participarão do projeto como bolsistas e voluntários. Como percurso metodológico, ao início de cada semestre letivo acontecerá um encontro entre os orientadores do projeto e representantes da SMS para discussão e definição de no mínimo seis temas relevantes para serem aprofundados. A partir daí terá início o trabalho dos alunos.
Contato: waneska.alves@ufjf.edu.br

===

Área temática: Meio Ambiente

Título: NAGÔ – Núcleo de Agroecologia de Governador Valadares: semeando a agrobiodiversidade e a transição agroecológica no Médio Rio Doce
Unidade: ICV
Coordenador: Reinaldo Duque Brasil Landulfo Teixeira
Vice-coordenador: Gustavo De Almeida Santos
Equipe: Bianca De Jesus Souza, Cláudio Gonçalves De Oliveira, Fabio Alessandro Pieri, Fernando De Sa Silva, Filipe Fernandes De Sousa, Gustavo De Almeida Santos, Gustavo Taboada Soldati, Henrique Almeida De Queiroz, José Matilde Da Silva, Leandro De Morais Cardoso, Leonardo Mees, Lucas Costa Dos Anjos, Maria Eliana Barbosa Pereira Vieira, Odair Vieira Medina Pereira, Poliana Lopes Siqueira, Sebastião Martins Barbosa, Shirley Adilson Silva, Tayara Talita Lemos, Vinicius Mendes Maia
Resumo: O principal objetivo do programa NAGÔ é fortalecer a Agroecologia no Território Médio Rio Doce, por meio do apoio às ações de extensão integradas com a pesquisa e com o ensino em prol do desenvolvimento rural sustentável, e da superação dos problemas socioambientais enfrentados pelos agricultores familiares e povos e comunidades tradicionais da região, visando promover o Bem Viver por meio de trocas de saberes, práticas e tecnologias sociais agroecológicas. O programa tem como parceiros o Centro Agroecológico Tamanduá (CAT), o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Governador Valadares (STR-GV) e o Centro de Referência em Direitos Humanos (CRDH) para desenvolver os seguintes projetos: “Pluriversidade dos Povos e Comunidades Tradicionais do Watu: Educação Intercultural e Bem Viver no Vale do Rio Doce”, “Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs), segurança alimentar e resistência cultural na Agricultura Urbana e Periurbana em Governador Valadares”, “Rede de Prosumidores Agroecológicos do Médio Rio Doce: promovendo geração de renda familiar, autonomia e soberania alimentar” e “Tecnologias Sociais e Agroecologia no campo e na cidade”. Como ações previstas nos projetos vinculados ao NAGÔ, serão organizados eventos e cursos de extensão, oficinas e intercâmbios agroecológicos, envolvendo professores, técnicos, estudantes, agricultores familiares, indígenas e quilombolas do Território Médio Rio Doce. O programa também prevê a implantação de unidades de referência em tecnologias de produção orgânica e de base agroecológica selecionadas a partir do mapeamento das experiências na região, além da produção de material didático-pedagógico como cartilhas e vídeos educativos sobre diferentes temáticas visando à
transição agroecológica e à conservação da agrobiodiversidade e valorização dos conhecimentos tradicionais.
Contato: reinaldo.duque@ufjf.edu.br

Título: Tecnologias Sociais e Agroecologia no Campo e na Cidade
Unidade: ICV
Coordenador: Gustavo de Almeida Santos
Vice-coordenador: Reinaldo Duque Brasil Landulfo Teixeira
Equipe: Bianca De Jesus Souza, Poliana Lopes Siqueira
Resumo: O projeto de extensão “Tecnologias Sociais e Agroecologia no Campo e na Cidade” tem como objetivo propor e participar das ações de implantação de tecnologias sociais com base em sistemas agroecológicos para fins de produção de alimentos e implantação de hortas terapêuticas, assim como realizar cursos e oficinas com temas correlatos às tecnologias sociais e vivência dos agricultores rurais e urbanos. Promovendo a saúde coletiva através da produção e consumo de alimentos saudáveis e fitoterápicos, gerando trabalho, renda e inclusão social em comunidades de agricultores urbanos e rurais nos municípios de Governador Valadares e Tumiritinga, tendo como base a integração de ações de ensino, pesquisa e extensão em prol do desenvolvimento sustentável e da superação dos problemas socioambientais enfrentados na região do Médio Rio Doce.
Contato: gustavo.santos@ufjf.edu.br

Título: Coleta Seletiva Solidária e Consumo Sustentável – Implementação do Decreto 5940/2006
Unidade: ICSA
Coordenador: Fernanda Henrique Cupertino Alcântara
Resumo: Este projeto objetiva auxiliar os trabalhos da Comissão de Coleta Seletiva Solidária (CCSS), no Campus da UFJF em Governador Valadares. Visa contribuir para a organização e implementação de ações capazes de permitir o alcance dos resultados pretendidos pela CCSS e o atendimento ao Decreto 5940/2006. O referido Decreto determina que as instituições públicas federais promovam a destinação correta dos resíduos sólidos por elas produzidos. Tal destinação precisa, ainda, necessariamente identificar e contemplar empreendimentos econômicos solidários (EES) de reciclagem. No caso de Governador Valadares, atualmente, conta-se com a Associação de Catadores de Material Reciclável Natureza Viva (ASCANAVI), uma associação de catadores que atua no Município desde 1998, e a Associação Rio Limpo, fundada em 2008, que recolhe e transforma óleo de cozinha em sabão. O projeto também objetiva estimular e auxiliar a formação e atuação de outras Comissões de Coleta Seletiva Solidária, nos termos deste instrumento legal em outras instituições públicas federais sediadas no Município de Governador Valadares/MG e entorno. Conta com a participação de docentes do Departamento de Direito e Educação Física, da UFJF-GV, além de docentes externos com formação em Direito e Engenharia Ambiental.
Contato: alcantaraconsultorias@gmail.com

===

Área temática: Saúde

Título:Ambulatório de neuropsicologia do desenvolvimento
Unidade: ICV
Coordenador: Fernanda De Oliveira Ferreira Andrade
Equipe: Pedro Pacheco Paes
Resumo: A presença de uma deficiência exige adaptações em toda a trajetória de vida do indivíduo e de sua família. O impacto psicossocial sobre as famílias é elevado. O objetivo do presente trabalho é realizar avaliação neuropsicológica abrangente, investigando as funções cognitivas, tais como inteligência, atenção, memória, habilidades visoespaciais, preservadas e prejudicadas, dos participantes do projeto;- Auxiliar no estabelecimento de diagnósticos de transtornos do desenvolvimento, tais como Transtorno do Espectro Autista, Deficiência Intelectual, Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, realizando as orientações, recomendações e encaminhamentos necessários para cada caso.Pretende-se com isso auxiliar a atender uma grande demanda da comunidade por avaliação neuropsicológica, auxiliando no processo de reabilitação, habilitação e melhoria da autonomia e qualidade de vida dos usuários atendidos no projeto. Será realizada avaliação neuropsicológica abrangente individual de cada caso, de acordo com a queixa de cada caso, auxiliando no diagnóstico de transtornos do desenvolvimento e no conhecimento do funcionamento cognitivo e psicossocial. Serão avaliados inteligência, atenção, memória de curto e longo prazo, habilidades visoespaciais, verbais, planejamento, funções executivas, além de aspectos emocionais e psicossociais. Espera-se com isso contribuir com a demanda da comunidade pela avaliação neuropsicológico, orientando e planejando reabilitação com o intuito de favorecer a inclusão social e educacional, e melhoria na qualidade de vida e autonomia.
Contato: fernanda.ferreira@ufjf.edu.br

Título: Desenvolvimento de uma rede de mobilização social para o combate à dengue através do uso de conhecimento produzido sobre a doença no território
Unidade: ICV
Coordenador: Thiago Vinicius Avila
Resumo: A dengue é considerada uma doença negligenciada e afeta cerca de 400 milhões de pessoas a cada ano nas regiões mais pobres do mundo. Estima-se que os números de casos estejam em constante crescimento em decorrência da descontrolada propagação do mosquito “Aedes aegypti”, principal vetor da doença. A dengue pode ser fatal ao evoluir para suas formas mais graves, culminando na depressão respiratória, insuficiência hepática e choque. O controle do vetor é fundamental para a diminuição do número de infecções e óbitos. Entretanto, políticas de prevenção e controle com foco no combate ao vetor e no desenvolvimento de ações educativas têm sido adotadas sem sucesso pleno que se objetivaria na queda do Levantamento de Índice Rápido do “Aedes Aegypti” (LIRAa) e do número de casos graves. O objetivo deste projeto é implementar um programa ativo para o combate à dengue, concretizado através de uma rede de mobilização social, incluindo as equipes de saúde e os atores locais. Para o êxito da rede, a produção de conhecimento sobre a doença no território é de fundamental importância. Evidências sugerem que o envelhecimento possa participar ativamente da má evolução da dengue. Desde as primeiras edições do manual de manejo clínico do paciente com dengue, o Ministério da saúde tem atribuído como fatores de risco para a mau prognóstico da doença, a presença de doenças crônico-degenerativas, como a hipertensão arterial sistêmica, o diabetes, doenças inflamatórias crônicas e condições como as dislipidemias. Além disso, os efeitos dos fármacos utilizados para prevenção e tratamento dessas doenças sobre a evolução da dengue não são totalmente elucidados. O conhecimento sobre a relação entre esses fatores e a evolução da dengue poderá direcionar as práticas da rede de mobilização social para o controle da doença e de novos casos graves. Essa estratégia assume que o conhecimento produzido localmente através da identificação de problemas direciona soluções para o território em questão.
Contato: thiago.avila@ufjf.edu.br

Título: Implementação de uma rede de Mobilização Social em dengue e identificação de fatores de risco adicionais à dengue grave em Governador Valadares-MG
Unidade: ICV
Coordenador: Thiago Vinicius Avila
Equipe: Alexandra Paiva Araujo Vieira
Resumo: A dengue é considerada uma doença negligenciada e afeta cerca de 400 milhões de pessoas a cada ano nas regiões mais pobres do mundo. A doença pode ser fatal ao evoluir para suas formas mais graves, culminando na depressão respiratória, insuficiência hepática e choque. Desde as primeiras edições do manual de manejo clínico do paciente com dengue, o Ministério da Saúde, brasileiro, tem atribuído como fatores de risco para a mau prognóstico da doença, a presença de DCD como a HAS e o diabetes e condições como a hipercolesterolemia, além das doenças inflamatórias crônicas. Diante disso, faz-se necessário a investigação da relação entre a presença de DCD e os efeitos dos fármacos utilizados para prevenção e tratamento dessas doenças e a evolução da dengue. Adicionalmente, estratégias inovadoras de combate e controle da dengue devem ser implementadas, como uma rede de mobilização social com benefícios para toda a sociedade.
Contato: thiago.avila@ufjf.edu.br

Título: Atuação estomatológica em pacientes HIV/AIDS em Governador Valadares, Minas Gerais, Brasil
Unidade: ICV
Coordenador: Sibele Nascimento de Aquino
Vice-coordenador: Rose Mara Ortega
Resumo: A AIDS (síndrome da imunodeficiência adquirida) é uma doença que afeta o sistema imunológico levando à destruição dos glóbulos brancos. A ausência dessas células de defesa faz com que o organismo fique propenso a infecções oportunistas. Além dessas infecções, os pacientes podem apresentar alguns sinais imunológicos, dermatológicos, orofaciais, sendo as manifestações orais importantes, estando fortemente associadas ao HIV. Tais manifestações têm sido consideradas marcadores clínicos relevantes para o diagnóstico e prognóstico de HIV/AIDS. Cerca de sessenta por cento de pessoas infectadas pelo HIV e oitenta por cento daquelas com AIDS, apresentam manifestações orais. A alta morbidade causada pela AIDS e sua associação com doenças bucais revelam a grande importância de pesquisas que correlacionem manifestações orais à AIDS. Esse projeto de extensão tem como objetivo atuar em um serviço de atendimento ao paciente HIV/AIDS, identificando e tratando as manifestações orais mais frequentes da doença no Centro de Referência Especial à Saúde (Crase), que atende pacientes da cidade de Governador Valadares e região. Objetiva também inserir a odontologia no serviço com intenção de avaliar condições de saúde bucal desses pacientes para realizar ações preventivas de autocuidado com a saúde bucal bem como encaminhamento aos atendimentos clínicos na Universidade, considerando que o serviço não possui atendimento odontológico. No momento de exame bucal com finalidade de avaliação da mucosa, serão avaliadas as condições dentárias e periodontais desses pacientes bem como presença de lesões em mucosa oral. Serão repassadas instruções de higiene bucal, de autoexame da mucosa e encaminhamento para tratamento nas clínicas de Odontologia da UFJF Campus GV em caso de necessidade de tratamento e para realização de biópsias e exame histopatológico. Serão realizadas atividades de capacitação à equipe do serviço quanto às manifestações bucais da doença e suas implicações. Essas ações ocorrerão em horários e dias que sejam viáveis ao atendimento de rotina dos pacientes. As ações decorrentes desse projeto levarão a um maior reconhecimento das doenças bucais em indivíduos com HIV/AIDS, para a equipe do serviço e para o paciente bem como ações preventivas relacionadas à saúde bucal desses pacientes.
Contato: sibele.aquino@ufjf.edu.br

