Fechar menu lateral

Riscos, Oportunidades e Perspectivas

Gestão de Riscos e Controles Internos

Até o final do exercício de 2020 estava vigente a Portaria nº 325/2019 que é a base da Figura abaixo que demonstra o Modelo de Gestão de Riscos e Controles da UFJF. Em 29 de janeiro de 2021, a alta administração, comprometida com o amadurecimento do plano de gestão de risco, editou a Portaria/SEI nº 133/2021 que será a base para o RG 2021.

 

                          

 



 

Principais Riscos e Mitigações

Por meio da Portaria/SEI nº1.553/2019, determinou-se a obrigação dos gestores das PróReitorias, Diretorias, Ouvidoria Geral e Especializada, Gabinete, Secretaria Geral e Assessoria do Gabinete para implementarem a gestão de riscos em suas unidades administrativas. A portaria ainda determinou a adoção da Plataforma Ágatha (Sistema de Gestão de Integridade, Riscos e Controles) para a gestão de risco. A plataforma foi viabilizada tecnicamente pelo Centro de Gestão e Conhecimento Organizacional (CGCO) de forma que todos os setores utilizassem a ferramenta para a definição da matriz de risco da UFJF, facilitando a gestão de risco. Ainda, houve a capacitação de 18 servidores para implementação do processo de Gestão de Riscos na UFJF em 2019.

 
A edição da Portaria/SEI nº2.015/2019, definiu a data limite de 20 de dezembro de 2019 para todos os setores vinculados às Pró-Reitorias, aos Diretores Administrativos, às Ouvidorias Geral e Especializada em Ações Afirmativas, ao Gabinete, à Secretaria Geral e à Assessoria de Gabinete a incluírem na Plataforma Ágatha os dados de seus principais processos para dar suporte à formação do mapa de risco da Instituição. A assessoria do gabinete coordenou a aplicação de questionário e o preenchimento de informações por todas as Pró-Reitorias, Diretorias Administrativas e Unidades Acadêmicas da Universidade. Consolidou todos os dados em planilhas que, pela primeira vez, constituíram matriz de risco da UFJF e foram utilizadas pela Auditoria Interna para a elaboração de seu Plano de Auditoria Interna para o exercício de 2020.

 
A dimensão do desafio de planejamento da UFJF é múltipla. O ano de 2019 foi o ano da implantação da gestão de risco formal, uma vez que a instituição editou instrumentos normativos gerais, capacitou servidores, implementou uma plataforma e definiu os responsáveis pelo processo. Contudo, a gestão de risco ainda é um desafio para o conjunto da instituição. Entretanto o ano de 2020 foi, como é amplamente reconhecido, um ano atípico. Os instrumentos propostos foram se estruturando ao longo do ano e estão sendo intensificados.