Fechar menu lateral

Histórico do Programa

Histórico e Contextualização do Programa

O Programa de Pós-graduação em Ambiente Construído – PROAC iniciou suas atividades em março de 2010, após o credenciamento pelo Conselho Federal de Educação e de acordo com o parecer homologado pelo CNE: Portaria MEC 1225, de 05/10/10, DOU 20/10/10, seção. 1, p. 42. Esta pós-graduação foi proposta a partir do amadurecimento de pesquisas desenvolvidas nos cursos de graduação: Engenharia Civil (criado em 1914, sendo um dos primeiros cursos de origem da UFJF),  Arquitetura e Urbanismo (criado em 1992) e de Engenharia de Produção (criado em 2000), caracterizando-se, em essência, como um curso de natureza multidisciplinar desde sua proposição.

Hoje a UFJF conta com 45 Programas de Pós-graduação, sendo 15 cursos de mestrado acadêmico, 10 mestrados profissionais e 20 mestrado/doutorado, que são resultados do apoio institucional que se reflete em uma política contínua de aperfeiçoamento do corpo docente e discente, no aperfeiçoamento de gestões internas que favorecem as atividades de pós-graduação e, também, no investimento financeiro.

No fortalecimento da pós-graduação a UFJF, Pró-reitoria de Pós-graduação, desenvolve os seguintes programas:

i) “Apoio a Pós-graduação” onde aporta recursos próprios;

ii) Incentivo a integração do tripé ensino-pesquisa-extensão com destaque para os programas próprios de bolsas aos discentes da graduação: Iniciação Científica (BIC), Treinamento Profissional (TP) e Monitoria (MO). Sendo este um importante trabalho de aproximação da graduação com a pós-graduação através da participação desses alunos em núcleos de pesquisa e em atividades científicas e de intercâmbio, incrementando a familiarização com os estudos desenvolvidos no programa;

iii) Internacionalização (visitante temporário e sanduíche reverso);

iv) Professor visitante (internacional e nacional),

v) Bolsas para alunos da Pós-graduação, dentre outros.

A UFJF incrementa as bolsas dos pós-graduandos, além das oferecidas pela CAPES, CNPq, Fapemig, com bolsas de Tutoria, incentivando os estudantes no desenvolvimento de suas pesquisas.

Do ponto de vista curricular, o curso de mestrado foi pensado como uma estrutura dinâmica e integrada, numa temática acerca do ambiente construído congregando estudos sobre as diversas possibilidades de compreensão, sendo definidas três linhas de pesquisa que reforçam a área de concentração do programa: Gestão do Ambiente Construído; Projeto do Ambiente Construído e Técnicas do Ambiente Construído. Assim, viabiliza-se o ingresso de discentes com formações profissionais distintas, que podem se vincular a qualquer uma das três linhas.

Em relação ao corpo docente, por meio de uma política de incentivo à manutenção de professores permanentes, instituíram-se padrões de produção elevados com base em programas de excelência na área. Hoje o programa conta com 14 (catorze) docentes permanentes com uma boa média de produção, quantitativa e qualitativa. Os professores vinculam-se a núcleos de pesquisa cadastrados no CNPq onde são líderes e, também, como participantes em núcleos existentes em outras instituições.

O curso funciona com uma estrutura integradora de pessoas e em ambiente físico que cresceu nos últimos tempos, o que indica o esforço da universidade no aprimoramento das condições físicas e materiais onde dispomos de uma estrutura própria com secretaria, sala de reuniões, sala de aula e sala para discentes; enquanto que os docentes possuem gabinetes e núcleos de pesquisa em suas unidades administrativas com franco acesso dos discentes. Todos os ambientes são equipados com computadores conectados à internet. A Faculdade de Engenharia dispõem ainda de outras instalações como salas de aula, auditórios, laboratórios de pesquisa ampliando nossas instalações sem descuidar da racionalização no uso do espaço, cada vez mais compartilhado.

Volta Voltar Seta - Gráfico vetorial grátis no Pixabay