Título: Doenças granulomatosas negligenciadas: manifestações orais e maxilofaciais no serviço público em Governador Valadares – MG
Unidade: ICV
Coordenador: Sibele Nascimento de Aquino
Vice-coordenador: Rose Mara Ortega
Resumo: Doenças como leishmaniose e hanseníase são infecções granulomatosas que afetam e matam ainda hoje um grande número de pessoas no Brasil e no mundo. Ambas são reconhecidas mundialmente como doenças negligenciadas. Doenças negligenciadas são doenças que não só prevalecem em condições de pobreza, mas também contribuem para a manutenção do quadro de desigualdade, já que representam forte entrave ao desenvolvimento dos países. Essa proposta tem como objetivo geral atuar em um centro de referência em doenças endêmicas negligenciadas no município de Governador Valadares com atenção à presença de manifestações craniofaciais da doença bem como aspectos em saúde bucal dos pacientes atendidos no serviço. Acadêmicos do curso de Odontologia serão capacitados para a realização de exames preventivos e diagnósticos da mucosa bucal. A capacitação será realizada através de aulas teórico/práticas com carga horária de 30h, visando o desenvolvimento e manutenção de ações preventivas e diagnósticas para as doenças bucais, contínuas e sistemáticas. Em seguida os alunos serão incluídos no serviço para início das atividades de pesquisa e extensão. Para essa proposta, será desenvolvido um estudo observacional sobre manifestações orais e maxilofaciais em indivíduos com doenças granulomatosas. Haverá duas formas de coleta de dados neste estudo: análise de prontuários de pacientes atendidos no período de janeiro de 2007 a dezembro de 2017 serão avaliados bem como avaliação dos pacientes em atendimento no serviço. Para esse grupo de pacientes serão realizadas ações de extensão, com realização de exame clínico minucioso da cavidade oral, com intuito de avaliar a presença de lesões em mucosa e na região craniofacial (diagnóstico clínico da lesão) e diagnóstico de necessidade de tratamento odontológico. O exame de mucosa oral será realizado com gaze e espátula estéril, trazendo pouco desconforto aos pacientes. Os pacientes serão avaliados à medida que comparecerem ao serviço para primeira consulta, acompanhamento e/ou tratamento, não tendo interferência na sequência de atendimento. Em caso de lesões ou necessidade de tratamento odontológico, este ocorrerá nas dependências das clínicas da Universidade em consonância com a equipe multidisciplinar do serviço.
Contato: sibele.aquino@ufjf.edu.br

Título: Estratégias de intervenção para o envelhecimento ativo na comunidade: Interface Atividade Física e Saúde Cardiometabólica
Unidade: ICV
Coordenador: Andreia Cristiane Carrenho Queiroz
Equipe: Diego Alves Dos Santos, Keveenrick Ferreira Costa
Resumo: O envelhecimento ativo é destacado pela Organização Mundial de Saúde como estratégia de garantia de qualidade de vida para o idoso. Sendo assim, esforços são necessários para que a população brasileira vivencie o processo de envelhecimento de forma ativa e inclusiva, mantendo suas atividades diárias e condições de saúde que lhe garantam qualidade de vida. O presente projeto visa dar apoio à um Programa de Extensão, estimulando e dando condições para a prática segura de atividade física, visando à melhora e manutenção da saúde. O programa de extensão é intitulado “Estratégias de intervenção para o envelhecimento ativo na comunidade: Ações em saúde do Núcleo de Estudos da Pessoa Idosa.” E pretende desenvolver ações educativas para a promoção do envelhecimento ativo e saudável para indivíduos adultos e idosos. Em relação às atividades especificas do presente projeto de extensão, ele oferecerá gratuitamente aos idosos participantes de eventos de saúde realizados na cidade de Governador Valadares-MG atividades pontuais de caráter educativo e prático, incluindo: informações sobre riscos e benefícios da prática de atividade física, informações sobre as doenças cardiovasculares e metabólicas, avaliação da saúde cardiometabólica (pressão arterial, glicemia, peso, % de gordura, altura), aulas práticas de atividade física com diferentes características (alongamentos, exercícios aeróbicos e de resistência, atividades rítmicas e recreativas), visando sempre à saúde. Estes eventos poderão ocorrer por demanda espontânea (solicitações de grupos de idosos) ou por demanda ativa (através da organização e execução de feiras de saúde). Esperase contribuir com a qualidade do atendimento à população, por meio da detecção de condições de risco para o envelhecimento inativo.
Contato: andreia.queiroz@ufjf.edu.br

Título: Estratégias de intervenção para o envelhecimento ativo na comunidade: Ações em saúde do Núcleo de Estudos da Pessoa Idosa
Unidade: ICV
Coordenador: Andreia Cristiane Carrenho Queiroz
Vice-coordenador: Andreia Peraro Do Nascimento, Camila Teixeira Vaz, Cláudia Lúcia De Moares Forjaz, Diego Alves Dos Santos, Gabriela Silveira Nunes Abreu, Ivanildes Vasconcelos Rodrigues, Keveenrick Ferreira Costa, Maria Cristina De Albuquerque Barbosa, Mauricio Malheiros Badaro, Nizia Araujo Vieira Almeida, Regina Gendzelevski Kelmann, Rodrigo Furtado De Carvalho, Sibele Nascimento De Aquino, Simone De Araujo Medina Mendonca, Ílha Gonçalves Fernandes
Equipe: Diego Alves Dos Santos, Keveenrick Ferreira Costa
Resumo: O envelhecimento da população brasileira tem gerado discussões sobre suas implicações sociais e em termos de saúde pública, tendo em vista o aumento do risco de doenças e mortalidade entre idosos. O envelhecimento ativo é destacado pela Organização Mundial de Saúde como estratégia de garantia de qualidade de vida para o idoso. Sendo assim, esforços são necessários para que a população brasileira vivencie o processo de envelhecimento de forma ativa e inclusiva, mantendo suas atividades diárias e condições de saúde que lhe garantam qualidade de vida. O programa de extensão do Núcleo de Estudos da Pessoa Idosa (NEPI), intitulado “Estratégias de intervenção para o envelhecimento ativo na comunidade: Ações em saúde do Núcleo de Estudos da Pessoa Idosa.”, pretende desenvolver ações educativas para a promoção do envelhecimento ativo e saudável para indivíduos adultos e idosos de Governador Valadares, Minas Gerais. Para tanto, a população adulta e idosa do município será convidada a participar de atividades educativas em eventos no formato de feiras de saúde sobre o tema, com enfoque interdisciplinar de áreas da Nutrição, Educação Física, Odontologia, Fisioterapia e Farmácia. Espera-se, a partir do desenvolvimento deste programa, contribuir com a qualidade do atendimento à população pelos serviços de saúde, por meio da construção de instrumento de triagem e detecção de condições de risco para o envelhecimento inativo e a formação de profissionais com perfil e interesse para atuação na saúde pública.
Contato: andreia.queiroz@ufjf.edu.br

Título: Boa vizinhança em Governador Valadares: Intervenções educativas para saúde física e mental dos atingidos.
Unidade: ICV
Coordenador: Andreia Cristiane Carrenho Queiroz
Vice-coordenador: Pedro Henrique Berbert De Carvalho
Equipe:Alex Sandro Seccato, Diego Alves Dos Santos, Erasmo Montes Assis De Bem, Keveenrick Ferreira Costa, Maurício Almeida, Priscila Figueiredo Campos, Ílha Gonçalves Fernandes
Resumo: O processo de envelhecimento no ser humano possui características multifatoriais. É um problema complexo que abrange fatores biológicos, psicológicos, econômicos e sociais. Este processo gera efeitos que podem evoluir para a irreversibilidade, em uma sequência que se inicia com a perda de capacidade funcional e da qualidade de vida, causando dependência nas atividades de vida diária. O desastre de Mariana, ocorrido em novembro de 2015, afetou imensamente o município de Governador Valadares. Neste sentido, a população local foi submetida a uma série de desafios físicos, psicológicos e de mobilidades, o que pode ter afetado a saúde física e mental desses moradores. A prática regular de atividade física e as terapias comportamentais têm se mostrado bastante benéficas para a melhora da qualidade de vida. O objetivo deste projeto de extensão será estimular e dar condições para a prática segura de atividade física e oferecer atividades educativas com orientações em relação à adoção de um estilo de vida ativo, visando à melhora da qualidade de vida da comunidade atingida pelo desastre de Mariana. Este projeto se encaixa na Grande área da Saúde, atendendo a demanda de saúde mental e apoio psicológico aos atingidos, além disso, é uma interface do Núcleo de Estudos da Pessoa Idosa (NEPI) da UFJF-GV. O presente projeto de extensão oferecerá atividades gratuitamente aos idosos de grupos sociais afetados pelo desastre durante eventos de saúde e ações de extensão realizados na cidade de Governador Valadares. Estes eventos poderão ocorrer por demanda espontânea (solicitações de grupos de idosos) ou por demanda ativa (através da organização e execução de feiras de saúde). Serão aplicados dois questionários para conhecer melhor a população afetada pelo desastre de Mariana e, desta forma, oferecer orientações e atividades mais adequadas: Escala do Índice de Satisfação com a Vida para a Terceira Idade (LSITA); e 12-Item Short Form Health Survey (SF-12) para avaliação da qualidade de vida. Todas as atividades desenvolvidas terão caráter educativo e prático, incluindo: informações sobre riscos e benefícios da prática de atividade física, informações sobre as doenças, informações sobre a importância da adoção de um estilo de vida ativo e aulas com diferentes características (alongamentos, exercícios aeróbicos e de resistência, atividades rítmicas e recreativas, palestras educativas em relação à qualidade de vida), visando à melhora da qualidade de vida.
Contato: andreia.queiroz@ufjf.edu.br

Título: Estratégias de intervenção para o envelhecimento ativo na comunidade: ações educativas do Núcleo de Estudos da Pessoa Idosa para utilização de plantas medicinais e fitoterápicos
Unidade: ICV
Coordenador: Regina Gendzelevski Kelmann
Vice-coordenador: Andreia Peraro Do Nascimento
Equipe: Ivanildes Vasconcelos Rodrigues, Simone De Araujo Medina Mendonca
Resumo: O consumo de plantas medicinais tem base na tradição familiar e tornou-se prática generalizada na medicina popular. Pelo baixo custo e o conceito equivocado de que sua utilização é inócua, é comum ouvir relatos da utilização de chás e plantas com a finalidade terapêutica ou profilática não causa agravos de saúde. Portanto, muitos usuários acabam por não relatar ao médico ou outro prescritor a utilização dessas preparações que apesar de benéficas em certos casos, devem ser utilizadas com cautela, respeitando seus riscos toxicológicos. a utilização de plantas medicinais é alternativa para o tratamento e prevenção das mais diversas patologias. A identificação errônea das espécies vegetais, forma de preparo incorreta e o uso indiscriminado podem ser perigosos, levando a superdosagem, ineficácia terapêutica e efeitos indesejáveis, o que pode acarretar sérios danos ao usuário com o comprometimento da recuperação de sua saúde. Assim, o desenvolvimento de ações voltadas a educação em saúde ao idoso com enfoque em fitoterapia são de extrema importância, uma vez que a população idosa apresenta alterações fisiológicas inerentes ao envelhecimento que podem interferir na absorção, metabolização e excreção dos fármacos, associada a utilização de grande número de medicamentos e a utilização de plantas medicinais, muitas vezes, sem o acompanhamento de um profissional de saúde. Nesse contexto, o objetivo deste projeto de extensão é realizar ações educativas em saúde voltadas para a Fitoterapia, como estratégia para a promoção do uso racional e correto de plantas medicinais na população idosa do município de Governador Valadares, Minas Gerais. Inicialmente será realizado um levantamento de informações sobre utilização de plantas medicinais a partir de rodas de conversa, e posteriormente serão propostas atividades educativas na forma de oficinas e serão elaborados folders e folhetos informativos a respeito das plantas medicinais levantadas. A realização deste projeto está pautada na troca de conhecimentos: do conhecimento tradicional da população para os profissionais de saúde, discentes e docentes e o embasamento científico trazido da academia. Infelizmente, as informações técnicas e científicas geradas dentro das universidades nem sempre chegam à população. Por isso, cabe aos pesquisadores divulgarem as indicações terapêuticas, toxicidade, contraindicações e possíveis interações entre plantas e medicamentos e orientar à população quanto ao uso correto das plantas medicinais/fitoterápicos, evitando seu uso indiscriminado. Isso é muito mais relevante ao idoso, geralmente polimedicado.
Contato: regina.kelmann@ufjf.edu.br

Título: Impactos do rompimento da Barragem de Fundão para o cultivo de plantas medicinais no município de Governador Valadares: cuidados com solo, água e promoção do uso racional
Unidade: ICV
Coordenador: Regina Gendzelevski Kelmann
Resumo: Desde os primórdios da civilização é descrito o uso de plantas para fins medicinais. Atualmente, muitos fatores têm contribuído para o aumento da utilização deste recurso, entre eles, o alto custo dos medicamentos industrializados, o difícil acesso da população à assistência médica, bem como a tendência, nos dias atuais, ao uso de produtos de origem natural A utilização inadequada de plantas medicinais pode trazer alguns efeitos tóxicos, reações alérgicas ou mesmo o aparecimento de algumas doenças. Um estudo sobre a utilização de plantas medicinais pela população de Governador Valadares e destacou que os dados encontrados demonstraram que a as mesmas são cultivadas pelos próprios usuários e, provavelmente são utilizadas ainda frescas. A cidade de Governador Valadares foi muito impactada pelo rompimento de Barragem de Fundão em 2015, e é a maior cidade atingida ao longo do curso do Rio Doce. Diante dos impactos sobre a água e o solo de Governador Valadares, e considerando o perfil de cultivo e utilização de plantas medicinais da população, é importante levar à essa população os cuidados necessários para que sejam produzidas plantas com qualidade própria para o consumo, somado a isso, é de fundamental importância orientar a população para o correto uso das plantas para fins terapêuticos. Nesse contexto, o presente projeto pretende levar a população do município de Governador Valadares, atingida diretamente pela onda de rejeitos de mineração proveniente do rompimento da Barragem de Fundão, conhecimento para cultivo e utilização racional e seguro de plantas medicinais. Inicialmente será realizado um mapeamento para identificar usuários e plantas medicinais e a forma de obtenção dessas plantas, posteriormente serão realizadas atividades visando a educação para usuários quanto a manejo, consumo e forma de utilização das plantas medicinais. Destaca-se que serão realizadas rodas de difusão de conhecimento, espaço para integração entre o conhecimento popular e científico. A realização desse projeto pretende alcançar a mobilização de 10 territórios do Programa de Saúde da Família distribuídos no município de Governador Valadares com enfoque inicial em fitoterapia e plantas medicinais e promover o conhecimento da população com relação a utilização correta de plantas medicinais.
Contato: regina.kelmann@ufjf.edu.br

Título: Difusão de conhecimento sobre plantas medicinais entre o curso de Farmácia da UFJF-GV e atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão/Mariana no distrito de Baguari, zona rural de Governador Valadares-MG
Unidade: ICV
Coordenador: Andreia Peraro Do Nascimento
Resumo: Após três anos do rompimento da barragem de Fundão/Mariana, os impactos ainda podem ser sentidos por diversas populações que dependem do Rio Doce para viver. O objetivo geral deste trabalho será promover interação entre o saber científico e popular sobre o cultivo e utilização de plantas medicinais no distrito de Baguari (Governador Valadares, MG. A população atingida ainda tem dúvidas sobre o consumo da água do Rio Doce, bem como alimentos, que dependam direta ou indiretamente da irrigação da água do Rio Doce. O uso de plantas medicinais é bem frequente por moradores ribeirinhos da região do Rio Doce. A troca de saberes sobre uso de plantas medicinais pelos estudantes do curso de Farmácia da UFJF-GV e os moradores do distrito de Baguari levará o conhecimento farmacêutico técnico para a comunidade e trará para os estudantes, informações sobre usos tradicionais de plantas medicinais.
Contato: andreia.peraro@ufjf.edu.br

