Fechar menu lateral

Cultura e história negra: preservação da nossa memória

 

  
Andreia de Freitas, conservadora-restauradora do Arquivo Central, participou das atividades da IV Semana da Consciência Negra da UFJF com a oficina  “Memória e representatividade: preservando a cultura e história negra”.

Foram discutidos os fundamentos de preservação, organização e criação de arquivos e o papel da memória para a comunidade negra.

Os participantes conheceram documentos do acervo do Arquivo Central, selecionados por Andreia, para refletir acerca da presença da história negra nesse local de guarda de acervos. O primeiro documento analisado é um exemplo da inexistência de dados. Trata-se de uma publicação, existente na Biblioteca do Arquivo Central, que contém o resultado de estatística de mortes, entre a população brasileira, em 1792. No texto, publicado na Revista do Archivo Publico Mineiro, de 1897, o autor promete que, quando tiver as informações, publicará a estatística dos “obitos dos captivos”. 

 
      


  
Leia mais sobre a IV Semana da Consciência Negra da UFJF.

   

Conheça outros documentos analisados na oficina:
  
Seguimos conectados!

Canal do LAPHARQ

Instagram

Facebook