Fechar menu lateral

Plano de Ensino

Disciplina: CSO095 - ANTROPOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS

Créditos: 4

Departamento: DEPTO DE CIENCIAS SOCIAIS/ICH

Panorama das correntes teóricas contemporâneas e seus autores. Temas e questões atuais em debate. Principais controvérsias.
a) Indivíduo, sociedade e cultura;
b) Estruturalismo, interpretativismo e relativismo;
c) Antropologia e história: contribuições e debates;
d) A modernidade crítica e a pós-modernidade;
e) Cosmologias da tradição e a cultura como invenção;
f) Pessoa, corpo e subjetividade;
g) Teorias sobre redes sociais.
CARDOSO DE OLIVEIRA, Roberto. “Tempo e Tradição: Interpretando a Antropologia”. In: Sobre o Pensamento Antropológico.
CLIFFORD, James. “Sobre a autoridade etnográfica”, in: A experiência etnográfica. Antropologia e Literatura no século XX. Rio de Janeiro: UFRJ, 2002. p. 17-62.
DILTHEY, W. “O surgimento da Hermenêutica”. Numen: revista de estudos e pesquisa da religião. Juiz de Fora,v.2,n.1, p.11-32.
GEERTZ, Clifford. “Um jogo absorvente: notas sobre a briga de galos balinesa”, in: A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978. p. 278-321.
GEERTZ, Clifford. “Uma descrição densa: por uma teoria interpretativa da cultura”, in: A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978. p. 13-41.
GEERTZ, Clifford. “A luta pelo real”, in Observando o Islã. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004. p. 98-124.
GEERTZ, Clifford. “Do ponto de vista dos nativos: a natureza do entendimento antropológico”, in: O saber local. Petrópolis: Vozes, 2004. p. 85-107.
GEERTZ, Clifford. “O senso comum como um sistema cultural”, in: O saber local. Petrópolis: Vozes, 2004. p. 111-141.
KUPER, A. “Clifford Geertz: cultura como religião e como grande ópera”. In: Cultura: a visão dos antropólogos. São Paulo: Edusc, 2002.
MARCUS, George E. "Identidades Passadas, Presentes e Emergentes: requisitos para etnografias sobre a modernidade no final do século XX ao nível mundial". Revista de Antropologia, 34: 197-221. 1991.
PEIRANO, Mariza. "O Encontro etnográfico e o diálogo teórico". In: Uma antropologia no plural. Três experiências contemporâneas. Brasília: Ed. UNB, 1991. p.131-146.
RABINOW, Paul. “Representações são fatos sociais: modernidade e pós-modernidade na antropologia”, in: Antropologia da razão. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1999. p. 71-107.
SAHLINS, Marshall. “Introdução”, “Suplemento à viagem de Cook; ou ‘le calcul sauvage’, e “Estrutura e história”, in: Ilhas de história. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990. p. 7-51, 172-194.
SAHLINS, Marshall. “Cosmologias do Capitalismo: O Setor Trans-Pacífico do Sistema Mundial. In: Cultura na prática. Rio de Janeiro: UFRJ, 1992. p. 445-501.
SAHLINS, Marshall. “Experiência individual e ordem cultural” (1982), in Cultura na prática. Rio de Janeiro: UFRJ, 2004. p. 301-316.
SAHLINS, Marshall. “La pensée bourgeoise: a sociedade ocidental enquanto cultura” (1976), in Cultura na prática. Rio de Janeiro: UFRJ, 2004. p. 179-219.
SAHLINS, Marshall. “Que é iluminismo antropológico? Algumas lições do século XX” (1999), in Cultura na prática. Rio de Janeiro: UFRJ, 2004. p. 535-562.