Título: Acompanhamento Fisioterapêutico de Lactentes e Crianças em uma Instituição de Abrigo Infantil de Governador Valadares-MG
Unidade: ICV
Coordenador: Alessa Sin Singer Brugiolo
Vice-coordenador: Érica Cesário Defilipo
Equipe: Caroline Miranda Maltaro
Resumo: O ambiente frequentemente encontrado nas instituições de abrigo infantil pode ser um fator de risco para alterações no desenvolvimento neuropsicosensoriomotor, para o vínculo afetivo e para o surgimento de alterações respiratórias. Desta forma, o objetivo deste projeto é acompanhar e realizar atendimento fisioterapêutico em lactentes e crianças abrigadas na Fundação Casa da Menina Santa Bernadete, situada no município de Governador Valadares, Minas Gerais. Todos os lactentes e crianças institucionalizados com idade de 0 a 6 anos serão avaliados com relação ao desenvolvimento neuropsicosensoriomotor e à função ventilatória, não havendo critérios de exclusão. Caso sejam identificadas alterações, o lactente ou a criança receberá tratamento fisioterapêutico individualizado, com frequência de duas vezes por semana. Os demais lactentes serão acompanhados quinzenalmente para estimulação do desenvolvimento e observação de possíveis alterações ventilatórias. Os procedimentos serão realizados na própria instituição pelos bolsistas, sob supervisão dos docentes responsáveis. Os discentes irão ainda interagir e partilhar conhecimentos com as cuidadoras da instituição sobre o processo de desenvolvimento infantil e a prevenção de problemas respiratórios. Acredita-se que este projeto resultará em ganhos para a formação acadêmica e humana do discente, para a população assistida e para toda a comunidade científica.
Contato: alessa.brugiolo@ufjf.edu.br

Título: Implementação de serviço estruturado de oxigenioterapia e caracterização dos usuários de oxigenoterapia domiciliar prolongada no município de Governador Valadares, Minas Gerais
Unidade: ICV
Coordenador: Cristino Carneiro Oliveira
Vice-coordenador: Laura Alves Cabral
Equipe: Alessa Sin Singer Brugiolo, Vanessa Cardoso Silva
Resumo: As doenças cardíacas e respiratórias crônicas possuem alta prevalência no Brasil e no mundo e são a primeria e terceira causa de morte dentre as doenças crônicas não-transmissíveis, respectivamente. Pacientes com doenças cardiorrespiratórias crônicas, principalmente aqueles em uso de oxigenoterapia domiciliar prolongada (ODP), precisam de diretrizes eficazes para atendimento e normatização de condutas multiprofissionais que permitam o controle rigoroso da dispensação de ODP. Contudo, as Secretarias Municipais de Saúde (SMS) nem sempre garantem acesso a essa terapêutica com a adoção de protocolo eficaz para sua indicação e distribuição. Objetivos: Este projeto propõe atuar na implementação de um programa de normatização de condutas multiprofissionais que permitam a racionalização e o controle rigoroso da dispensação de ODP pela Secretaria Municipal de Saúde de Governador Valadares, e analisar as características de saúde dos usuários de ODP cadastrados no Centro de Apoio ao Deficiente Físico Dr. Octavio Soares (CADEF) em Governador Valadares. Metodologia: Os extensionitas utilizarão estratégias de revisão dos prontuários dos indivíduos que estejam submetidos ao uso de oxigênio, realizarão consultas e avaliações dos usuários vigentes, análise dos novos encaminhamentos para uso de ODP, monitorização da ODP e capacitação dos profissionais envolvidos no processo de distribuição de ODP pela SMS. O público alvo deste projeto serão os usuários de ODP da SMS e os profissionais do CADEF em Governador Valadares- MG, envolvidos no processo de dispensação de oxigênio para uso domiciliar. Este projeto será realizado semanalmente no CADEF com duração de 4 horas. O horário de atendimento será divulgado semestralmente na secretaria do CADEF localizado na R. São João, 340 – Esplanada, Gov. Valadares – MG. Em relação à caracterização dos usuários de ODP, será realizada análise documental de prontuários e entrevista com esses usuários cadastrados no CADEF durante o período de 1o de abril de 2018 a 31 de março de 2019 com registro dos dados em uma ficha padronizada. Serão também aplicados a Escala de Barthel (avaliação de atividades de vida diária) e o questionário EuroQoL-5 Dimensões (qualidade de vida). O presente estudo terá início após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Juiz de Fora-MG.
Contato: cristino.oliveira@ufjf.edu.br

Título: Prevenção de doenças cardiovasculares, identificação de fatores de risco e relação com capacidade funcional de crianças em idade escolar em instituição de ensino pública na cidade de Governador Valadares
Unidade: ICV
Coordenador: Laura Alves Cabral
Vice-coordenador: Vanessa Cardoso Silva
Equipe: Cristino Carneiro Oliveira
Resumo: As doenças cardiovasculares constituem a principal causa de morte no Brasil e no mundo.
Evidências recentes sugerem que o processo aterosclerótico começa ainda na infância e é agravado na presença de fatores de risco, como tabagismo, obesidade, dislipidemias e sedentarismo. Desse modo, podem ser influenciados pelos hábitos de vida, ou seja, mudanças na rotina alimentar e a prática de atividade física são capazes de alterar esses fatores de risco para doenças cardiovasculares e interferir na capacidade funcional das crianças. Neste contexto, a identificação de fatores de risco para doenças cardiovasculares e a orientação e a educação sobre tais fatores contribuirá para ações de prevenção cujos resultados podem ser efetivos em relação à redução da ocorrência de doenças cardiovasculares nessa fase da vida, assim como na adulta. Objetivos: Promover ações de educação em saúde para prevenção de doenças cardiovasculares em crianças escolares em Governador Valadares, Minas Gerais; identificar e analisar os fatores de risco para doenças cardiovasculares nessas crianças; descrever a incidência de obesidade, hipertensão arterial e sedentarismo nessa população; e verificar se há associação entre obesidade, hipertensão arterial, sedentarismo e a capacidade funcional. Metodologia: As atividades de extensão serão fundamentadas Educação em Saúde e com foco na promoção da saúde e prevenção de doenças cardiovasculares com crianças, de ambos os sexos e em idade escolar – 6 a 12 anos de idade, pais e funcionários de instituição de ensino da rede pública na cidade de Governador Valadares, Minas Gerais. Em relação à interface pesquisa, um estudo de delineamento transversal será realizado com essas crianças e realizada identificação de fatores de risco para doenças cardiovasculares (medidas antropométricas, fisiológicas e hábitos de vida), incidência de doenças cardiovasculares (obesidade e hipertensão arterial) e a capacidade funcional avaliada por meio do Teste de Caminhada de Seis Minutos.
Contato: laura.cabral@ufjf.edu.br

Título: A assistência farmacêutica no Distrito Sanitário Especial de Saúde Indígena (DSEI) ? Regional Minas Gerais e Espírito Santo: potencialidades e fragilidades
Unidade: ICV
Coordenador: Patricia Aparecida Baumgratz De Paula
Vice-coordenador: Simone De Araujo Medina Mendonça
Equipe: Karen Luise Lang, Suzana Maria Byrro Costa
Resumo: Essa proposta de caráter extensionista busca conhecer os elementos constitutivos da saúde dos povos indígenas dos vales do Mucuri e Rio Doce, os profissionais de saúde que atuam nessa área e a Assistência Farmacêutica (AF), prestada pelo Distrito Sanitário Especial de Saúde Indígena (DSEI) – Regional Minas Gerais (MG) e Espírito Santo – sediado em Governador Valadares/MG. Para tanto, pretende-se levantar as demandas da AF desse distrito, e oferecer capacitações aos farmacêuticos da saúde indígena, por meio de oficinas e cursos.
Contato: patricia.paula@ufjf.edu.br

Título: Pilates de solo aplicado à terceira idade
Unidade: ICV
Coordenador: Alexandre Wesley Carvalho Barbosa
Resumo: A atividade física na terceira idade é um fator essencial para a manutenção da funcionalidade nas atividades cotidianas. Adicionalmente, o exercício físico orientado protege o idoso contra estados disfuncionais de dependência física pós-episódios de queda, podendo resultar em isolamento social e depressão. Apesar dos comprovados benefícios do exercício à saúde do idoso, ainda há resistência para a aderência a um programa de condicionamento físico orientado. Neste sentido, o método Pilates oferece alternativa interessante no manejo de idosos, pois oferece um sistema integrado de controle do movimento, com foco em exercícios amplos e de grandes grupos musculares. Associa-se o benefício da respiração controlada, com geração de melhor ativação muscular. O presente projeto se propõe a intervir com exercícios em grupo baseados no método Pilates, de forma orientada e devidamente controlada, visando aumentar o nível de aderência ao exercício e a prevenção de estados funcionais deficitários no grupo em questão.
Contato: alexandre.barbosa@ufjf.edu.br

Título: Adequação bucal do paciente diagnosticado com neoplasia maligna de cabeça e pescoço, visando a reabilitação bucal, em um centro de referência de Governador Valadares – MG
Unidade: ICV
Coordenador: Rose Mara Ortega
Vice-coordenador: Sibele Nascimento De Aquino
Equipe: Ana Emilia Farias Pontes, Bernardo Cesar Costa, Carlos Eduardo Pinto De Alcantara, Eliseu Aldrighi Munchow, Fernanda De Oliveira Bello Correa, Francielle Silvestre Verner, Mauricio Augusto Aquino De Castro, Mônica Regina Pereira Senra Soares, Valdir Cabral Andrade
Resumo: Mucosite, hipossalivação, cárie de radiação e osteorradionecrose são algumas das muitas complicações bucais resultantes da radioterapia e quimioterapia para tratamento de neoplasias malignas da região de cabeça e pescoço. A prevenção destas complicações é muito simples e limitada a uma excelente avaliação e resolução das necessidades odontológicas do paciente, aliada a orientações de higienização bucal, hidratação bucal, alimentação e prevenção de infecções fúngicas e bacterianas. Em um passado recente, esta abordagem significava a extração de todos os elementos dentários, objetivando a eliminação de focos de infeção. Atualmente, com a melhora das terapias antineoplásicas e o aumento na sobrevida dos pacientes diagnosticados com neoplasias malignas de cabeça e pescoço, a abordagem tem como objetivo não só a prevenção das complicações, mas também a reabilitação bucal futura, visando uma melhora na qualidade de vida destes pacientes. Desta forma, objetivo deste projeto é a adequação bucal dos pacientes diagnosticados com neoplasias malignas de cabeça e pescoço buscando não só a prevenção das complicações resultantes da terapia antineoplásica, mas também a reabilitação bucal futura para estes pacientes. Participarão do projeto pacientes diagnosticados com neoplasias malignas de cabeça e pescoço e encaminhados para radioterapia e/ou quimioterapia, no setor de oncologia do Hospital Bom Samaritano no município de Governador Valadares – MG.
Contato: roseortega2@hotmail.com

Título: Apoio à implantação da “Estratégia amamenta e alimenta Brasil” na atenção básica do município de Governador Valadares – MG.
Unidade: ICV
Coordenador: Pollyanna Costa Cardoso Pires
Vice-coordenador: Nizia Araujo Vieira Almeida
Equipe: Angelica Heringer Rodrigues
Resumo: A Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil (EAAB) é uma iniciativa do Ministério da Saúde para promover o aleitamento materno e a alimentação complementar saudável de crianças menores de dois anos de idade, no Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo deste projeto é apoiar a implementação da EAAB na rede de atenção básica do município de Governador Valadares-MG. A meta é apoiar a equipe de saúde na elaboração, no desenvolvimento e na execução de um plano de ação para fortalecimento das ações de promoção, de proteção e de apoio ao aleitamento materno e à alimentação complementar saudável, juntamente aos recentes tutores da EAAB do município – profissionais de saúde da atenção primária. O acompanhamento do processo e monitoramento de implementação da EAAB nas Unidades de Saúde será realizada conforme descrição no Manual de Implementação da EAAB do governo federal. Serão convidadas para participar deste projeto as equipes de saúde dos 11 NASF e das 61 ESF de Governador Valadares. A implementação da EAAB depende de ações intersetoriais, incluindo governo, Universidade, serviço, comunidade, numa perspectiva de abordagem integrada e humanizada ao grupo materno-infantil na atenção básica para o fortalecimento das ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e alimentação complementar saudável. Espera-se impacto positivo nos indicadores de saúde e nutrição de crianças menores de dois anos de idade do município de Governador Valadares-MG e a certificação futura das Unidades de Saúde pela EAAB.
Contato: pollyanna.cardoso@ufjf.edu.br

Título: Capacitação em boas práticas de fabricação para serviços de alimentação: desenvolvimento e avaliação
Unidade: ICV
Coordenador: Angelica Cotta Lobo Leite Carneiro
Vice-coordenador: Leandro De Morais Cardoso
Resumo: Uma tendência no segmento de alimentos é a aquisição de refeições produzidas fora do ambiente doméstico, para consumo intra ou extradomiciliar. A qualidade destas refeições está diretamente relacionada à capacitação e atualização do responsável pela manipulação e dos manipuladores de alimentos. Apesar do elevado número de estabelecimentos comerciais, Governador Valadares não dispõe de um curso presencial, gratuito e periódico para a formação e atualização destes profissionais. Neste contexto, este projeto objetiva promover a capacitação de responsáveis técnicos e manipuladores de alimentos, em boas práticas de alimentos, conforme estabelece a RDC216/2004 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Serão realizadas duas capacitações, sendo uma básica (carga horária: 8 horas) destinada aos manipuladores de alimentos e uma ampliada (carga horária: 20 horas) destinada aos responsáveis pela manipulação de alimentos de serviços de alimentação comerciais de Governador Valadares. Os temas das capacitações contemplarão o determinado na RDC 216/2004. Para as capacitações, será elaborado material educativo (cartilha e álbum de figurinhas) e utilizados diferentes recursos didáticos. A divulgação das capacitações ocorrerá por meio de chamadas em órgãos de comunicação falada e escrita do município. Os participantes serão avaliados quanto ao conteúdo abordado das atividades e avaliarão o projeto, ao final de sua execução. Os estudantes e docentes realizarão uma autoavaliação e realizaram uma avaliação entre grupos. Espera que este projeto contribua para a qualificação dos trabalhadores dos serviços de alimentação comerciais, bem como, para a garantia da Segurança Alimentar e Nutricional e, consequentemente, pela promoção do Direito Humano à Alimentação Adequada. Espera-se contribuir também para os estudantes envolvidos desenvolvam habilidades e competências essenciais para sua formação profissional e como cidadão.
Contato: angelica.cotta@ufjf.edu.br

