Fechar menu lateral

Plano de Ensino

Disciplina: TUR048 - DIMENSÕES DA HOSPITALIDADE

Créditos: 4

Departamento: DEPTO DE TURISMO / ICH

Os encontros e as trocas, enquanto elementos estruturantes da experiência social tomam dimensões peculiares quando analisados pelo viés das viagens, uma vez que os deslocamentos físicos (do eu e/ou do outro) tendem a potencializar os processos relacionais. Consequentemente, a partir da experiência de ser ou receber um estrangeiro, as viagens emergem enquanto um dos campos de conflitos e de hibridizações culturais. Nesse sentido, a viagem é discutida enquanto espaço da presença do outro, e a disciplina Hospitalidade visa interpretar tais interações sociais que ocorrem entre os diferentes sujeitos que se encontram durante o processo de deslocamento. Para tanto, articula em seu escopo teórico noções sobre o estrangeiro e a mobilidade, levando em consideração o conceito de dádiva, bem como as especificidades brasileiras e os temas emergentes que se impõem como mediadores no encontro e na compreensão das diferenças que se processam nas viagens.
1. AS PREMISSAS DA HOSPITALIDADE
1.1. A dádiva maussiana
1.2. As trocas e a rede de seis graus de separação
1.3. A construção dos espaços sociais: cronotopos e ações da hospitalidade
1.4. A hospitalidade no cotidiano e nas viagens
2. A POLÍTICA DA HOSPITALIDADE – O LOCAL DO ESTRANGEIRO
2.1. Os conceitos de mobilidade e de viagem: o estrangeiro na história da humanidade
2.2. Caracterização dos estudos sobre o estrangeiro: língua, morte, sexualidade e terra
2.3. Principais viajantes em busca de hospitalidade: turista, imigrante, refugiado e exilado
2.4. O problema do desconhecido e a política da hospitalidade na mobilidade contemporânea
3. A POÉTICA DA HOSPITALIDADE – O LOCAL DO EU E DO OUTRO NA MOBILIDADE
3.1. Em busca de uma “estética da viagem”
3.2. Para além do viajante: residentes, prestadores de serviço e “quem fica”.
3.3. A (des)construção do eu e da alteridade pela viagem: dos hóspedes, anfitriões e hôtes
3.4. Da hospitalidade à hostipitalidade derridiana: moralidade e conflitos, ascensões e quedas nos dramas de viagem
3.5. Memórias e garimpagem de experiências nas viagens
4. OS CAMINHOS DA PESQUISA EM HOSPITALIDADE
4.1. As pesquisas, definições e correntes da hospitalidade: francesa, norte-americana e inglesa
4.2. Epistemologia das interações de viagem: hóspedes e anfitriões na perspectiva marxista, fenomenológica e positivista
4.3. Por um pensamento teórico-crítico sobre a hospitalidade brasileira e latino-americana
BOTTON, Alain de. A Arte de Viajar. Rio de Janeiro: Rocco, 2003.
DERRIDA, Jacques. Anne Dufourmantelle convida Jacques Derrida a falar da Hospitalidade. São Paulo: Escuta, 2003.
MONTANDON, Alain (org.). O livro da hospitalidade: acolhida do estrangeiro na história e nas culturas. São Paulo, SP: Ed. SENAC, 2011.
BENJAMIN, Walter. Charles Baudelaire: um lírico no auge do capitalismo. São Paulo: Brasiliense, 1989.
BRYSON, Bill. Em casa: uma breve história da vida doméstica. São Paulo: Cia. das Letras, 2011.
CAILLÉ, Alain. Antropologia do Dom: o terceiro paradigma. Petrópolis, RJ: Ed. Vozes, 2002.
CHANDA, Nayan. Sem Fronteira: os comerciantes, missionários, aventureiros e soldados que moldaram a globalização. Rio de Janeiro e São Paulo: Ed. Record, 2011.
DENCKER, Ada e BUENO, Marielys. Hospitalidade: cenários e oportunidades. São Paulo, SP: Ed. Pioneira, 2003.
DIAS, Célia M. Moraes, (org). Hospitalidade, Reflexões e Perspectivas. Barueri, SP: Ed. Manole, 2002.
EAGLETON, Terry. O problema dos desconhecidos: um estudo da ética. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.
ELFAKIR, Véronique. Désir Nomade: littérature de voyage – regard psychanalytique. Paris, França: Ed. L’Harmattan, 2005.
GENNEP, Kurr van; ARNOLD, Charles. Os Ritos de Passagem. Petrópolis, RJ: Ed. Vozes, 2011.
GODELIER, Maurice. O Enigma da Dádiva. Portugal: Edições 70, 2000.
HYDE, Lewis. A Dádiva: como o espírito criador transforma o mundo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.
LASHLEY, C. Em busca da hospitalidade: perspectivas para um mundo globalizado. São Paulo: Manole, 2004.
MacCANNELL, Dean. El turista: una nueva teoria de la clase ociosa. España: Editorial Melusina, 2003.
MAUSS, Marcelo. Ensaio Sobre a Dádiva. Portugal: Edições 70, 2008.
ROCHE, Daniel. Humeurs Vagabondes: de la circulation des hommes et de l’utilité des voyages. Paris, França: Ed. Arthème Fayard, 2003.