Fechar menu lateral

Plano de Ensino

Disciplina: HIS040 - HISTORIA CONTEMPORANEA I

Créditos: 4

Departamento: DEPTO DE HISTORIA /ICH

A disciplina pretende discutir o estabelecimento das matrizes do mundo contemporâneo. O período enfocado compreende o chamado "longo século XIX", ou seja, de fins do século XVIII até o início do século XX. Procura-se discutir, entre outros, os seguintes temas: Formação das sociedades industriais na Europa. A Revolução Industrial e as transformações político-econômicas dela decorrentes. Iluminismo e produção letrada; Revolução Francesa. A contra-revolução. Revoluções liberais de 1830 e 1848. A política das nacionalidades. As democracias Liberais. A organização da sociedade industrial europeia na passagem do século XIX para o XX: desdobramentos político-econômicos. Imperialismo. Movimentos e partidos operários. As Internacionais Socialistas.
Introdução
Para compreender o “longo século XIX” e a contemporaneidade

I. O Liberalismo e a formação das sociedades industriais entre o final do XVIII e meados do XIX:
1. O conceito de Liberalismo – Fundamentos políticos e filosóficos
- Do Liberalismo Político ao Econômico: Locke, Rousseau, Adam Smith
2. Revolução Industrial – Uma revolução das máquinas?
- Disciplina e Revolução industrial - E.P. Thompson
II. Iluminismo e Revolução Francesa
1) As origens culturais da Revolução Francesa
Direitos Humanos - uma invenção
- Iluminismo: ideologia revolucionária ou cultura da aristocracia
Robert Darnton, Roger Chartier e a História Cultural da Revolução Francesa
2) A Grande Revolução
- Historiografia da Revolução Francesa: Uma revolução burguesa ou popular?
- O bicentenário e as novas questões historiográficas – O debate Hobsbawm e Furet
- Do processo revolucionário à Ditadura: A Ascensão de Napoleão
- Era Napoleônica e seu legado

III. As Revoluções não param: da queda de Napoleão à Comuna de Paris
- A contra-revolução - A Europa da Restauração
- Impactos de 1830
- As revoluções de 1830 – 1848

IV. Os excluidos da história: mulheres, trabalhadores:
- Cartismo e Ludismo
- O Movimento Operário e seus referenciais
- A “Comuna de Paris”: primeiro poder operário ou levante popular e republicano?

V. Nações e Nacionalismo
- Nações e Capitalismo
- O Império Austro-húngaro
- A política das nacionalidades
- Expansão industrial e imperialismo