Título: Avaliação do perfil nutricional, consumo e conhecimento sobre alimentos funcionais de idosos do município de Governador Valadares
Unidade: ICV
Coordenador: Maria Cristina De Albuquerque Barbosa
Vice-coordenador: Clarice Lima Alvares Da Silva
Resumo: A alimentação e a nutrição são consideradas fatores ambientais modificáveis do estilo de vida com potencial de interferência na modulação metabólica do processo de envelhecimento, o que é de grande relevância para a prevenção e o tratamento das DCNT. Alimentos funcionais são capazes de proporcionar efeitos fisiológicos benéficos, prevenindo ou retardando as DCNT, além de suas propriedades nutricionais. Os compostos bioativos presentes nos alimentos funcionais podem prevenir essas doenças ou melhorar seus sintomas, agindo por meio de mecanismos antioxidantes, estabilização da função mitocondrial, quelação de metais prooxidantes, inibição de apoptose de células vitais e indução de apoptose de células cancerígenas. Neste contexto, o consumo de alimentos funcionais tem se tornado uma condição importante para a manutenção e melhoria da saúde da população idosa. Algumas pesquisas nesta área vêm estabelecendo uma relação inversa de redução da mortalidade por doenças cardiovasculares e câncer com aumento no consumo de alimentos funcionais.Desta forma, considerando o efeito benéfico do consumo regular de alimentos funcionais na prevenção de doenças, este estudo tem como objetivo avaliar o perfil nutricional, o consumo e o conhecimento sobre alimentos funcionais de idosos que estarão em atendimento nutricional na Clínica Escola da UFJF, campus Governador Valadares, MG.
Contato: cristina.albuquerque@ufjf.edu.br

Título: Viver Bem e Mais: Idosos em Movimento
Unidade: ICV
Coordenador: Meirele Rodrigues Gonçalves
Vice-coordenador: Luis Fernando Deresz
Equipe: Ludimila Forechi, Silvana Lopes Nogueira Lahr, Vanessa Cardoso Silva, Washington Pires
Contato: meireler@yahoo.com.br

Título: Estratégias de intervenção para o envelhecimento ativo na comunidade – ações educativas em nutrição do Núcleo de Estudos da Pessoa Idosa
Unidade: ICV
Coordenador: Clarice Lima Alvares Da Silva
Vice-coordenador: Nizia Araujo Vieira Almeida
Equipe: Maria Cristina De Albuquerque Barbosa
Resumo: O aumento da população idosa no Brasil e no mundo gera implicações sociais e em termos de saúde pública, sendo considerado atualmente o mais importante desafio para a sociedade. Alterações decorrentes do envelhecimento também são capazes de influenciar a alimentação e, consequentemente, o estado nutricional, de forma que indivíduos idosos se tornam mais vulneráveis à ocorrência de desvios nutricionais e, consequentemente, à ocorrência de outras doenças. Diante do exposto, o monitoramento do estado nutricional do idoso, bem como o desenvolvimento de ações educativas e de intervenção para uma alimentação adequada e saudável na população idosa pode prevenir a ocorrência de doenças e agravos nesse grupo. O objetivo desse projeto é realizar ações educativas em nutrição destinadas a grupos como estratégia de prevenção e controle do sobrepeso e obesidade na população adulta e idosa do município de Governador Valadares, Minas Gerais. Para tanto, a população adulta e idosa do município será convidada a participar de atividades educativas em eventos no formato de feiras de saúde sobre o tema. Com esse projeto espera-se proporcionar à população que envelhece um maior conhecimento sobre alimentação saudável e adequada, a fim de que possa realizar suas escolhas alimentares de forma consciente e autônoma que reflitam no controle e manutenção de peso corporal saudável, além da redução de fatores de risco para ocorrência de doenças crônicas e seus agravos. Também espera-se contribuir para a formação de profissionais mais sensibilizados para o cuidado em saúde do idoso, desenvolvendo habilidades e competências para avaliação e intervenção nutricional específicas para este grupo populacional, construindo o conhecimento a partir da prática e do contato com a comunidade e divulgando-o no meio científico.
Contato: clarice.silva@ufjf.edu.br

Título: Atenção preventiva e educativa em saúde do idoso: ações interdisciplinares para o envelhecimento ativo
Unidade: ICV
Coordenador: Clarice Lima Alvares Da Silva
Vice-coordenador: Andreia Cristiane Carrenho Queiroz
Equipe: Regina Gendzelevski Kelmann, Rodrigo Furtado De Carvalho
Resumo: O envelhecimento da população brasileira tem gerado discussões sobre suas implicações sociais e em termos de saúde pública, tendo em vista o aumento do risco de doenças e mortalidade entre idosos. O envelhecimento ativo é destacado pela Organização Mundial de Saúde como estratégia de garantia de qualidade de vida para o idoso. Sendo assim, esforços são necessários para que a população brasileira vivencie o processo de envelhecimento de forma ativa e inclusiva, mantendo suas atividades diárias e condições de saúde que lhe garantam qualidade de vida. O presente projeto, intitulado “Atenção preventiva e educativa em saúde do idoso – ações interdisciplinares para o envelhecimento ativo”, do Núcleo de Estudos da Pessoa Idosa (NEPI), pretende desenvolver ações educativas para a promoção do envelhecimento ativo e saudável para indivíduos adultos e idosos cadastrados na ESF de Governador Valadares, Minas Gerais. Para tanto, atividades individuais e coletivas serão realizadas com a população adulta (40 a 59 anos) e idosa (60 anos ou mais) cadastrada em dez unidades da ESF, com enfoque interdisciplinar de áreas da Nutrição, Educação Física, Odontologia e Farmácia. Essas ações serão realizadas em conjunto com um estudo que pretende elucidar perguntas relativas às condições de vida e saúde que influenciam o envelhecimento ativo, caracterizando, desta forma, o envelhecimento ativo da população idosa de Governador Valadares. Ações de capacitação para equipes de profissionais da Atenção Básica também serão realizadas com intuito de permitir a perpetuação do cuidado em saúde para o envelhecimento saudável. Assim, espera-se contribuir com a qualidade do atendimento à população pelos serviços de saúde, por meio da construção de instrumento de
triagem e detecção de condições de risco para o envelhecimento inativo e a formação de profissionais com perfil e interesse para atuação na saúde pública.
Contato: clarice.silva@ufjf.edu.br

Título: NEPI ATENDE: Atendimento Ambulatorial em Nutrição para adultos e Idosos
Unidade: ICV
Coordenador: Clarice Lima Alvares da Silva
Equipe: Maria Cristina De Albuquerque Barbosa
Resumo: A ocorrência de desvios nutricionais entre idosos é uma realidade a ser enfrentada, tendo em vista que ambos, desnutrição e sobrepeso, tem se sobressaído à eutrofia nesse grupo populacional. Sendo assim, se por um lado existe a necessidade de construção de espaços coletivos como ferramenta de intervenção nutricional para a adequação e controle de peso corporal saudável, sabe-se que por diversas vezes surgirão indivíduos com situações mais graves de risco, os quais demandarão por atendimento individualizado e especializado para um controle nutricional eficaz. O presente projeto pretende, a partir da realização de acompanhamento individualizado em nível ambulatorial, atender uma demanda que vem sendo gerada ao longo dos 6 anos de atividades do NEPI. Seu objetivo é realizar atendimento ambulatorial individual em nutrição destinado a indivíduos adultos e idosos com desvios nutricionais, como estratégia de prevenção e controle do sobrepeso e obesidade no município de Governador Valadares, Minas Gerais. Os atendimentos nutricionais serão realizados, incialmente, para aproximadamente 100 indivíduos adultos e idosos que, a partir de sua participação em outros projetos vinculados ao NEPI sejam diagnosticados com risco nutricional (alterações alimentares importantes, sobrepeso, obesidade, baixo peso, entre outros). Os atendimentos serão pautados no (1) diagnóstico nutricional detalhado; (2) estabelecimento de objetivos e metas do tratamento; (3) prescrição e planejamento dietético/dietoterápico; (4) acompanhamento mensal; (5) alta com encaminhamento para participação nas atividades coletivas. Espera-se então proporcionar à população que envelhece um atendimento individualizado e humanizado, pautado na recuperação ou promoção da autonomia alimentar, trabalhando-se para que, ao longo do processo de atendimento e acompanhamento nutricional o paciente seja empoderado para a realização de escolhas alimentares conscientes e saudáveis que reflitam no controle e manutenção de peso corporal, além da redução de fatores de risco para ocorrência de doenças crônicas e seus agravos.
Contato: clarice.silva@ufjf.edu.br

Título: Atendimento nutricional a pacientes obesos com elevado risco cardiovascular em ambulatório multiprofissional de atenção secundária à saúde de Governador Valadares – MG
Unidade: ICV
Coordenador: Gisele Queiroz Carvalho
Equipe: Marcela Tanus Gontijo
Resumo:  A transição nutricional, evidenciada em vários países do mundo, foi responsável pela alteração no perfil nutricional e de morbimortalidade da população, com redução da prevalência de desnutrição e aumento da prevalência de sobrepeso/obesidade e de morbimortalidade por doenças cardiovasculares. O objetivo do presente projeto de extensão será realizar atendimento nutricional ambulatorial, junto a uma equipe multiprofissional, a pacientes obesos com risco elevado de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, usuários das Estratégias de Saúde da Família (ESF) da cidade de Governador Valadares-MG. A população atendida será composta por indivíduos de qualquer faixa etária, preferencialmente adultos, encaminhados pelos nutricionistas dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASFs) de Governador Valadares-MG, e que necessitem de acompanhamento na atenção secundária à saúde do município. Previamente ao início dos atendimentos, os alunos extensionistas serão treinados e participarão da produção dos materiais utilizados no atendimento e nas ações educativas. Os atendimentos ocorrerão na Policlínica Municipal, junto ao Ambulatório Integrado de Nutrição e Nutrologia (AINN), coordenado por uma médica nutróloga e com participação de uma psicóloga e duas nutricionistas, sendo esses profissionais contratados pelo município. Os alunos extensionistas serão responsáveis pelo acolhimento e avaliação antropométrica de todos os pacientes do AINN, antes do início das consultas com os demais profissionais, sempre sob a supervisão do professor coordenador do projeto. Após atendidos pela médica nutróloga, os pacientes que necessitarem de acompanhamento nutricional serão avaliados quanto ao consumo alimentar, avaliação bioquímica e clínica, e acompanhados sistematicamente, de acordo com a necessidade e os protocolos recomendados para cada faixa etária e a presença de enfermidades. A qualidade do atendimento e os indicadores de acompanhamento das consultas agendadas serão avaliados sistematicamente. Espera-se que esse projeto contribua na promoção da saúde da população, bem como na formação dos alunos extensionistas, aproximando-os da prática profissional e tornando-os mais críticos, humanistas e sensíveis às demandas locais.
Contato: gisele_qc@yahoo.com.br

Título: Atendimento Odontológico ao Paciente com Necessidades Especiais
Unidade: ICV
Coordenador: Cleverton Correa Rabelo
Vice-coordenador: Fernanda De Oliveira Bello Correa
Equipe: Ana Emilia Farias Pontes, Sibele Nascimento De Aquino, Thiago Vinicius Avila, Viviany Pimenta Godinho Lessa
Resumo: A inclusão social de indivíduos com deficiência em nossa sociedade tem passos débeis. Pessoas com deficiência podem apresentar alterações físicas, intelectuais, sociais ou multiplicidade destas alterações podendo levar a restrições de mobilidade, aprendizagem, sociabilidade e saúde. O grau de dependência destes indivíduos assim como sua estrutura familiar podem determinar seu segregamento em instituições de abrigo. O projeto de extensão AOPNE (Atendimento Odontológico a Pessoa com Necessidade Especial) atua na promoção de saúde bucal na Associação Santa Luzia (Governador Valadares/MG, Brasil) trabalhando interdisciplinarmente com a equipe de enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia, farmácia e medicina. Procuramos conhecer esse Território através de um levantamento epidemiológico das condições bucais e consulta aos prontuários médicos dos internos, assim como classificação de suas múltiplas necessidades pela equipe de enfermagem. Desta forma, envolvendo a expansão de conceitos inclusivos nos alunos e enriquecendo o planejamento das ações terapêuticas. Objetivos: Conscientizar e educar internos e cuidadores com relação a prevenção de problemas bucais; desenvolver pesquisas epidemiológicas e de desenvolvimento de técnicas relacionadas a promoção de saúde bucal e também contribuir na promoção da inclusão social como responsabilidade profissional na formação dos alunos da Universidade Federal de Juiz de Fora/Campus GV. Metodologia: A assistência odontológica será oferecida a todos os internos que estejam aptos a receber tratamento odontológico, através de um programa de escovação supervisionada, restaurações, raspagens supra e sub-gengivais, controle de placa. Também abordaremos educação para a saúde com pacientes, cuidadores, funcionários e equipe de assistência multidisciplinar. Os estudantes da Faculdade de Odontologia da UFJF/campus GV também executarão pesquisas de levantamento epidemiológico para avaliação dos resultados do programa. Devido a falta de autonomia dos internos, altos índices de placa bacteriana e inflamação gengival estão presentes neste grupo. Os alunos do projeto apóiam a equipe de enfermagem realizando escovações dentárias, utilizando para tal, uma escova e afastadores adaptados desenvolvidos neste projeto.
Contato: cleverton.rabelo@ufjf.edu.br

