Fechar menu lateral

A admirável cabeleira de um visitante

 

Cometa Bradfield 1974b, Boletim da Reitoria n. 147, março/1974.

 

Em março, um viajante de “admirável cabeleira” visitou o céu de  Matias Barbosa.

Antes de ir embora, o ilustre visitante permitiu ser fotografado!

Não foi um março como outros. Aconteceu no ano de 1974 quando, entre os dias 18 e 19 de março, o cometa Bradfield 1974b passou em seu ponto mais próximo ao Sol, ou  periélio, à distância de 75 milhões de quilômetros.  Em primeiro de abril atingiria o ponto mais próximo à Terra, mas antes disso apresentou uma irregularidade orbital e desapareceu.

Esse cometa foi descoberto em fevereiro de 1974, no Observatório de Adelaide, Austrália, por W. A. Bradfield.

 

No Observatório Flammarion, em Matias Barbosa, o cometa Bradfield 1974b foi visualizado e fotografado em 17 de março de 1974. E aquele foi o único registro realizado, em todo o mundo, antes que o cometa desaparecesse. 

Em dezembro de 1973, o Departamento de Geociências da UFJF firmou um convênio de colaboração técnica com o Observatório Flammarion, com o empréstimo do telescópio Maksutov de 150mm. E foi justamente com uma câmera astrográfica 56/250mm Carl Zeiss Tessar acoplada ao telescópio que, em 17 de março de 1974,  foi feita a única imagem (chapa fotográfica) do cometa Bradfield 1974b que se tem notícia no mundo.

Exemplares  dos números 147, 148 e 150 do  Boletim da Reitoria, que estão sob a guarda do Arquivo Central, têm publicadas as informações a respeito do cometa:

Seguimos conectados!

Canal do LAPHARQ 

Instagram

Facebook