VI. conclusão

ARENDT, Hannah. As Origens do Totalitarismo. SP, Cia das Letras, 1989, p. 187, 214).
Arendt, Hannah. As Origens do Totalitarismo. RJ, Documentário, 1979.
BOITO Jr., Armando. “Comuna Republicana ou Operária? A Tese de Marx posta à prova”. In: BOITO Jr., A. (org) A Comuna de Paris na História. São Paulo: Xamã, 2001, pp. 47-66.
BONIFÁCIO, M. Fátima. A causa de D. Maria II (1826-1824). In: Análise Social, vol. XXXIX, 2004.
Briggs, Asa & Clavin, Patricia. Historia Contemporánea de Europa. 1789-1989. Barcelona, Grijalbo, 1997.
CANFORA, Luciano. Bonaparte libertador. Estudos Avançados, São Paulo, v. 22, n. 62, p. 119-128, abr. 2008.
Charlot, Monica & Marx, Roland. Londres, 1851-1901: A Era Vitoriana ou o Triunfo das Desigualdades. RJ, Zahar, 1993
CHARTIER, Roger. As Origens Culturais da Revolução Francesa. SP: Ed. UNESP, 2009.
CONSTANT, Benjamin. “Da liberdade dos antigos comparada à dos modernos”. Filosofia Política 2, SP, Porto Alegre: L&PM, Unicamp, UFRGS, 1985. Conferência proferida no Athénée Royal de Paris em 1819.
DARNTON, Robert. Boemia literária e revolução: o submundo das letras no antigo regime. São Paulo: Cia das Letras, 1987.
DARNTON, Robert. Os dentes falsos de George Washington. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.
FLORENZANO, Modesto. Anotações sobre a Europa em 1848. In: Crítica Marxista – Dossiê 150 ANOS DO MANIFESTO. In http://www.unicamp.br/cemarx/criticamarxista/critica6parte6.pdf
FURET, F. Pensando a Revolução Francesa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.
GAY, Peter. “A experiência: o melhor professor” In A Paixão Terna. SP, Cia das Letras, 1990, pp. 88 – 119.
Gellner, E. Nações e Nacionalismo. Lisboa, Gradiva, 1983.
Gueniffey, Patrice. "LA POLÍTICA EXTERIOR DEL SEGUNDO IMPERIO." In El Poder Y La Sangre: Guerra, Estado Y Nación En La Década De 1860, edited by Palacios Guillermo and Pani Erika, 143-58. Colegio De Mexico, 2014. http://www.jstor.org/stable/j.ctt14jxn8t.9.
HALL, Catherine. “Sweet Home” In: História da Vida Privada: Da Revolução Francesa à Primeira Guerra Mundial. Vol. 4, SP, Cia das Letras, 1991, pp.53 – 87
Hausberger, Bernd. "DE AUSTRIA A AUSTRIA-HUNGRÍA: UN IMPERIO ENTRE NACIONALIDAD Y SUPRANACIONALIDAD." In El Poder Y La Sangre: Guerra, Estado Y Nación En La Década De 1860, edited by Palacios Guillermo and Pani Erika, 115-42. Colegio De Mexico, 2014. http://www.jstor.org/stable/j.ctt14jxn8t.8
HOBSBAWM, Eric. Ecos da Marselhesa. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.
HOBSBAWM, Eric. Nações e Nacionalismos desde 1780 — Programa, Mito e Realidade, Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.
HOBSBAWM. Eric. “A Era dos Impérios”; “Bandeiras Desfraldadas: Nações e Nacionalismo”. In A Era dos Impérios. RJ, Paz e Terra, 1989, pp. 87-124, 203-232.
Hobsbawn & Ranger, T. A Invenção das Tradições. RJ, Paz e Terra.
HOCHSCHILD, Adam. “A Raposa atravessa o riacho”; “Onde os 10 Mandamentos não vigoram” In O Fantasma do Rei Leopoldo: uma história de cobiça, terror e heroísmo na África Colonial. SP, Cia das Letras, 1999, pp.43-56, 126- 149. Filme: O Homem que queria ser Rei (1989, EUA)
HUNT, Lynn. A invenção dos direitos humanos: uma história. São Paulo: Companhia das Letras, 2009, Introdução "Consideramos estas verdades autoevidentes", pp. 13-34.
LOCKE, John. Segundo Tratado Sobre o Governo Civil. 3ª ed. São Paulo: Nova Cultural, 1983. (Col. Pensadores).
MAYER, Arno. A Força da Tradição: Persistência do Antigo Regime. 1848-1914. SP, Cia das Letras, 1987.
PERROT, Michelle. Os Excluídos da História: Operários, mulheres, prisioneiros. RJ, Paz e Terra, 1988.
ROUSSEAU, J. J O Contrato Social. São Paulo: Martins Fontes, 1996.
SAID, Edward. Cultura e Imperialismo. SP, Cia das Letras, 1995, pp.11-31, 33-98.
Segunda Revolução e Triumpho da Liberdade em França. [Paris]: s.n., [1830?]. Brazilian and Portuguese History and Culture. Web. 21 July 2016.
SMITH, Adam. A Riqueza das Nações (1ª edição 1776), Volume 1 .
THOMPSON, E. P. Costumes em Comum: Estudos sobre a Cultura Popular Tradicional. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.