Título: Atividade Física para Prevenção e Tratamento de Doenças Cardiometabólicas – ‘Atividade Física e Saúde Cardiometabólica’
Unidade: ICV
Coordenador: Andreia Cristiane Carrenho Queiroz
Equipe: Alex Sandro Seccato, Diego Alves Dos Santos, Erasmo Montes Assis De Bem, Keveenrick Ferreira Costa, Ílha Gonçalves Fernandes
Resumo: O objetivo do Projeto “Atividade Física e Saúde Cardiometabólica” é estimular e dar condições para a prática segura de atividades físicas na cidade de Governador Valadares, visando à melhora e manutenção da saúde cardiometabólica da população. O Projeto oferecerá gratuitamente, aos frequentadores dos locais de atuação, informações sobre exercício e saúde cardiovascular e metabólica, avaliação de risco cardiovascular para a prática de atividade física e prescrição/orientação de exercícios físicos. O projeto contará com diferentes tipos de intervenção: aulas de alongamento e aulas supervisionadas de exercício aeróbio e resistido (atividades permanentes que ocorrerão 2 vezes por semana em uma das praças da cidade de Governador Valadares que possua aparelhos para todas as idades-ATIs); avaliações do risco cardiovascular e da aptidão física, prescrição do exercício e reavaliações; aulas temáticas e eventos especiais (eventos pontuais que ocorrerão ao longo do ano em diferentes locais da cidade de Governador Valadares). Este projeto é desenvolvido deste 2014, ano de início do Curso de Bacharelado em Educação Física em Governador Valadares. Em 2015 foi efetivado um convênio entre a UFJF e a Prefeitura do Governador Valadares para a sua realização (duração total de 5 anos, ou seja, vigente até 2020 – Termo de convênio 048/2014). Assim, este pedido de renovação está de acordo com as atividades e termos descritos no Convênio. Até o momento, o projeto já realizou aproximadamente 30 ações de extensão na zona urbana de Governador Valadares (como feiras de saúde, atividades práticas, palestras), contabilizando um pouco mais de 1000 atendimentos. Em relação às atividades contínuas permanentes, o projeto já realizou mais de 130 avaliações do risco cardiovascular e de aptidão física, aproximadamente 300 aulas supervisionadas de exercícios aeróbicos e resistidos e aproximadamente 600 atendimentos nas aulas de alongamento (levantamento de dados realizados no início de junho de 2018). Além disso, a partir de 2018 as ações pontuais de extensão deste projeto têm se iniciado também na zona rural (distritos com distância de até 80 km do centro da cidade). Neste sentido, a renovação deste projeto e a aprovação de 5 vagas para bolsistas têm real necessidade para que as atividades deste projeto sejam mantidas junto à população de Governador Valadares. Por fim, ressalto que o presente projeto tem fomentado trabalhos de conclusão de curso (2 defendidos e 1 em andamento), 1 dissertação de mestrado a ser defendida em julho de 2018 (pelo Programa de Pós-graduação em Educação Física da UFJF e UFV), cerca de 23 resumos publicados em congressos científicos e, deste 2016, tem sido campo de estágio obrigatório para alunos do Curso de Bacharelado em Educação Física da UFJF/GV.
Contato: andreia.queiroz@ufjf.edu.br

Título: Prevalência e aspectos epidemiológicos de enteroparasitoses na comunidade ribeirinha de Ilha Brava, Governador Valadares, MG.
Unidade: ICV
Coordenador: Girley Francisco Machado De Assis
Equipe: Graziella Regis Pereira, Marcio Luís Moreira De Souza
Resumo: As enteroparasitoses são infecções causadas por helmintos ou protozoários sendo considerado um grave problema de saúde pública, já que são de fácil transmissão e de difícil controle. Apresentam distribuição mundial com elevadas prevalências em países tropicais e subtropicais, afetando principalmente aquelas comunidades mais carentes. Estes parasitos alojam frequentemente no trato gastrointestinal humano aproveitando do mesmo para se alimentar, desenvolver e reproduzir, e consequentemente podem levar a perdas econômicas pela ausência ao trabalho ou diminuição da produtividade, deficiências no rendimento escolar, aumento de gastos com serviços médicos, além de várias manifestações clínicas tais como anemia, fraqueza, síndrome de má absorção e diarreia. O objetivo deste projeto é avaliar a prevalência e aspectos epidemiológicos de enteroparasitoses na comunidade ribeirinha de Ilha Brava, Governador Valadares. Esta comunidade foi diretamente atingida após o rompimento da barragem de Fundão, no município de Mariana/MG, e sua população vem sofrendo as consequências relacionadas ao consumo humano de água, sendo levada a mudar completamente seus hábitos quanto ao armazenamento e busca por novas fontes hídricas para suprir as necessidades humanas. Possíveis mudanças de hábitos relacionados a esse
armazenamento e a origem desta nova fonte de água pode ser uma condição muito favorável para a transmissão de parasitoses intestinais e merece ser investigada o quanto antes. Diante dos fatos pretende-se avaliar os escolares e parte da população ribeirinha através da realização de exames parasitológico de fezes pelo método rotineiro de HPJ, visando determinar os parasitos prevalentes e propor medidas e/ou ações que possam ser empregadas nesta comunidade buscando a melhoria na qualidade de vida desta população.
Contato: girleyfrancisco@gmail.com

Título: Avaliação de parasitoses intestinais e esquistossomose em escolares do município de Peçanha, Vale do Rio Doce, MG.
Unidade: ICV
Coordenador: Girley Francisco Machado De Assis
Equipe: Graziella Regis Pereira, Marcio Luís Moreira De Souza
Resumo: É sabido que as parasitoses intestinais são um grave problema de saúde pública, tendo em vista as suas diferentes formas de contaminação e as alterações clínicas que podem causar nos indivíduos parasitados. As principais áreas endêmicas das geo-helmintíases se localizam nos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, onde as condições de saneamento básico são precárias, associado a isto ainda temos condições climáticas favoráveis, tipo de solo, poluição ambiental, baixa renda e precárias condições de habitação e educação. As crianças são as mais atingidas por essas parasitoses devido a sua maior exposição a fatores de riscos e aos hábitos e costumes relacionados à faixa etária que favorecem a transmissão. Diante disto, o objetivo deste projeto é avaliar a prevalência das parasitoses intestinais e esquistossomose em escolares do município de Peçanha, Vale do Rio Doce, MG, e propor ações de educação preventiva buscando capacitar as professoras, agentes comunitárias de saúde, escolares, lideranças locais, etc, sobre o controle e profilaxia, manifestações clínicas, diagnósticos e tratamento das parasitoses intestinais prevalentes neste município.
Contato: girleyfrancisco@gmail.com

Título: GV sem parasitoses: Popularização do saber científico
Unidade: ICV
Coordenador: Girley Francisco Machado De Assis
Equipe: Graziella Regis Pereira, Marcio Luís Moreira De Souza
Resumo: As doenças parasitárias são endêmicas nos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento onde as condições de saneamento básico são precárias, associado a isto ainda temos condições climáticas favoráveis, tipo de solo, poluição ambiental, baixa renda e precárias condições de habitação e educação. As crianças e adolescentes são as mais atingidas por essas parasitoses devido a sua maior exposição a fatores de riscos e aos hábitos e costumes relacionados à faixa etária que favorecem os mecanismos de transmissão. É sabido que as parasitoses intestinais são um grave problema de saúde pública, tendo em vista as suas diferentes formas de contaminação e as alterações clínicas que podem causar nos indivíduos parasitados. Diante disto, o objetivo deste programa é proporcionar atividades de capacitação à escolares e agentes comunitários de saúde como ferramenta de conscientização e aprendizado, buscando assim interromper o ciclo vicioso de reinfecções a partir dos conhecimentos relacionados a prevenção e controle das doenças parasitárias de importância regional. Neste processo os escolares e agentes de saúde passam a ser os multiplicadores do conhecimento uma vez que começam a colocar em prática os ensinamentos recebidos.
Contato: girleyfrancisco@gmail.com

Título: Busca ativa de pacientes com hanseniase e contatos domiciliares residentes nos bairros Atalaia e Ipê em Gov. Valadares
Unidade: ICV
Coordenador: Lucia Alves De Oliveira Fraga
Equipe: Cibele Velloso Rodrigues, Conor Caffrey, Dirce Ribeiro De Oliveira, Erica Barbosa Magueta Silva, Jessica Kathleen Fairley, Marcio Luís Moreira De Souza, Maria Gabriela Parenti Bicalho
Resumo: A proposta desse projeto de extensão está inserida em um contexto maior de investigação da Hanseníase e conta com o apoio técnico científico de pesquisadores estrangeiros representados pela Dra Jessica Fairley da Emory University, Atlanta, e do Dr Conor Caffrey da Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD). Atualmente 3 teses de Doutorado e 01 dissertação de Mestrado, estão vinculadas ao Tema. Desde 2016, Professores , pesquisadores e estudantes de Pós- Graduação da Emory University visitam o Campus da UFJF/GV, participando de treinamentos , palestras e workshops. Nesse ano de 2018, já recebemos a visita de 2 estudantes e realizaremos no dia 26 de junho o III Workshop em hanseníase, cadastrado na PROEX. O núcleo de Pesquisa e Extensão em hanseníase esta cadastrado no Diretório do Grupo de Pesquisa do CNPq, e pode ser acessado pelo link: https://pt-br.facebook.com/hansenologia/, www.ufjf.br/…/professora-de-universidade-americana-visita-ufjf-gv-para-falar-da-hanseniase ,… www.ufjf.br/…/nucleo-de-pesquisa-em-hansenologia-da-ufjf-gv-realiza-acoes-em-limeira de Mantena. Este projeto de extensão tem como propósito mobilizar, através da educação continuada, as comunidades
residentes em áreas de alto risco para a hanseníase na região do Médio Rio Doce para fortalecer as ações de prevenção, promoção e controle da hanseníase. As populações alvo deste estudo serão os professores, estudantes e seus respectivos famíliares, bem como os agentes de saúde vinculados às Estratégias de Saúde da Família (ESFs) localizadas nos bairros Atalaia e Ipê do município de Governador Valadares. Pretende também representar
para o curso de Medicina da UFJF campus GV uma oportunidade de atender ao preconizado nas Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Medicina no que se refere à formação das competências de educação em saúde e comunicação. A metodologia proposta inclui integrar os resultados da pesquisa relativos ao diagnóstico e acompanhamento de contatos domiciliares da hanseníase com ações educativas em seus vários aspectos: transmissão, manifestações clínicas, métodos de diagnóstico, prevenção e tratamento da doença. Esses aspectos são considerados a partir de uma perspectiva abrangente, reconhecendo a indissociabilidade entre os elementos biológicos e sociais na configuração da saúde e da doença. Estas atividades acontecerão no âmbito das escolas com a participação dos professores, equipes de profissionais da educação, dos servidores e familiares dos escolares. Além disso, as equipes de saúde da família estarão envolvidas dentro da proposta de capacitação de recursos humanos com ênfase no diagnóstico e controle da doença. Vale ressaltar que estudantes do curso de Medicina da UFJF- Campus Governador Valadares (GV), participarão das equipes e receberão treinamento para suspeição diagnóstica de casos de hanseníase. Espera-se com a realização desse projeto contribuir para uma maior difusão do conhecimento sobre a hanseníase, além de auxiliar na identificação de casos suspeitos que serão encaminhados aos Postos de Saúde (ESF), para diagnóstico definitivo e tratamento de casos confirmados. Prevê-se, também, a elaboração de material educativo como cartilhas, folders e vídeos que facilitarão o processo de aprendizagem em educação e saúde na hanseníase. Com a participação dos estudantes de Medicina da UFJFCampus GV em todas as etapas da realização do projeto, pretende-se contribuir para uma formação contextualizada que atenta às características epidemiológicas locais. Vale ressaltar que no ano de 2017, o desenvolvimento de parte desse projeto gerou várias apresentações em Congressos Nacionais e Internacionais com destaque para o Congresso de Hansenologia em Belém, Pará, quando foram mostrados dados preliminares de um aplicativo para diagnóstico da hanseníase em desenvolvimento. O trabalho foi premiado no SEMIC/GV e elaborado um artigo para publicação na Revista Princípia. Um segundo artigo foi aceito para publicação na Revista Hansenologia Internationalis intitulado: A importância da busca ativa como estratégia de controle da hanseníase em territórios endêmicos.
Contato: luciaalves.fraga@ufjf.edu.br

Título: Ações de Vigilância, Prevenção e Controle da Hanseníase em municípios de endemicidade do leste de Minas
Unidade: ICV
Coordenador: Lucia Alves de Oliveira Fraga
Equipe: Cibele Velloso Rodrigues, Conor Caffrey, Dirce Ribeiro De Oliveira, Erica Barbosa Magueta Silva, Jessica Kathleen Fairley, Marcio Luís Moreira De Souza, Maria Gabriela Parenti Bicalho
Resumo: A internacionalização da pesquisa na área de hanseníase e co-infecções é uma realidade no Campus da UFJF/GV. A proposta desse programa de extensão está inserida em um contexto maior de investigação da Hanseníase e conta com o apoio técnico científico de pesquisadores estrangeiros representados pela Dra Jessica Fairley da Emory University, Atlanta, e do Dr Conor Caffrey da Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD). Atualmente 3 teses de Doutorado e 01 dissertação de Mestrado, estão vinculadas ao Tema. Desde 2016, Professores , pesquisadores e estudantes de Pós- Graduação da Emory University visitam o Campus da UFJF/GV, participando de treinamentos , palestras e workshops. Nesse ano de 2018, já recebemos a visita de 2 estudantes e realizaremos no dia 26 de junho o III Workshop em hanseníase, cadastrado na PROEX. O núcleo de Pesquisa e Extensão em hanseníase esta cadastrado no Diretório do Grupo de Pesquisa do CNPq, e pode ser acessado pelo link: https://pt-br.facebook.com/hansenologia/, www.ufjf.br/…/professora-de-universidade-americana-visita-ufjf-gv-para-falar-da-hanseniase ,… www.ufjf.br/…/nucleo-de-pesquisa-em-hansenologia-da-ufjf-gv-realiza-acoes-em-limeira de Mantena. A hanseníase é uma doença infectocontagiosa causada pelo Mycobacterium leprae. O número de casos
novos no Brasil é relativamente estável há pelo menos 20 anos, e varia em torno de 35-45 mil pacientes/ano. Estudo recente em que a estratégia de visitas domiciliares aos pacientes, diagnosticados em anos anteriores (5 a 10 anos), foi utilizada para a busca ativa de casos novos evidenciou que pelo menos 25% dos domicílios apresentavam um novo caso de hanseníase. Esse resultado indica a ocorrência de falhas nas políticas de saúde para vigilância de contatos domiciliares, sabidamente a população de maior risco de desenvolver a doença. Neste contexto, estudo realizado na Nigéria, sugere que a estratégia de maior custo-efetivo para diagnosticar hanseníase é o exame dos contatos domiciliares dos pacientes, que poderia possibilitar a identificação precoce de casos novos de hanseníase e, com isso, reduzir a transmissão. Nesse sentido, as ações que fazem parte do programa ora proposto envolvem professores e estudantes dos cursos da área de saúde do ICV-Campus GV, especialmente do Curso de Medicina, dado o enfoque da proposta na hanseníase. O programa propõe implementações integradas de projetos com ações extensionistas permanentes de vigilância, prevenção e controle da hanseníase nos municípios ou regiões de alta prevalência, para organizar, monitorar e avaliar as estratégias que objetivam impactar favoravelmente o perfil epidemiológico dessa doença. Vale ressaltar que no ano de 2017, o desenvolvimento de parte desse programa gerou como produtos, várias apresentações em Congressos Nacionais e Internacionais com destaque para o Congresso de Hansenologia em Belém, Pará, quando foram mostrados dados preliminares do aplicativo em desenvolvimento. O trabalho foi premiado no SEMIC/GV e elaborado um artigo para publicação na Revista Princípia. Um segundo artigo foi aceito para publicação na Revista Hansenologia Internationalis intitulado: A importância da busca ativa como estratégia de controle da hanseníase em territórios endêmicos.
Contato: luciaalves.fraga@ufjf.edu.br

Título: Reabilitação oral protética de indivíduos após tratamento antineoplásico com orientação psicossocial por práticas esportivas e educativas
Unidade: ICV
Coordenador: Mauricio Malheiros Badaro
Vice-coordenador: Ana Paula Varela Brown Martins
Equipe: Bianca Miarka, Rose Mara Ortega
Resumo: O objetivo será promover a reabilitação oral, com próteses dentárias e/ou bucomaxilo, e orientação psicossocial por práticas esportivas e educativas de indivíduos que realizaram tratamento contra neoplasias de cabeça e pescoço. Como complemento serão realizadas práticas preventivas e de reintegração social, de modo a intensificar a abrangência e garantia do bem estar do indivíduo, assim como recuperar a estética, função e autoestima. Para tanto, discentes do curso de Odontologia e Educação Física realizarão anamnese, exame clínico, físico e entrevista com perguntas psicossociais para posterior planejamento e elaboração do plano de tratamento baseado na reabilitação protética e na orientação psicossocial dos participantes que obtiveram como herança do tratamento antineoplásico, alterações anatômicas graves na cavidade bucal. Ainda, haverá a elaboração de um plano de consultas de controle para garantia do uso adequado e constante dos aparelhos protéticos, bem estar dos indivíduos e monitoramento das práticas esportivas para redução de estresse e ansiedade. Somado a isto, haverá a supervisão sobre as práticas de higienização das próteses e cavidade bucal. Em um caráter multidisciplinar, será instituído um sistema de vigilância contra recidivas da doença e garantia da qualidade de vida esses indivíduos por meio de periódicas avaliações dos fatores psicossociais que contribuem para o aparecimento da patologia. O eixo de pesquisa do projeto terá como enfoque a verificação do nível de instrução quanto aos métodos de higienização dos aparelhos protéticos utilizados; qualidade de vida e verificação da influência das práticas esportivas como instrumento educativo para redução de danos psicossociais associados a doença pregressa, análises do antes e após recebimentos das próteses; avaliação periódica das consultas de controle dos aparelhos protéticos; eficiência mastigatória. Por fim, é importante ressaltar a relevância desse projeto com enfoque inteiramente social e que visa a melhoria de vida de uma população severamente marcada pelo câncer e consequências do tratamento.
Contato: mauriciobadaro@yahoo.com.br

Título: Integração universidade – serviço de saúde – comunidade: formação em atenção farmacêutica para preceptores do curso de Farmácia da UFJF-GV – Ano II
Unidade: ICV
Coordenador: Simone De Araújo Medina Mendonça
Equipe: Larissa De Freitas Bonomo
Resumo: Em seu segundo ano, este projeto de extensão tem como objetivo manter a oferta de processos de educação continuada e de educação permanente para farmacêuticos da rede municipal de saúde que atuam como preceptores dos estudantes de graduação em Farmácia da UFJF-GV na área de atenção farmacêutica. No primeiro ano do projeto, foram desenvolvidos encontros presenciais, suporte via ambiente virtual de aprendizagem, apoio in loco e um evento com profissional que é referência nacional na área. Foram beneficiados oito farmacêuticos que atuam nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família do município. Algumas dificuldades encontradas para o apoio in loco levaram ao replanejamento dessa fase, com inclusão de proposta de criação de um serviço modelo na atenção primária, que possa ser referência para o componente de formação em serviço dos farmacêuticos. Além disso, o público alvo se ampliou para 11 farmacêuticos, que passam a cobrir 100% da população do município que é atendida por equipes da Estratégia Saúde da Família, aumentando o alcance do projeto de extensão. As ações de extensão já iniciadas em 2017 propiciaram a criação de novos campos de estágio para a graduação em Farmácia e são base para um projeto de pesquisa aprovado em pelo Programa Pesquisa para o SUS da Fapemig, cumprindo a missão de
integrar os pilares da universidade. A equipe de execução do projeto é composta pela docente coordenadora e estudantes bolsista e voluntário(a) de extensão, além de contar com o apoio da equipe de pesquisa (docentes e bolsistas de Iniciação Científica PPSUS/PROBIC UFJF). O projeto será executado na rede de atenção à saúde do município e em salas de aula e laboratórios da universidade.
Contato: simone.araujo@ufjf.edu.br

Título: Implementação da Farmácia Viva no Município de Governador Valadares, MG
Unidade: ICV
Coordenador: Regina Gendzelevski Kelmann
Vice-coordenador: Simone De Araujo Medina Mendonca
Equipe: Ivanildes Vasconcelos Rodrigues, Marianne Sardenberg Costa
Resumo: No âmbito das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS), o município de Governador Valadares dispõe de um contexto que sinaliza fortemente o uso de fitoterápicos por parte da população, movimento que se expressa no cultivo de algumas espécies terapêuticas em hortas comunitárias, evidenciando potencial latente de organização social para a implantação desta modalidade terapêutica no sistema público de saúde local. Entretanto, embora saibamos que a população utiliza plantas medicinais, acreditamos que os profissionais da saúde do município de forma geral ainda não possuam o conhecimento científico para monitorar esta prática. A prática da fitoterapia pode auxiliar de maneira significativa na promoção da saúde. Entretanto, a utilização de plantas medicinais e fitoterápicos sem acompanhamento ou mesmo sem o conhecimento dos profissionais de saúde pode fornecer riscos aos usuários, especialmente de sérias interações medicamentosas àqueles que fazem uso de polifarmácia, geralmente idosos e que utilizam plantas muitas vezes por indicação de outros conhecidos acreditando que “por ser natural não faz mal”. Três objetivos gerais norteiam a realização deste projeto: Identificação da utilização da fitoterapia no município, estruturação da Farmácia-Viva e Implantação de serviços de cuidado farmacêutico. Serão oferecidas atividades de capacitação para todos os profissionais de saúde envolvidos no processo de prescrição e acompanhamento terapêutico, assim como serão promovidas ações de mobilização social em fitoterapia para incentivar rodas de difusão do conhecimento entre população, profissionais de saúde, discentes e docentes a fim de transferir o conhecimento tradicional da população para os profissionais de saúde, discentes e
docentes. Também serão realizadas atividades de apoio a estruturação da Farmácia Verde, desenvolvimento e realização de curso teórico-prático em cuidado farmacêutico, desenvolvimento de protocolos de colaboração médico-farmacêutico para a monitorização da farmacoterapia dos problemas de saúde, dentre outras atividades relacionadas.
Contato: regina.kelmann@ufjf.edu.br

Título: Caracterização dos componentes e determinação da prevalência da Síndrome Metabólica em pacientes cadastrados em Estratégia de Saúde da Família em Governador Valadares – MG
Unidade: ICV
Coordenador: Ione Maria De Matos
Vice-coordenador: Larissa De Freitas Bonomo
Equipe: Fernanda Souza De Oliveira Assis, Leandro Roberto De Macedo, Maisa Silva, Renato Nery Soriano
Resumo: A existência concomitante frequentemente observada de hipertensão arterial, alterações na homeostase da glicose, obesidade e dislipidemias em diferentes representações da população e no indivíduo isoladamente, levou à descrição de uma síndrome clínica que apresenta essas características agrupadas, a Síndrome Metabólica (SM). Essa Síndrome representa um grande problema de saúde pública no que diz respeito ao impacto na saúde da população causado por seus componentes isoladamente, bem como, em conjunto. Apesar da importância da SM, há carência de dados sobre as características epidemiológicas desta condição na população brasileira, sendo que ainda são poucos os estudos de prevalência. A busca por informações neste contexto, permite um entendimento desta síndrome, da relação dos seus componentes e suas consequências para a saúde da população, o que leva, por sua vez, a elaboração de políticas públicas efetivas de controle. O objetivo geral do projeto é caracterizar os componentes e determinar a prevalência da Síndrome Metabólica em pacientes atendidos em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) de Governador Valadares/MG. Este estudo será do tipo observacional, transversal, em amostra comunitária representativa de adultos, cadastrados em Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da zona urbana do município de Governador Valadares – MG. Será elaborado um banco de dados a partir dos prontuários dos indivíduos cadastrados na UBS selecionada, abrangendo a totalidade dos indivíduos entre 18 e 65 anos. Os participantes serão selecionados mediante sorteio e será calculado o número de indivíduos a ser sorteado por processo aleatório simples proporcionalmente aos prontuários analisados. A coleta de dados será iniciada por meio de levantamento de dados socioeconômicos e de saúde. Será feita avaliação antropométrica de massa corpórea, estatura e medidas das circunferências da cintura (CC) e do quadril (CQ). Serão aferidas as pressões sistólica e diastólica em três aferições independentes com pelo menos 05 minutos de intervalo. Após a seleção dos pacientes, os mesmos serão convidados a comparecer na UBS sob jejum de 12 h para coleta de amostras de sangue por punção venosa. Será realizada dosagem da glicemia em jejum, colesterol total, HDL-colesterol e triglicerídeos, sendo a concentração de VLDL- colesterol calculada a partir da concentração de triglicerídeos. A concentração de LDL-colesterol será calculada pela fórmula de Friedwald. A SM será identificada levandose em consideração os parâmetros definidos pela I Diretriz Brasileira de Diagnóstico e Tratamento da Síndrome Metabólica, a qual se baseia nos critérios definidos pela National Cholesterol Education Program’s – Adult Treatment Panel III (NCEP – ATP III). As análises estatísticas serão realizadas utilizando-se o software R Core Team (2015).
Contato: ione.matos@ufjf.edu.br

Título: Educação continuada em saúde: ações de prevenção, promoção e controle das doenças infecto-parasitárias em distritos rurais e endêmicos do município de Governador Valadares, Minas Gerais
Unidade: ICV
Coordenador: Pauline Martins Leite Borges
Resumo: Este projeto de extensão tem como propósito mobilizar, através da educação continuada, as comunidades residentes em áreas de alto risco para doenças infecto-parasitárias na região de Governador Valadares (GV) – Minas Gerais (MG) para fortalecer as ações de prevenção, promoção e controle dessas doenças. As populações alvo deste estudo serão os estudantes e seus respectivos familiares, os professores e os agentes de saúde vinculados às Estratégias de Saúde da Família (ESFs) localizadas em distritos rurais da cidade de GV. Estas comunidades além de contribuir consideravelmente para o número de adoecimentos por essas moléstias no Estado de Minas Gerais, haja vista a falta de informação dos habitantes e a fragilidade dessa população, foram diretamente atingidas após o rompimento da barragem de Fundão, no município de Mariana/MG. Esse desastre contribuiu para consequências relacionadas ao consumo humano de água, gerando mudanças relacionadas aos hábitos quanto ao armazenamento e busca por novas fontes hídricas para suprir as necessidades humanas. Possíveis mudanças de hábitos relacionados a esse armazenamento e a origem desta nova fonte de água pode ser uma condição muito favorável para a transmissão de parasitoses intestinais e reprodução de vetores como o Aedes aegypti. O objetivo desse projeto é educar crianças na faixa etária dos 04 aos 10 anos e sensibilizar os responsáveis pelas mesmas, a fim de minimizar os riscos de contágio de doenças infecciosas e parasitárias. Além disso, as equipes de saúde da família estarão envolvidas dentro da proposta de capacitação de recursos humanos com ênfase no diagnóstico e controle dessas doenças. Pretende-se também representar para os cursos da área da saúde da UFJF campus GV uma oportunidade de atender ao preconizado nas Diretrizes Curriculares Nacionais no que se refere à formação das competências de educação em saúde e comunicação, além de contribuir para uma formação contextualizada que atenta às características epidemiológicas locais. Será montado um banco de dados a partir de questionários respondidos pelos participantes da pesquisa. Para isto, serão coletados dados através de questionários e serão utilizados dados relacionados a prevalência dessas infecções obtidos em um projeto de pesquisa aprovado pelo Edital Universal do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), número do processo 454136/2014-5. Após esse levantamento serão realizadas palestras com os responsáveis pelas crianças e com os agentes de saúde, visando a prevenção dessas parasitoses, ensinando, aos mesmos, hábitos corretos de higiene, tais como lavagem das mãos e dos alimentos antes do consumo e higiene domiciliar. Com as crianças serão desenvolvidas atividades educativas e lúdicas, como peças teatrais, oficinas e jogos interativos, fazendo uso da brincadeira como medida profilática. Estas atividades acontecerão no âmbito das escolas e das unidades de saúde com a participação dos professores, equipes de profissionais da educação, dos servidores, familiares dos escolares, agentes de saúde e os alunos envolvidos no projeto. Prevê-se, também, a elaboração de material educativo como cartilhas, folders e vídeos que facilitarão o processo de aprendizagem em educação e saúde. Esta proposta expressa um compromisso político, educacional e científico, que em regime de cooperação propõe o estabelecimento da relação serviço-ensino, em uma perspectiva integrada de formação profissional, construção e transferência de conhecimentos.
Contato: pauline.leite@ufjf.edu.br

Título: Projeto Fisioterapia na artrite pós Chikungunya – Projeto FAPOCHI
Unidade: ICV
Coordenador: Ludimila Forechi
Vice-coordenador: Vanessa Cardoso Silva
Resumo: A febre Chikungunya é uma doença causada por vírus do gênero Alphavirus, transmitida por mosquitos do gênero Aedes. O município de Governador Valadares-MG apresentou índice elevado de infestação pelo Aedes Aegypti no ano de 2017 e o mesmo continua elevado no ano de 2018. Segundo dados da Secretaria Municipal de saúde de Governador Valadares, no ano de 2017, Governador Valadares representou 35% do total de casos de arboviroses do Estado de Minas Gerais. Foram aproximadamente 11 mil casos suspeitos, dos quais 80% eram suspeitos para Chikungunya. Entre os objetivos do Plano Municipal de Saúde 2018/2021 estão diminuir a densidade vetorial e incidência de casos e reduzir os impactos das arboviroses nos pacientes. É importante lembrar que alguns pacientes apresentam persistência dos sintomas de artralgia e mialgia por longo período, meses ou até anos, configurando a cronicidade da doença. Como consequência, há dificuldades para realização das tarefas domiciliares e laborais, e prejuízo na qualidade da vida desses pacientes. No ano de 2017, o projeto FAPOCHI foi aprovado com 6 alunos e 3 professores vista a necessidade de ampliar a oferta de serviços na atenção primária e secundária para a comunidade valadarense. Foi previsto um número de 200 pessoas atendidas pelo projeto, entretanto, o número de
contemplados foi muito superior. Dessa forma, o presente projeto de extensão tem por objetivo continuar a prestar atendimento fisioterapêutico aos munícipes de Governador Valadares-ES com sintomas crônicos consequentes à febre Chikungunya e realizar abordagens educacionais para o paciente, a comunidade e os agentes comunitários de saúde. O projeto será desenvolvido pelo período de um ano, em parceria com a secretaria municipal de saúde, em continuidade ao atendimento coletivo no espaço físico do Centro de Apoio ao Deficiente Físico (CADEF), e implementação de atendimento coletivo na Estratégia de Saúde da Família (ESF) São Raimundo I e II, e ESF Vila dos Montes e Vila do Sol. Além de realização de palestras educativas em unidades de saúde, escolas e creches do município e participação dos eventos no município sobre prevenção das arboviroses. Isso permitirá aos discentes aprimorarem as habilidades práticas que são desejadas na formação do profissional fisioterapeuta, atuarem na elaboração do diagnóstico e prognóstico funcional do paciente com comprometimento crônico, desenvolverem uma visão crítica e reflexiva do processo saúde-doença-cuidado, e promoverem processos inovadores na busca da recuperação funcional dos pacientes envolvidos.
Contato: ludimilaforechi@yahoo.com.br

Título: Primeira infância: transformando vidas com saúde, educação e lazer
Unidade: ICSA
Coordenador: Schirley Maria Policario
Vice-coordenador: Nadia Carvalho
Equipe: Angelica Cotta Lobo Leite Carneiro, Liege Coutinho Goulart Dornellas, Margarida Aparecida De Oliveira, Nilcemar Rodrigues Carvalho Cruz, Pollyanna Costa Cardoso Pires, Raquel Berger Deorce, Silvana Lopes Nogueira Lahr, Taís De Souza Barbosa
Resumo: Programa interdisciplinar e multiprofissional que envolve conhecimentos de diversas áreas: Administração, Ciências Contábeis, Educação Física, Nutrição e Odontologia. Juntos, estudantes, docentes e técnico administrativos da Universidade Federal de Juiz de Fora – Campus Governador Valadares (UFJF-GV) realizarão atividades educativas direcionadas para a realidade do público alvo. O programa será desenvolvido em um distrito de Governador Valadares, Minas Gerais, chamado Xonim de Cima. As atividades do programa serão desenvolvidas especificamente com crianças de 02 a 05 anos, que frequentam a creche da Escola Municipal Florinda Cândida de Souza. Interagindo com as crianças da creche e o contexto no qual elas se inserem, incluindo os familiares e servidores da Escola Municipal Florinda Cândida de Souza, este programa tem como objetivo contemplar a prevenção de doenças e promoção à saúde e educação das crianças, com atividades lúdicas, contribuindo para melhoria das condições de vida das mesmas e das pessoas de seu convívio. O programa será desenvolvido privilegiando uma metodologia participativa, de forma a envolver as diversas áreas da saúde e das ciências sociais, comunidade, alunos e colaboradores trabalhando em uma parceria mútua. As atividades do programa serão todas previamente agendadas com a direção da escola.
Contato: schirley.policario@ufjf.edu.br

Título: Serviço Especial em Cirurgia Oral Menor (SECOM)
Unidade: ICV
Coordenador: Carlos Eduardo Pinto De Alcantara
Vice-coordenador: Valdir Cabral Andrade
Equipe: Alexsandra Mota De Siqueira, Mônica Regina Pereira Senra Soares, Rose Mara Ortega, Teresa Cristina Goulart Bitencourt
Resumo: Algumas cirurgias realizadas na Odontologia abrangem procedimentos que se enquadram na chamada cirurgia oral menor, passíveis de serem executadas pelos alunos, com exercitação contínua, durante o curso de graduação. Na rede pública das cidades atendidas pelo programa federal Brasil Sorridente, estes procedimentos cirúrgicos deveriam ser realizados pelas equipes de saúde bucal (ESB) que compõem a atenção básica e/ou pelos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) que compõem a atenção secundária do municipío. Nota-se, no entanto, uma deficiência na formação técnico-cirúrgica dos profissionais da atenção básica e também uma falta de estrutura física adequada dos consultórios para a realização destas cirurgias. Consequentemente, parte da população encontra-se desassistida, necessitando aguardar grandes filas de espera nos CEOs. Para agravar a situação, Governador Valadares possui apenas um CEO, contando apenas com um profissional atuante na área de cirurgia oral menor, dando suporte à 35 ESB instaladas na cidade. Por tudo, espera-se que o projeto de extensão possa ampliar o atendimento odontológico gratuito na área de cirurgia oral menor no município e região, além de proporcionar aos alunos um aperfeiçoamento da habilidade psicomotora, e estimulá-los a contribuir para uma melhor qualidade de vida dos usuários do Sistema Único de Saúde como missão profissional e de cidadania. O Projeto de Extensão SECOM já é realizado e atende aproximadamente 40 a 50 pacientes por semestre, contribuindo para atendimento de qualidade à comunidade e aperfeiçoamento profissional dos acadêmicos envolvidos. O Projeto já apresenta um fluxo de encaminhamento e representa uma referência de um serviço de cirurgia oral de qualidade para referência de pacientes que requerem cirurgias menores mais complexas. A demanda do projeto é cada vez maior e a busca pelo aperfeiçoamento profissional dos acadêmicos também. O projeto iniciou com 4 acadêmicos e atualmente conta com 6 alunos de graduação. Pretende-se dar continuidade ao mesmo e ampliar o acesso aos usuários e aos acadêmicos.
Contato: carloseduardo.alcantara@ufjf.edu.br

Título: Sorriso na melhor idade
Unidade: ICV
Coordenador: Rodrigo Furtado De Carvalho
Equipe: Eliseu Aldrighi Munchow, Mauricio Malheiros Badaro
Resumo: Como no Brasil os programas dirigidos à população idosa ainda são raros, as poucas pesquisas epidemiológicas realizadas mostram uma situação preocupante. Sem renda para a utilização de serviços privados e sem prioridade nos serviços públicos, grade parte dos idosos institucionalizados apresenta elevada quantidade de problemas bucais, como: dentes extraídos, sextantes com doença periodontal, lesões da mucosa bucal e necessidade de próteses. Nesta linha de ação, o projeto de extensão propõe promover educação em saúde bucal na Casa de Recuperação Dona Zulmira da Sociedade São Vicente de Paula – Governador Valadares – MG. Espera-se que a prática possa contribuir na educação dos pacientes e cuidadores que atuam no asilo, auxiliando na realização de um atendimento humanizado de forma integral, multidisciplinar, qualificando os atores envolvidos na promoção de saúde bucal e melhorando a qualidade de vida. Desta forma espera-se proporcionar benefícios aos pacientes e cuidadores, que poderá ser verificado por meio da adesão ao projeto e melhora dos quadros clínicos. Espera-se ainda que a participação dos alunos de graduação no presente projeto possa contribuir para formação de profissionais mais sensibilizados e preparados para o cuidado em saúde de forma integral.
Contato: rodrigo.carvalho@ufjf.edu.br

Título: Sorriso do bem
Unidade: ICV
Coordenador: Fabiola Galbiatti De Carvalho Carlo
Equipe: Eliseu Aldrighi Munchow, Fernanda De Oliveira Bello Correa, Hugo Lemes Carlo, Janaina Cristina Gomes, Rogerio Lacerda Dos Santos, Taís De Souza Barbosa
Resumo: O projeto “Sorriso do bem” visa desenvolver atividades de orientação e promoção de saúde bucal e de atendimento odontológico preventivo-restaurador em crianças e adolescentes do Instituto Educacional Fraternidade Cristã, localizado no bairro Altinópolis na cidade de Governador Valadares, MG. O projeto pretende ser realizado às sextas-feiras pela manhã, no período de agosto de 2018 até dezembro de 2019. A metodologia envolverá ações de prevenção e promoção de saúde bucal com atividades dinâmicas, lúdicas e interativas, envolvendo a confecção de macro-modelos, cartazes, orientações com recursos áudio-visuais, brincadeiras, teatros e rodas de discussão sobre os principais temas que acometem a cavidade bucal de crianças e adolescentes; bem como ações de atendimento odontológico pelos alunos do projeto, sob supervisão dos docentes, com educação e orientação de higiene bucal e dieta, escovação supervisionada, fluorterapia com verniz fluoretado nos casos de manchas brancas e selamento das cavidades com cimento de ionômero de vidro.
Contato: fabigalbi@yahoo.com.br

===

Área temática: Tecnologia e Produção

Título: Gestão da Inovação: Articulação e integração Universidade-Sociedade
Unidade: ICSA
Coordenador: Nadia Carvalho
Vice-coordenador: Hilton Manoel Dias Ribeiro
Equipe: Angelo Marcio Leite Denadai, Erick Carvalho Campos, Ivan Bretas Vasconcelos, Juliana Gonçalves Taveira, Renato Antonio De Almeida, Wesley William Gonçalves Nascimento
Resumo: A inovação estimula a cooperação entre atores distintos, desenvolvendo um papel essencial na aproximação de empresas e universidades, uma vez que essa relação permite a integração de conhecimento e sua transferência, além da geração conjunta de soluções. Portanto, é essencial discutir e implementar instrumentos adequados para promover a integração das universidades e institutos de pesquisa com a iniciativa privada para fazer face às novas demandas no campo da propriedade intelectual e da transferência de tecnologia, no que diz respeito aos projetos científicos e tecnológicos. Neste contexto, formou-se, no Campus Avançado de Governador Valadares da UFJF, o Grupo de Trabalho em Inovação, Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia. Este GT é composto por servidores de diferentes perfis acadêmicos e tem por missão: mapear oportunidades e fomentar iniciativas com foco em inovação, empreendedorismo e transferência de tecnologia, ampliando o impacto do ensino, da pesquisa e da extensão em favor do desenvolvimento do Campus e da Sociedade. Dessa forma, o projeto tem por objetivo geral contribuir com a Gestão da Inovação no Campus de Governador Valadares (UFJF), tendo por base o planejamento do Grupo de Trabalho em Inovação, Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia da UFJF-GV. Aplicando os aspectos da metodologia participativa em cada fase do projeto, espera-se, fomentar a cultura da inovação aplicada na UFJF – Campus Governador Valadares e comunidade, atrelado ao planejamento do GT-Inovação.
Contato: nadialavras@gmail.com

Título: Produção artesanal de alimentos: pilar para o desenvolvimento e estruturação das feiras livres de Governador Valadares, MG
Unidade: ICV
Coordenador: Michele Correa Bertoldi
Vice-coordenador: Priscila Lima Sequetto
Equipe: Hernani Ciro Santana, Juliano Rocha Pereira
Resumo: As feiras livres constituem um mecanismo importante de comercialização de uma grande variedade de alimentos, absorvendo principalmente produtos alimentícios fabricados artesanalmente. Governador Valadares conta atualmente com nove feiras livres no município, que contribuem para o desenvolvimento socioeconômico e inserção social de muitas famílias, principalmente agricultores familiares. Entretanto, problemas relacionados à qualidade e segurança alimentar de alimentos comercializados, particularmente alimentos artesanais são motivo de preocupação do ponto vista de saúde pública. O objetivo principal deste estudo é desenvolver ações de capacitação e orientação com os feirantes produtores de alimentos artesanais em Governador Valadares, MG, focando em suas demandas, necessidades e interesses, com foco na promoção da segurança alimentar e qualidade dos produtos comercializados. Para identificar as principais necessidades, demandas, motivações e dificuldades dos feirantes em relação à oferta de alimentos artesanais nas feiras livres, por pesquisa qualitativa, utilizando a técnica de grupo focal, com três grupos de oito produtores artesanais de atividades diversificadas (licores, conservas vegetais e geleias e doces em compota). Os dados serão coletados mediante anotações e gravações durante as sessões. Os produtores serão capacitados em se tratando das boas práticas de manipulação e fabricação de alimentos artesanais. Serão ministradas aulas expositivas, em salas de aulas onde ocorrem as atividades da Universidade Federal de Juiz de Fora, campus Governador Valadares, com foco nas necessidades identificadas pela pesquisa qualitativa. O conhecimento das necessidades e dificuldades dos feirantes que fabricam estes produtos poderá determinar diretrizes futuras para políticas públicas e orientar cursos de capacitação voltados à melhoria da qualidade sensorial e sanitária dos produtos ofertados, impulsionando as vendas nas feiras livres do município, de modo a fortalecer o comércio local e proporcionar o acesso ao trabalho na própria localidade, com conseqüente aumento da renda dos feirantes e valorização da culinária típica.
Contato: michele.bertoldi@ufjf.edu.br

Título: Rede de Prosumidores Agroecológicos do Médio Rio Doce: promovendo geração de renda familiar, autonomia e soberania alimentar
Unidade: ICV
Coordenador: Reinaldo Duque Brasil Landulfo Teixeira
Vice-coordenador: Gustavo De Almeida Santos
Equipe:Bianca De Jesus Souza, Cláudio Gonçalves De Oliveira, Fernando De Sa Silva, Gustavo De Almeida Santos, Henrique Almeida De Queiroz, José Matilde Da Silva, Juliana Goulart Soares Do Nascimento, Leandro De Morais Cardoso, Poliana Lopes Siqueira, Sebastião Martins Barbosa, Shirley Adilson Silva, Tayara Talita Lemos, Vinicius Mendes Maia
Resumo: A Rede de Prosumidores Agroecológicos do Médio Rio Doce é uma iniciativa do NAGÔ, em parceria com CAT e STR-GV, que visa aproximar produtores e consumidores que buscam incentivar um modelo de produção e comercialização de alimentos saudáveis, livres de transgênicos e agrotóxicos, a preços justos e acessíveis, valorizando a Economia Solidária e a Agricultura Familiar na região. O projeto prevê apoio na implantação e na operacionalização da Rede por meio de diversas ações extensionistas envolvendo estudantes de Nutrição e Administração, professores e TAEs da UFJF-GV nas estratégias de comunicação popular e gestão social, bem como na divulgação de informações nutricionais sobre os produtos da agrobiodiversidade regional. Também serão realizados intercâmbios visando levar os consumidores a conhecerem os sistemas de produção dos agricultores parceiros da Rede, fortalecendo as relações de confiança na comercialização e promovendo intensas trocas de saberes. O projeto também oferecerá um curso de formação aos agricultores parceiros visando à certificação participativa de seus produtos e inclusão produtiva em políticas públicas para a Agricultura Familiar. No âmbito do Programa Boa Vizinhança este projeto foi cadastrado na área temática de Tecnologia e Produção, uma vez que integra as tecnologias sociais de produção agroecológica e orgânica e estratégias de comercialização direta de produtos da agricultura familiar, integrando a linha de Segurança Alimentar e Nutricional, atendendo a várias demandas populares levantadas junto a movimentos sociais e coletivos que atuam no território em defesa da Bacia do Rio Doce. Dentre as demandas elencadas no edital 05/2018 da PROEX, o projeto atende as grandes áreas de Saúde (segurança alimentar e nutricional sustentável), Meio Ambiente (na linha de Educação e Saúde Ambiental), Justiça, Sociedade e Economia (nas linhas de Economia solidária e cooperativismo, Empoderamento de organizações). Como uma premissa da Agroecologia, o ideal é que todas as pessoas possam ter acesso à alimentação saudável e com preço justo, porém embora os desafios ainda sejam enormes, estamos dando os primeiros passos em nossa vizinhança!
Contato: reinaldo.duque@ufjf.edu.br

Título: Intervenção por tecnologia de biofeedback em portadoras de disfunção temporomandibular
Unidade: ICV
Coordenador: Alexandre Wesley Carvalho Barbosa
Equipe: Michelle Cristina Sales Almeida Barbosa
Resumo: A disfunção temporomandibular é apontada como a segunda causa mais frequente de dor orofacial no mundo e, no Brasil, 37,5% da população apresenta sintomas de disfunção temporomandibular, essencialmente mulheres dos 18 aos 45 anos. O presente projeto se propõe a aplicar treinamento com exercícios isométricos de resistência muscular à fadiga com o emprego do biofeedback como alternativa para o tratamento de pacientes com disfunção temporomandibular com frequência de duas sessões semanais.
Contato: alexandre.barbosa@ufjf.edu.br

Título: Uma nova chave de diagnóstico baseada em inteligência artificial: construção de um aplicativo
Unidade: ICV
Coordenador: Lucia Alves De Oliveira Fraga
Equipe:Cibele Velloso Rodrigues, Marcio Luís Moreira De Souza
Resumo: A hanseníase é uma doença de transmissão ativa e caracteriza-se por heterogeneidade de manifestações clínicas – do polo tuberculoide (TT) ao virchowiano (LL) – as quais estão correlacionadas com a resposta imune mediada por células do hospedeiro contra o bacilo causador Mycobacterium leprae. O papel dos fatores genéticos do hospedeiro no desenvolvimento da hanseníase tem sido bem estabelecido através de indicadores epidemiológicos e estudos genéticos do hospedeiro na susceptibilidade à hanseníase. Os resultados de análises ampla do genoma (ligação e associação) e estudos de genes candidatos sugerem um controle genético independente tanto da susceptibilidade à hanseníase per se como do desenvolvimento das diferentes formas clínicas. Nesse trabalho, pretendemos identificar polimorfismos de suscetibilidade genética dos pacientes e dos seus contatos intradomiciliares e refinar o conhecimento da resposta imune à hanseníase. Para tal, utilizaremos o algoritmo Random Forest, também considerado um tipo de inteligência artificial que nos permitirá predizer a evolução clínica dos pacientes, diferenciando formas clínicas da doença pelo reconhecimento do padrão de suas variáveis moleculares, clínicas e imunológicas. Considerando que a população brasileira possui um pool genético e ambiental peculiares, dada à reconhecida miscigenação de raças e etnias (SANTOS, 2016), o presente projeto agregará conhecimento científico aos estudos já realizados em outras populações e o suporte da inteligência artificial resultará na criação de uma chave de diagnóstico clínico no estilo Triagem de Manchester (AMTHAUER e DA CUNHA, 2016; ANZILIERO, 2016). Tal ferramenta será extremamente útil ao serviço público de saúde, uma vez que a hanseníase ainda é uma doença endêmica e de difícil diagnóstico e prognóstico. O reconhecimento de que há um background de compartilhamento genético entre a hanseníase e várias doenças inflamatórias/auto-imunes sugere que a hanseníase é um modelo adequado para o estudo da arquitetura genética e subsequente patogênese de doenças infecciosas e inflamatórias/auto-imunes. Inicialmente para a construção do aplicativo, a ser testado no projeto, utilizaremos dados do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN). Serão coletados dados sobre casos de hanseníase entre 2001 e 2017, diagnosticados no município de Governador Valadares-MG, compreendendo 3.368 (três mil trezentos e sessenta e oito) casos para a análise de reconhecimento de padrões. O banco de dados não apresenta qualquer identificação dos pacientes, sendo composto das seguintes variáveis: idade, sexo, número de lesões, modo de entrada, modo de detecção, baciloscopia, número de nervos afetados, forma clínica e classificação operacional da hanseníase. Será aplicado a esse conjunto de dados um algoritmo de inteligência artificial (IA) chamado Random Forest, presente no software R, livremente disponível em https://www.rproject.org, objetivando prever a forma clínica em casos novos. Nesse sentido, nossa proposta enfatiza a importância do emprego de mais testes para se efetuar diagnósticos e classificações mais precisos da hanseníase, bem como evitar possíveis equívocos frente a outras dermatoses. A utilização da Inteligência artificial apoia o enfrentamento dessa endemia que deve ter suas ações descentralizadas e integradas na atenção primária, tornando mais acessível a informação e raciocínio clínicos. A criação de chaves de classificação para a hanseníase por meio de aplicativos possibilitará os
profissionais de saúde pública, adequadamente qualificados, a classificação da doença com precisão ampliada. Para tanto, pretendemos desenvolver um sistema computacional acessível, portátil e preciso para dar suporte ao diagnóstico da hanseníase. Aperfeiçoar o serviço de saúde pública quanto ao diagnóstico e, consequentemente, ao tratamento de doenças negligenciadas. O estudo proposto será retrospectivo, do tipo caso-controle (SCHLESSELMAN, 1982), cujos participantes são atendidos no Centro de Referência de doenças endêmicas-CREDEN-PES (SMS/GV), no município de Governador Valadares e entorno. Questionários estruturados e pré-codificados serão aplicados para investigar dados demográficos e socioeconômicos. O número de participantes que serão envolvidos no estudo segundo dados do CREDEN-PES poderá totalizar 400 indivíduos ao longo do estudo: cerca de 80 casos classificados como doentes (multibacilares e paucibacilares) e 320 respectivos contatos intradomiciliares.
Contato: luciaalves.fraga@ufjf.edu.br

Título: Índice de Confiança Empresarial de Governador Valadares – ICE/GV
Unidade: ICSA
Coordenador: Luckas Sabioni Lopes
Vice-coordenador: Thiago Costa Soares
Equipe: Leandro Roberto De Macedo, Luiz Antonio De Lima Junior
Resumo: O ICE/GV irá monitorar a dinâmica das expectativas (humor) dos empresários locais a respeito da economia de Governador Valadares. Segundo a teoria econômica, o nível das expectativas dos empresários é o principal ingrediente para realização de investimentos, o que, por sua vez, leva ao crescimento e desenvolvimento econômico. O ICE/GV – Índice de Confiança Empresarial – buscará mapear a percepção do empresário local sobre o nível de atividade (vendas, inadimplência) e suas expectativas com respeito à contratação de novos funcionários, realização de novos investimentos, percepção em relação ao governo e economia local e situação do segmento empresarial. O índice é baseado em catorze (14) questões, sendo sete (7) sobre nível de atividade e sete (7) para caracterizar o nível de expectativas para a economia nos próximos três meses. O Índice de Confiança Empresarial (ICE) é um indicador utilizado para identificar mudança de tendência na atividade empresarial. Empresários confiantes tendem a aumentar o investimento e a produção para atender o crescimento esperado na demanda, demonstrando a necessidade de se monitorar situação atual e as tendências de curto prazo da economia do município. A pesquisa do índice de confiança tem periodicidade trimestral, com a realização de entrevistas in loco, em que o questionário é aplicado aos gestores do estabelecimento.
Contato: luckas.lopes@ufjf.edu.br

Título:Índice de Preços ao Consumidor de Governador Valadares – IPC/GV
Unidade: ICSA
Coordenador: Thiago Costa Soares
Vice-coordenador: Luckas Sabioni Lopes
Equipe: Geraldo Moreira Bittencourt
Resumo:  O objetivo deste projeto de extensão é construir e analisar índices de inflação na cidade de Governador Valadares, Minas Gerais. Metodologicamente, busca-se realizar pesquisas de campo, isto é, de dados primários, sobre os preços de diversos bens e serviços ofertados no município. No total, serão avaliados mais de 400 itens, divididos por grupos, que compõem o orçamento médio de uma família. Considera-se no cômputo a importância relativa de cada produto ou serviço no orçamento familiar (método de Laspeyres). A posteriori, os dados, informações e análises produzidos serão transformados em ações de extensão, com a promoção de eventos e seminários abertos no intuito de compartilhar informações e fomentar discussões que possam abrir caminhos para reduzir os efeitos da inflação (e consequentemente o custo de vida) na cidade. O público-alvo é o “consumidor típico médio”, conceito utilizado na construção do IPCA, estimativa do IBGE para a inflação nacional. Especificamente, compõem-se de indivíduos que pertencem a famílias de um a 40 salários mínimos e que residem na cidade de Governador Valadares. As atividades do projeto ocorrerão no EcoNúcleo, localizado na Rua Barão do Rio Branco, n. 98, Sala 03, Centro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Contato: thiago.costa@ufjf.edu.br

Área temática: Trabalho

Título: Inserção social e produtiva dos brasileiros retornados do exterior para a Microrregião de Governador Valadares/Minas Gerais – Brasil
Coordenador: Devani Tomaz Domingues
Vice-coordenador: Thiago Costa Soares
Equipe: Alessandra Guimaraes Efrem Natividade, Joicy Da Fonseca Guimarães, Leandro Roberto De Macedo
Resumo: Este projeto tem um caráter interdisciplinar e sua finalidade é formar um Núcleo de Extensão e Estudos sobre Trabalho e Migração na Microrregião de Governador Valadares, visando a pesquisa, a aprendizagem e ações extensionistas voltadas para a capacitação e promoção de trocas de experiências por meio de encontros dialógicos e formativos com organizações/instituições e trabalhadores (as). Nesta primeira etapa do projeto, propõe-se trabalhar com o migrante brasileiro laboral retornado do exterior para a Microrregião de Governador Valadares, bem como focar nas categorias de empresário e trabalhador por conta própria. Ou seja, a pesquisa e as ações extensionistas envolverão cidadãos da microrregião na condição de migrante internacional retornado, fundamentando-se em estudos que evidenciam a propensão deles em se tornarem empreendedores ou trabalhadores por conta própria (MEL et al, 2008; PIRACHA; VADEAN, 2010; YENDAW et al, 2013; YENDAW, 2013). Para viabilizar uma análise comparativa, também serão contemplados no projeto grupos de trabalhadores e trabalhadoras não migrantes que se encontram ocupados em atividades por conta própria percebendo uma renda de até 3 salários mínimos. O intuito é entender o impacto da experiência migratória na situação socioeconômica dos migrantes internacionais retornados, desenvolver diálogos/encontros (individuais e coletivos) formativos com eles e usar as metodologias quantitativa e qualitativa – análises estatísticas e aplicação do modelo logit com o uso dos microdados do Censo 2010 (IBGE, 2010); entrevistas estruturadas e realização de encontros e oficina de capacitação com foco no empreendedorismo.
Contato: devani.tomaz@ufjf.edu.br

Título: Laboratório do Amanhã: uma nova perspectiva para a ressocialização das prisioneiras em Governador Valadares
Unidade: ICSA
Coordenador: Juliana Goulart Soares Do Nascimento
Vice-coordenador: Renato Antonio De Almeida
Equipe: Fabio Henrique Rodrigues, Jeanine Aguia Santos Silva
Resumo: A primordial motivação da proposta em questão é a valorização e o respeito ao ser humano, notadamente, à mulher enquanto pessoa humana através de uma proposta interdisciplinar de ressocialização das mulheres custodiadas no Presídio de Governador Valadares. O que se observa, é que mais do que encarceradas estas mulheres são prisioneiras da ordem social que se impôs a elas. Tendo como bases a informação, socialização, capacitação e o desenvolvimento da capacidade empreendedora, o cerne do projeto objetiva conduzir, de forma gradual, as principais pessoas beneficiadas pelo projeto, por um caminho que privilegia a mudança cultural e construção da autoconfiança, de forma que proporcione mudanças comportamentais ao longo do tempo. Um dos grandes problemas enfrentados por pessoas que retornam ao convívio social após o cárcere é a sua forma de subsistência, pois é muito comum não encontrar oportunidades de trabalho. Portanto, entende-se que a capacitação para o trabalho é um importante fator de socialização. O desenvolvimento do potencial empreendedor, por sua vez, se propõe a criar uma alternativa ao emprego, o qual muitas vezes é escasso, além da expressiva barreira do preconceito. A oportunidade de empreender é muitas vezes inimaginável para quem está em situação de tamanha vulnerabilidade social, podendo ser essa vertente uma das mais importantes contribuições aqui consideradas. Tendo como proposta do perfil de formação atual o desenvolvimento de uma visão crítica e empreendedora, dentre outras questões, entende-se que essa será uma oportunidade ímpar de aprendizado para os discentes participantes.
Contato: jugoularts@hotmail.com